O Agrupamento de Escolas de Oliveira do Bairro associou-se ao grupo Makers de Oliveira do Bairro/Vagos para produzir viseiras 3D, a doar a instituições da região, a fim de ajudar a minorar os problemas de falta de proteção individual, devido à COVID-19.

A iniciativa solidária tem por objetivo equipar diversos profissionais, tanto da área da saúde, de instituições de solidariedade social, como agentes da segurança pública, com equipamentos que escasseiam e fazem falta na proteção, com enfoque nos concelhos de Oliveira do Bairro e Vagos.

O projeto, que começou a 25 de março, envolve mais de uma dúzia de pessoas que, diariamente, em casa, produzem viseiras com a ajuda de impressoras 3D. O objetivo é fazer o maior número de viseiras, para fazer face aos pedidos recebidos.

Os protótipos das viseiras foram testados por responsáveis da saúde que as validaram. Neste momento existe falta de acetatos, com um mínimo de 500microns, por tal o Agrupamento de Escolas apela à doação deste material, através dos contactos SICAM (Azurveira, Bustos) 919088075 ou Agrupamento de Escolas de Oliveira do Bairro, através do número 938429126. “Os apoios recebidos são tanto de empresas como de particulares, nomeadamente em acetatos, no corte a laser para perfuração dos acetatos, na aquisição do PLA usado pelas impressoras, elásticos e numa impressora 3D”, dá conta uma nota do Agrupamento.