A RODI, liderada pelo empresário aguedense Armando Levi, decidiu atribuir um prémio no valor mínimo de 500 euros, a todos os colaboradores, pelo bom desempenho da empresa durante o ano de 2019. Este prémio será pago no final deste mês de maio.

A empresa, líder europeia no fabrico de aros e rodas de bicicleta em alumínio e uma referência mundial na produção de lava-louças em aço inoxidável, avança ter por hábito premiar o esforço dos seus colaboradores e que este ano não será exceção, apesar de todas as contingências e alterações provocadas pela pandemia.

O ano 2019 foi “um ano positivo para a RODI e isso é fruto do trabalho da nossa equipa, pelo que entendemos que é justo atribuir este prémio a todos os nossos colaboradores.”

O CEO Armando Levi adianta que esta iniciativa, mesmo em tempos difíceis, “é uma demonstração inequívoca da política de gestão da RODI, que sustenta a sua estratégia de crescimento numa forte aposta em tecnologia de ponta nas suas unidades fabris e sobretudo na valorização do seu capital humano”.