Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "bairrada"

Lions Clube da Bairrada presta homenagem a Manuel dos Santos Oliveiros


No sábado, dia 1 de junho, decorreu na capela da N.ª Senhora das Neves (Pereiro-Anadia), uma missa de sufrágio pelo Companheiro Lion (CL) Manuel dos Santos Oliveiros e demais CL, já falecidos(as) nestes 43 anos de lionismo do Lions Clube da Bairrada.
A missa, rezada pelo pároco Victor, além de companheiras/os em número razoável, contou com a presença da filha, genro e neta do saudoso CL. Manuel Oliveiros, Maria Eduarda Vicetro, José Almeida Vicetro e Maria Manuel Oliveira Vicetro, respetivamente. Também presente Maria Inês, viúva do CL Milton Pinho, senhora que é afilhada da N.ª Sr.ª das Neves e que em boa hora decidiu disponibilizar-se financeiramente e não só para fazer face ao restauro da capela. Esteve também Rosa Tomás, natural e residente daquele lugar, com conhecimentos na área do restauro, e vereadora do pelouro da cultura da Câmara Municipal de Anadia. Estiveram ainda presentes, várias pessoas do lugar do Pereiro.
No final da missa, foi possível apreciar as traseiras da capela revestidas a azulejo do século XVII e que se encontra em restauro, sempre acompanhados por Maria Inês e Rosa Tomás.
Depois, os presentes dirigiram-se para o Cemitério Novo em Anadia, onde, junto da sepultura de Manuel dos Santos Oliveiros, reunidos em oração, foi colocada pelo casal CL. João Simões e Lurdinhas Rolo, uma lápide e ramo de flores, a perpetuar a efeméride.

A Capela. A Capela de Nossa Senhora das Neves é um pequeno templo rural edificado no século XVI, tendo sido sempre utilizada como local de romarias sazonais. Inicialmente foi construída como um tempietto circular coroado por cúpula, que corresponde à atual sacristia. Em meados do século XVII foi edificado o corpo retangular da capela, de nave única, que segue os modelos das capelas rurais da região mondeguina.
A fachada principal apresenta um portal de moldura reta, ladeado por pilastras coríntias estriadas e por duas janelas com grade de ferro. O conjunto é rematado por frontão com aletas e por pináculos, semelhantes aos que coroam os panos murários.
O espaço interior apresenta uma decoração muito sóbria. Coberta por abóbada de berço, a nave possui nas paredes laterais dois arcos de volta perfeita rematados por escudetes. O arco cruzeiro, que une este espaço à capela-mor, é decorado no intradorso e nos pés direitos com motivos geométricos.
A capela-mor desenvolve-se num espaço circular, coberto por cúpula, e decorado por silhares de azulejos polícromos seiscentistas, oriundos de uma oficina lisboeta. Ao centro foi inserido o retábulo-mor de gosto neoclássico, executado em 1875, conforme atesta a inscrição.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Revista de imprensa do Jornal da Bairrada de 5 de junho de 2013


Revista de imprensa do Jornal da Bairrada de 5 de junho de 2013

Posted in Águeda, Anadia, Aveiro, Cantanhede, Ílhavo, Mealhada, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada, Região, Vagos, Vídeo Comentários

Vinhos Bairrada:José Carvalheira apresenta espumantes


Nascido no seio de uma família há várias décadas ligada ao vinho no concelho de Oliveira do Bairro, decidiu, juntamente com a esposa, em 2009, abraçar um projeto ligado à criação de vinhos, designado por Carvalheira Criadores de Vinhos.
O peso da tradição familiar, aliado aos cerca de três hectares e meio de vinha que a família possui naquele concelho bairradino levou-o a lançar-se, de cabeça, nesta aventura que está a ter grande sucesso e a revelar-se uma aposta vencedora.
Engenheiro agrícola de formação e responsável pelo departamento de enologia da Estação Vitivinícola da Bairrada, para além de ser enólogo consultor de algumas das mais prestigiadas empresas do setor vitivinícola da região, José Carvalheira confessa que está nesta aventura por “paixão pelos vinhos”.

Projeto de sucesso. “Este projeto tem por base essa tradição familiar, mas com um conceito distinto: fazer vinhos com uma imagem muito cuidada, num patamar qualitativo muito elevado e exigente, logo em pequeníssimas quantidades”. Por isso, a produção anual ronda não mais do que 5 mil garrafas no que se refere aos vinhos tranquilos (2.500 de tinto e 1.500 de branco). Estes vinhos tranquilos, apelidados de Aequinoctium, ambos Grande Reserva, são verdadeiras obras de arte, fruto de um trabalho muito cuidado que colocam estes vinhos numa categoria de Ultra Premium (gama alta), mas igualmente raros pela quantidade de garrafas lançadas para o mercado. Vinhos com um estágio muito elevado, no caso do tinto sempre superior a 15 meses de estágio em barrica de carvalho francês, e o branco com nove meses de estágio.
Após a primeira colheita em 2009, José Carvalheira fará, hoje, dia 30 de maio, pelas 19h30, a apresentação das novas colheitas destes vinhos tranquilos durante um jantar degustação que decorrerá no restaurante da Escola de Viticultura e Enologia da Bairrada, em Anadia, onde lecionou durante vários anos.
Na ocasião, o produtor vai ainda apresentar publicamente as suas mais recentes pérolas: três espumantes e um vinho colheita tardia.
Por isso, José Carvalheira faz um balanço altamente positivo desta experiência, já que a recetividade do consumidor e da crítica especializada tem sido francamente animadora, ao atribuir notas bem altas aos vinhos, colocando-os entre os melhores. Por outro lado, a nova crítica feita por bloguers atentos a estes novos produtos, comentados nas redes sociais, são também uma forma de divulgação e promoção que está a ter resultados surpreendentes.
Daí que o produtor defenda e acredite que a Bairrada tem tudo para dar cartas neste patamar qualitativo no panorama nacional. “É uma região com a particularidade de ter um grande potencial de envelhecimento”, adianta: “com uma área de vinha cada vez menor e custos de produção elevadíssimos, a região só será competitiva em patamares de qualidade mais altos, apostando em produtos de diferenciação, saindo da massificação”, conclui.

Novos produtos. A entrada na produção de espumantes está intimamente ligada ao projeto e parte do conceito de criar dois espumantes brancos de perfis contrastantes, mas também um espumante feito com castas tintas e um colheita tardia. “A produção de espumantes, quando estiver em velocidade de cruzeiro, atingirá as 15 mil garrafas”, diz José Carvalheira, revelando que este é um produto com muita margem de crescimento e aquele onde irá realmente fazer uma grande aposta.
Ao JB revelou ainda algumas curiosidades que demonstram o cuidado com a imagem dos vinhos. Cada um deles tem nos rótulos estilizado o símbolo de um signo do zodíaco que vigorava no calendário na altura da vindima (vinhos tranquilos). No tinto, o signo patente no rótulo é o de Balança e, no branco, o de Virgem.
Já os espumantes de marca Hibernus (Inverno) corresponde ao momento em que se fez a tiragem, ou seja, o rótulo faz referência à estação do ano que vigorava na altura da tiragem, sendo o símbolo do zodíaco Peixes.

Fungus
É o primeiro vinho colheita tardia do produtor. Nasce tendo por base a casta Maria Gomes e foi batizado de Fungus, uma vez que na origem da podridão nobre que dá origem a este vinho está o fungo Botrytis que “ataca” os bagos de uma pequena parcela junto a um ribeiro. Predominam as notas de creme brulee, marmelada, casca de laranja confitada e o alperce seco. Foram engarrafadas mil garrafas e o vinho combina na perfeição com foie gras ou sobremesas. Preço recomendado: 12 euros.
Ante Aequinoctium Veranum 2011 Grande Reserva
Este extraordinário vinho branco foi vinificado com maceração prolongada, estagiou nove meses em barrica de carvalho francês. Elaborado a partir das castas Arinto, Bical e Chardonnay, em percentagens iguais, é excelente para acompanhar pratos de peixe, marisco mas também carne, por ser um branco bastante estruturado e fresco. Preço recomendado: 19 euros.
Aequinoctium Autumnus 2010 Grande Reserva
Vinho tinto elaborado com as castas Baga (45%), Touriga Nacional (35%) e Syrah (20%), com estágio muito elevado, entre 15 e 20 meses em barrica de carvalho francês. Trata-se de um tinto poderoso, opulento, com enorme capacidade de envelhecimento. Preço recomendado: 20 euros. garrafeiras de renome, desde o Porto ao Algarve.
Hibernus Premier Vintage 2012 Brut
Ótimo para acompanhar entradas e sobremesas, este extraordinário espumante foi feito com as castas Bical, Maria Gomes, Arinto, Baga e Chardonnay. É o primeiro da gama dos espumantes, e o primeiro a ser lançado no mercado em cada colheita, por ser muito jovem, com um estágio de apenas seis meses. Intenso pela sua juventude. Notas florais e bastante frutado. Um espumante fácil de se gostar. Espumante com IGP Beira Atlântico. Preço recomendado: 10,80 euros.
Hibernus Grande Cuvée Vintage 2010 Brut Nature
O vinho base deste espumante foi parcialmente fermentado em barrica de carvalho francês e amadurecido dois anos e meio em garrafa. Uma seleção de castas Arinto, Baga e Chardonnay. Um bruto natural sem adição de açúcar. Amanteigado, notas de madeira, biscoito de manteiga, casca e flor de citrinos.
Preço recomendado: 17 euros.
Hibernus Cuvée de Noirs Vintage 2011 Brut Nature
Feito com base exclusivamente em uvas tintas (baga 55% e touriga nacional 45%) mas de cor muito pálida, ligeiramente salmonado. Muito elegante do ponto de vista aromático, notas de frutos frescos, groselhas e framboesas, mistura de notas amanteigadas com tosta, conferidas pelos 15 meses de envelhecimento. Preço recomendado: 16,50 euros.

Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

Curia Tecnoparque à conversa com Empreendedores


“Criar empresas ontem e hoje” é o mote para uma conversa partilhada entre duas gerações de empreendedores. A iniciativa tem lugar no Curia Tecnoparque, no dia 29 de maio, entre as 18h45 e as 20h e insere-se na OPO Startup Week.
O Curia Tecnoparque irá acolher o primeiro de dois eventos marcados para a região da Bairrada sob a chancela da OPO Startup Week. Neste evento serão colocados lado a lado dois empreendedores de duas gerações diferentes, que irão partilhar as suas histórias enquanto “criadores de empresas”, as etapas por que passaram, erros cometidos e principais aprendizagens recolhidas.
Foram convidados para este evento o jovem empreendedor Pedro Gonçalves, vencedor de um concurso de ideias que o levou recentemente a Silicon Valley, e Fernando Tavares Pereira, Presidente do Grupo Tavfer.
Com esta iniciativa o Curia Tecnoparque pretende juntar os (futuros) empreendedores da Região e, através da partilha de experiências, apoiar quem está a dar os primeiros passos na criação de empresas.
No dia 31 está também agendado um Cocktail de Empresários a decorrer no espaço Rodoviária, em Anadia, a partir das 21h30. Neste dia o tema do debate será “Fazer Acontecer” e conta com a organização do Link Coworking.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Anadia: 10.ª edição do Rally Museu do Vinho Bairrada


O Município de Anadia irá, uma vez mais, orgazinar o Rallye Museu do Vinho Bairrada, que decorrerá no próximo dia 1 de junho, pelas 9h30, na Praça do Município.
Programa:
Anadia-Sever do Vouga
9h30 – Exposição dos carros na Praça do Município, em Anadia;
10h – Partida em frente à Câmara Municipal;
11h45 – Super-Especial de Sangalhos, no parque de estacionamento do Velódromo Nacional;
17h30 – Super-Especial de Sever do Vouga, na pista do Alto do Roçário;
21h – Super-Especial noturna no Complexo Desportivo de Anadia;
22h, jantar de entrega de prémios, no Museu do Vinho Bairrada, em Anadia.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Revista de imprensa do Jornal da Bairrada de 23 de Maio de 2013


Posted in Águeda, Anadia, Cantanhede, Desporto, Ílhavo, Mealhada, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada, Região, Vagos, Vídeo Comentários

Ana Azenha, do Clube de Ciclismo da Bairrada, vence prova lisboeta


A edição do centenário da Subida à Glória, disputada na noite de sexta-feira ( dia 17 ), teve de tudo: muito público, emoção, corredores profissionais, ciclistas amadores e do quotidiano, homens e mulheres participantes, heróicos vencedores, dignos concorrentes e até aquilo por que todos esperavam, um novo recorde, estabelecido por Ricardo Marinheiro
Ana Azenha com as cores do Clube de Ciclismo da Bairrada, conquistou para o recente clube a primeira vitória.
A ciclista, líder da Taça de Portugal de estrada, do Clube de Ciclismo da Bairrada, reside na Academia Nacional de Ciclismo localizada no Anadia Sports Center, e é atleta do Centro de Alto Rendimento de Anadia. Fez o melhor tempo feminino no contrarrelógio, 1m06,07s, antes de ganhar a meia final e também a final. Isabel Caetano (CSM Epinay), apesar do segundo melhor registo no contrarrelógio, teve de contentar-se com a terceiro posição, já que foi desfeiteada, na meia final, por Filipa Fernandes (BTT Seia), que conseguiu o segundo lugar.
A Subida à Glória foi organizada pela Federação Portuguesa de Ciclismo, pela Associação de Ciclismo de Lisboa e pela Câmara Municipal de Lisboa, funcionando como festa de encerramento da Conferência Internacional da História do Ciclismo, que decorreu na capital, na última semana. A Liberty Seguros e o Licor Beirão foram os patrocinadores principais, enquanto a Carris foi um parceiro privilegiado, uma vez que encerrou por uma noite o Ascensor da Glória, Monumento Nacional, para deixar a calçada livre para os ciclistas.

 

Posted in Águeda, Anadia, Aveiro, Cantanhede, Ciclismo, Desporto, Mealhada, Por Terras da Bairrada, Região, Vagos Comentários

Revista de imprensa do Jornal da Bairrada de 16 de Maio de 2013


Revista de imprensa do Jornal da Bairrada de 16 de Maio de 2013

Posted in Águeda, Anadia, Cantanhede, Mealhada, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada, Vagos, Vídeo Comentários

Semana do Leitão de 16 a 23 de junho na Mealhada


De 16 a 23 de junho, o Leitão Assado vai estar no centro das atenções. O concelho da Mealhada vai ser palco da Semana do Leitão, que vai decorrer em dez dos restaurantes aderentes ao projeto 4 Maravilhas da Mesa da Mealhada. Durante esta semana, para além de poder saborear o melhor leitão, vai ser ainda possível apreciar as entradas que serão oferecidas pelos restaurantes aderentes: todos terão à disposição cabidela de leitão e outras, tais como iscas, rissóis, empadas e bola de leitão, que vão variar de restaurante para restaurante. Cada restaurante terá ainda ofertas especiais, que podem ir dos vinhos a variados descontos, informação essa que constará num flyer que será distribuído nas próximas semanas.

A ideia é promover o principal prato gastronómico do concelho e mostrar a todos que é na Mealhada que se come o melhor leitão, impulsionando ainda a economia local, sobretudo a dos restaurantes aderentes. Quem vier à Mealhada irá encontrar na mesma o melhor leitão de sempre, com a tradição e qualidade que a marca 4 Maravilhas exige, encontrará ainda a água do Luso, o pão cozinhado em forno a lenha e os vinhos dos produtores do concelho, a mesma hospitalidade e arte de bem servir, e poderá ainda usufruir das entradas gratuitas, sempre elaboradas a partir do produto leitão, e de uma série de ofertas especiais que cada um dos restaurantes se encontra a preparar.

“O leitão é o produto gastronómico mais marcante em termos de destino turístico e devemos sempre promovê-lo. O objetivo desta iniciativa é reforçar a marca 4 Maravilhas e dar um novo impulso à economia local, apoiando sobretudo os restaurantes aderentes ao projeto 4 Maravilhas que aceitaram este desafio, aqueles que todos os dias se empenham fortemente na apresentação de um produto de excelência e de qualidade”, avançou a vice-presidente da Câmara Municipal e também presidente da Associação Maravilhas da Mealhada, Filomena Pinheiro.

No âmbito da Semana do Leitão, existe ainda outro atrativo, que é um sorteio de refeições para duas pessoas, a realizar nos restaurantes que aderiram à iniciativa. E como irá funcionar? Durante a semana de 16 a 23 de junho, todos os que consumirem leitão num dos dez restaurantes aderentes receberão um cupão por cada refeição efetuada que, no final da semana, irá a sorteio. A refeição para duas pessoas será depois sorteada em cada restaurante, em data a divulgar posteriormente pelos mesmos.

Esta iniciativa é promovida pela Câmara Municipal e pela Associação Maravilhas da Mealhada.

Os restaurantes são os seguintes:

  • Pedro dos Leitões
  • Licínio
  • Típico da Bairrada
  • O Castiço
  • Av. Cidade de Coimbra, 93/95 3050-374 Mealhada
  • Três Pinheiros
  • Nelson dos Leitões
  • Octávio
  • Churrasqueira Rocha
  • Hilário
  • Oásis

Posted in Destaque, Mealhada, Por Terras da Bairrada Comentários

Revista de imprensa do Jornal da Bairrada de 8 de Maio de 2013


Revista de imprensa do Jornal da Bairrada de 8 de Maio de 2013

Posted in Águeda, Anadia, Aveiro, Cantanhede, Ílhavo, Mealhada, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada, Região, Vagos, Vídeo Comentários

Pergunta da semana

Um estudo indica que mais de duas doses diárias de álcool por dia aceleram perda de memória. Qual o seu consumo habitual no dia a dia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com