Está criada  – e totalmente sinalizada – a Grande Rota do Buçaco, um percurso linear, com um total de 56 km, cujo epicentro é a Mata Nacional do Buçaco e que liga aos três concelhos limítrofes da Mata: Mealhada, Mortágua e Penacova. A rota está inserida num projeto dinamizado pela CIM-Região de Coimbra que procura a valorização do património natural.

Quem pretenda iniciar a Grande Rota do Buçaco na Mealhada já o pode fazer a partir do Parque da Cidade, onde está colocada a placa indicativa do quilómetro zero do percurso GR49.  A partir da Mealhada, até ao Convento de Santa Cruz do Buçaco, são 11,56 quilómetros de diferentes paisagens: os vinhedos da Bairrada a remeterem para as caves e adegas onde se produzem os vinhos tintos, brancos e espumantes – e estes para a iguaria gastronómica local mais típica – o leitão assado da Bairrada, – ou a vila de Luso, conhecida pela sua estância termal e pelo consumo de água mineral.

Chegados ao núcleo central da Mata, por entre uma enorme riqueza natural – com diversas espécies raras -, aos olhos do visitante, revela-se o Palace Hotel do Buçaco (edifício do séc. XIX, de estilo neomanuelino), com o seu “Jardim Novo”, a Via Sacra, única no mundo, à escala de Jerusalém, com uma extensão de 3 km e composta por 20 passos (Prisão e Paixão de Cristo), o convento de Santa Cruz, o Museu Militar, o monumento comemorativo da Batalha do Buçaco e os miradouros, com destaque para a Cruz Alta (550m).

Este epicentro liga também às duas outras rotas – Mortágua/ Buçaco, com 21 km, e Penacova/ Buçaco, com 23 km, tirando partido da qualidade e exuberância da biodiversidade da Mata Nacional e revelando as aldeias e as suas histórias, nomeadamente as relativas às invasões napoleónicas e ao papel dos povos e da Mata  na derrota das pretensões francesas.

Trilho das Árvores Notáveis

A Grande Rota do Buçaco é um projeto da CIM- Região de Coimbra que procura contribuir para a valorização dos corredores de património natural da região e que, na Mealhada, inclui ainda uma outra rota designada de Trilho das Árvores Notáveis. Trata-se de um percurso interpretativo, dentro da Mata Nacional do Buçaco, um percurso circular com 6,7 km de extensão, pelas árvores classificadas como notáveis e que inclui espécies como o cedro do Buçaco, a sequóia, araucárias, eucaliptos, pseudotsuga, mirtilo-da-nova-zelândia ou freixo-verde, espécies introduzidas pelos Carmelitas Descalços desde o final do século XVI .