Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "Concurso"

Câmara Municipal de Anadia satisfeita com forte adesão a concurso de Ideias de Negócio


 

Foram mais de quatro dezenas as candidaturas que se apresentaram ao concurso de Ideias de Negócio da Vinha e do Vinho, promovido pela Câmara Municipal de Anadia, em parceria com o Instituto Politécnico de Coimbra (IPC). No passado dia 24 de fevereiro, nos Paços do Município, teve lugar o início do processo de seleção do vencedor, já que o prazo de entrega das candidaturas encerrou a 31 de janeiro último.
O Concurso de Ideias de Negócio da Vinha e do Vinho lançou como desafio a apresentação de uma ideia de negócio original relacionada com o setor da vinha e do vinho, com aplicabilidade no Município. Agora, findo o prazo para a entrega das candidaturas, os responsáveis mostram-se satisfeitos ao contabilizarem mais de 40 ideias recebidas, número que superou as expetativas.
No encontro, que juntou representantes da Câmara Municipal e do IPC, bem como elementos de entidades parceiras, foi consensual a opinião de que os bairradinos responderam de forma muito positiva ao repto lançado, mostrando ter ideias para um dos setores mais importantes da economia da região.
Cabe agora ao júri avaliar os projetos apresentados, missão que, nos termos do regulamento do concurso, deverá ter em conta a viabilidade do projeto, a criatividade e a inovação, o perfil dos seus promotores e a qualidade da candidatura.
O vencedor será conhecido em final de março e receberá um prémio no valor de cinco mil euros, sendo dois mil e quinhentos euros em valor monetário e os restantes convertidos num ano de serviços de incubação na Incubadora de Empresas do Curia Tecnoparque, no caso de vir a ser constituída uma empresa resultante da ideia de negócio vencedora.
O Concurso de Ideias de Negócio da Vinha e do Vinho integra o INOV.C, um sistema de apoio ao estímulo local e regional ao empreendedorismo e inovação, financiado pelo QREN, através do Programa Operacional Regional do Centro. São parceiras do projeto as diversas entidades que na região detêm uma posição estratégica no setor: Comissão Vitivinícola da Bairrada, Associação Rota do Vinho da Bairrada, Confraria dos Enófilos da Bairrada, Estação Vitivinícola da Bairrada, Escola Profissional de Viticultura e Enologia da Bairrada, Associação Comercial e Industrial da Bairrada e a Vinibairrada.

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada Comentários

Verallia Portugal lança concurso de Design e Criatividade


A Verallia Portugal lança, pela primeira vez em Portugal, um concurso de Design e Criatividade subordinado ao tema “À Conquista de Novos Mercados e Consumidores”. O desafio é lançado aos alunos do ensino superior de escolas de design do país e procura encontrar novas tendências de mercado no universo do vidro de embalagem.

Os candidatos deverão estar inscritos no ano letivo 2013/2014 e frequentar uma instituição de ensino superior nas áreas de arte e design. O desafio consiste em antecipar novas tendências de consumo respondendo a necessidades inexistentes na área do vidro de embalagem. As propostas poderão direcionar-se a nichos de mercado ou a mercado de massas, propondo soluções de embalagem de vidro vantajosas para os consumidores e diferenciadoras no mercado vidreiro.
Uma página de Internet foi especialmente criada para este concurso com toda a informação institucional e legal, bem como com a possibilidade de submissão dos projectos e votação online. Os jurados responsáveis por avaliar as candidaturas apresentadas são provenientes de diferentes áreas de negócio e assumem-se como clientes da Verallia Portugal, órgãos de comunicação social especializados em vinho e embalagem, agência de design e tendências e elementos da própria Verallia.
A votação decorrerá no 2.º trimestre de 2014 após a submissão dos projetos por parte dos alunos. A Verallia Portugal atribuirá prémios aos 5 trabalhos mais apreciados e melhor classificados pelo júri, sendo que as primeiras 3 propostas receberão prémios monetários. Um estágio de verão na Verallia Portugal e uma entrevista com o Diretor Geral e com a Diretora de Recursos Humanos estão reservados para os quarto e quinto prémios, respetivamente.
Mais informações: http://criatividade2014.verallia.pt/

Posted in Região Comentários

Três equipas de Aveiro somam e seguem na competição do IPAM


IPAM_Junior Business Challenge
Três equipas de Aveiro somam e seguem na competição do IPAM

Nesta segunda etapa estarão representados um grupo da escola IPSB – Colégio de Frei Gil e dois da Escola Secundária de Santa Maria da Feira.

O IPAM – The Marketing School já apurou as equipas que continuam a disputar o Junior Business Challenge, projeto da instituição que visa encontrar futuras promessas na área da gestão através de um desafio direcionado para as escolas secundárias e escolas profissionais e no qual os alunos assumem o cargo de CEO de uma empresa fabricante de brinquedos virtual. Para a segunda fase, que acaba de arrancar e termina a 24 de janeiro, estão apuradas três equipas do distrito de Aveiro, mais precisamente um grupo da escola IPSB – Colégio de Frei Gil e dois da Escola Secundária de Santa Maria da Feira.

A primeira fase do concurso decorreu em novembro e dezembro e tem na frente da competição a equipa FourUP, do Colégio La Salle situado em Braga, com um valor líquido acumulado de 32.466 euros. Num total de 62 equipas apuradas a nível nacional, Lisboa e Braga são os distritos portugueses com maior representatividade, com 15 e 11 grupos respetivamente.

Superar desafios do mercado real
Todas as equipas têm o objetivo de fazer da organização que lideram a mais rentável do mercado em que está inserida. Gestão, Marketing, Produção, Logística e Finanças são apenas algumas das disciplinas integradas no dia a dia de cada empresa e que os jovens gestores vão ter de saber utilizar em seu proveito para superar os desafios do mercado real impostos pelo simulador virtual. O Junior Business Challenge tem o intuito de reforçar a aprendizagem dos conteúdos programáticos por parte dos alunos da área de Ciências Económicas, no ensino secundário e profissional. O desafio conta ainda com a CESIM enquanto parceiro tecnológico.

Posted in Bustos, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

I Concurso Municipal de Fotografia “Olhar Anadia” foi sucesso


No passado dia 8 de maio, pelas 21h, a Biblioteca Municipal de Anadia foi palco da cerimónia de entrega dos Prémios aos vencedores do I Concurso Municipal de Fotografia e da Inauguração da Exposição “Olhar Anadia”, uma mostra que integra as 50 melhores fotografias apresentadas a concurso.
Aberto a todos os fotógrafos (amadores e profissionais) e subordinado ao tema “Anadia”, este concurso, promovido pela Câmara Municipal de Anadia cumpriu, segundo Rosa Tomás, vereadora da Cultura, “o objetivo para o qual foi criado: constituir um repositório fotográfico do município, uma vez que os trabalhos refletem os múltiplos olhares sobres os diferentes lugares de Anadia”.
O concurso abrangeu duas secções: cores e preto e branco, podendo, cada participante, concorrer com três fotografias em cada secção.
O Júri, presidido por Rosa Tomás, teve, na sua composição, Miguel Rolo, fotógrafo local e Carlos Duarte, Fotojornalista, natural de Coimbra, com vasto currículo como júri de Concursos de Fotografia.
Rosa Tomás, na qualidade de presidente do Júri, realçou a dificuldade na seleção dos trabalhos vencedores, admitindo que, “em alguns casos, não se conseguiu alcançar unanimidade”. Destacou, ainda, a qualidade dos trabalhos apresentados, sobretudo na Secção Preto e Branco e fez votos “para que continuem a captar Anadia, fixando, pela arte da fotografia, a inestimável riqueza do património natural e cultural do município, legando, assim, às gerações vindouras um precioso registo da nossa identidade.”
A exposição estará patente, até ao próximo dia 28 de maio, na Sala Polivalente da Biblioteca Municipal de Anadia.
Premiados. Os trabalhos premiados, na Secção Cor, foram: 1.º Prémio – Rui Manuel Cristina Rodrigues, de Sangalhos, com a fotografia “APRUMO”, 400 euros; 2.º Prémio – Cristina Capela de Almeida Lopes, de Anadia, com a fotografia “ENCONTROS”, 250 euros e 3.º Prémio – António Augusto Lopes Rilo, da Maia, com a fotografia “CONVERGÊNCIAS”, 150 euros.
Menção Honrosa – Maria Ivone de Sousa Moreira Saraiva, de Coimbra, com a fotografia “OUTONO NO LAGO”.
Os trabalhos premiados, na Secção Preto e Branco, foram: 1.º Prémio – Hélder Miguel da Rocha Coelho, de Anadia, com a fotografia “OLHAR O FUTURO”, 400 euros; 2.º Prémio – António Augusto Lopes Rilo, da Maia, com a fotografia “MULHER A EMPAR”, 250 euros; 3.º Prémio – Hélder Miguel da Rocha Coelho, de Anadia, com a fotografia “CRESCIMENTO”, 150 euros.
Menção Honrosa – António Augusto Lopes Rilo, da Maia, com a fotografia “VIA FÉRREA”.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Espumantes DO Bairrada em concurso da CVB


Está aí a 4.ª edição do Concurso de Espumantes DO BAIRRADA, desta feita integrado nas comemorações dos “125 anos da Estação Vitivinícola da Bairrada”, que se realizará a 8 de novembro.
O certame, promovido pela Comissão Vitivinícola da Bairrada, visa a promoção e o encorajamento para a produção de vinhos espumantes brutos com Denominação de Origem (DO) Bairrada, bem como estimular o seu consumo e elevar o nível técnico e científico dos participantes.
Podem concorrer agentes económicos (engarrafadores, preparadores ou agentes comerciais detentores de marca a concurso) com um máximo de três espumantes.
Os vinhos devem ter sido certificados pela CVB e engarrafados segundo as regras e normas desta Comissão e poderão ser de qualquer ano de colheita.
Os espumantes propostos serão divididos em três categorias: espumantes com estágio até 24 meses; espumantes com estágio igual ou superior a 24 meses e espumantes brancos ou rosados elaborados a partir da casta Baga (pelo menos 85%).
Todos os interessados devem efetuar a sua inscrição até ao dia 26 de outubro. As amostras devem ser entregues nas instalações da CVB até ao dia 30 do mesmo mês.
O júri será constituído por um presidente de honra, um presidente executivo, nomeados pela CVB e um máximo de 10 elementos também nomeados por este organismo.
Serão atribuídos Medalha de Ouro aos espumantes com um mínimo de 85 pontos e Medalha de Prata aos espumantes com um mínimo de 80 pontos.
A CVB destacará com uma Grande Medalha de Ouro o espumante mais bem pontuado do concurso, desde que o mesmo tenha obtido pontuação igual ou superior a 85 pontos.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Anadia: Vestidos de Chita animaram noite de sábado


 

As vencedoras do 21.º concurso de Vestidos de Chita de Anadia foram, tanto no escalão A como no B, as duas concorrentes que, em 2011, arrecadaram os dois segundos lugares.
Assim, este ano, Mariana Rebelo, de 11 anos, de Aveiro, no escalão A, e Ana Gabriela Castanheira, de 19 anos, da freguesia de Ancas, no escalão B, foram as grandes vencedoras do concurso que se realizou na noite do último sábado, no Pavilhão dos Desportos de Anadia.
Cerca de 400 pessoas estiveram presentes nesta edição, que premiou ainda Beatriz Pinhal Marques (2.ª), de 8 anos, de Aveiro (1.ª classificada em 2011) e Francisca Carvalho (3.ª), de 9 anos, da Mealhada, no escalão A, e Patrícia Castanheira (2.ª), de 16 anos, de Anadia e Andreia Santos (3.ª), de 23 anos, de S. Lourenço do Bairro, no escalão B.
Os prémios fotogenia, da responsabilidade dos órgãos de comunicação social presentes no evento, voltaram a ser entregues, à semelhança da edição transata, a Francisca Carvalho, de 9 anos, da Mealhada, no escalão A, e a Beatriz Rebelo, de 14 anos, de Vila Nova de Monsarros, no escalão B.
O prémio costureira foi para Teresa Pinhal, de Aveiro, vencedora da edição de 2010 e uma “veterana” nestas andanças dos Vestidos de Chita.
Na passerelle, cuidadosamente decorada pelo Centro de Apoio Social de Vila Nova de Monsarros (este ano responsável pela preparação do concurso), desfilaram bonitos e originais vestidos de chita. Daí que o júri não tenha tido a tarefa facilitada, tendo apreciado os vestidos segundo parâmetros como a originalidade, a confeção e acabamentos, o padrão e a cor e a harmonia do conjunto.

Espetáculo animado. À semelhança das anteriores edições, o concurso integrou um espetáculo no qual foram intervenientes várias associações e coletividades da região.
Assim, abriu a noite a Associação CADES – Cooperação Artística, Desportiva, Educativa e Social que trouxe à 21.ª edição dos Vestidos de Chita a energia e o ritmo que tão bem os carateriza.
Pelo palco passou ainda um grupo de jovens do projeto CADI, da Misericórdia de Anadia que, de uma forma brilhante, deu um show de percussão. Também a Tuna da Universidade Sénior da Curia não deixou cair os seus créditos em mãos alheias e brilhou com várias interpretações da música popular portuguesa. As atuações encerraram com a Tuna Na D’Estes (Tuna Académica da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra).
Na ocasião, Rosa Maria Tomás, vereadora da Cultura e da Educação da Câmara Municipal de Anadia, deixou algumas palavras de apreço para com os pais que apoiaram as filhas por forma a que elas “brilhassem nesta noite de festa”, mas também ao Centro de Apoio Social de Vila Nova de Monsarros por “ter sido inovador e estado à altura com esta colaboração”.
De resto, na logística da montagem do espetáculo, estiveram cerca de 30 elementos, não só do Centro de Apoio Social, mas também do Grupo de Jovens de Vila Nova de Monsarros.
Paulo Duarte, do Grupo de Jovens, avançou que o trabalho exigiu muita imaginação, para “muito pouco tempo e verba disponíveis”.
A JB explicou que a ideia passou por criar, em palco, uma espécie de ateliê de costura, decorado com uma antiga poltrona, um manequim com um vestido de chita em prova e muitos retalhos de tecido, sugerindo um espaço acolhedor onde uma avó-costureira/ex-concorrente (em voz off) contou à neta e ao público a longa história do certame, que surgiu pela primeira vez, em Anadia, no ano de 1945.
Paulo Duarte destacou ainda que à volta do palco foram colocadas diversas famílias, em papelão, sugerindo a ideia de uma festa para a família, num espaço que convergia para o palco. “Todos estes bonecos recortados e belamente decorados saíram das mãos das crianças e idosos, utentes do CAS”, frisou.

Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada Comentários

Alunas do Agrupamento de Escolas de Anadia vencem concurso nacional


O trabalho realizado pelas alunas Adriana Matos e Sofia Matos, gémeas que frequentam o 8.º ano do 3.º ciclo do Ensino Básico na ex- Escola Básica nº 2, venceu o primeiro prémio do Concurso Nacional «Eu Conto!», desenvolvido na respetiva Biblioteca Escolar, no âmbito da Semana da Leitura 2012.
O referido concurso, entre outras atividades levadas a cabo entre os dias 5 e 9 de março, foi uma iniciativa do Plano Nacional de Leitura e de LER+ em parceria com o Banco Popular, inserido na 6.ª edição da Semana da Leitura, sob a temática da Cooperação/ Solidariedade.
O Concurso “Eu Conto” estava integrado na Semana da Leitura levada a cabo na Biblioteca Escolar.
A Professora Bibliotecária, Maria Ivone Saraiva, assegura ser da maior importância ver o concelho de Anadia reconhecido a nível nacional, tendo em conta a excelente participação das alunas a quem foi atribuído este primeiro prémio. Em articulação com a Biblioteca Escolar, realça ainda o valioso empenho da Professora de LPO, Sara Castela, e a todos quantos, dos diversos modos, contribuíram para esse concurso e para esse prémio, cujo produto final consistia na criação de um conto e ilustração da capa.
As alunas premiadas foram as autoras do conto “Solidariedade e Cooperação: uma opção de vida, uma realidade que nunca deve ser esquecida…”.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Anadia: Vestidos de Chita a 2 de junho


O concurso de Vestidos de Chita de Anadia, que vai na 21.ª edição, realiza-se a 2 de junho, no Pavilhão Municipal dos Desportos (junto às Piscinas Municipais de Anadia) e as respetivas inscrições, que estão já a decorrer, poderão ser efetuadas até ao dia 18 de maio, devendo ser entregues na Câmara Municipal de Anadia.
As interessadas poderão obter o regulamento e a ficha de inscrição na Câmara Municipal ou no site da Autarquia (www.cm-anadia.pt).
Mais pormenores e quaisquer esclarecimentos poderão ser obtidos junto do setor de Comunicação e Turismo da Câmara Municipal de Anadia (e-mail: comunicacao@cm-anadia; Tel. 231510730).

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Bairrada: Premiadas “Melhores Vinhas” pela Comissão Vitivinícola


As parcelas Montarro, com a casta Touriga Nacional, da Quinta de Baixo (1.º lugar); Figueira da Costa, com a casta Merlot, de Dulcínea dos Santos Ferreira (2.º lugar) e Inteiriços, com a casta Baga, de António Gilberto Costa (3.º lugar), foram as grandes vencedoras da sétima edição do concurso “As melhores vinhas da Bairrada 2011”.
A cerimónia de entrega de prémios teve lugar na última sexta-feira, na Estação Vitivinícola da Bairrada (EVB) e ficou marcada pela fraca adesão de viticultores da região, pela diminuição do número de concorrentes, desta feita apenas 12, mas também pela ausência de dois dos três premiados.
A iniciativa, liderada pela Comissão Vitivinícola da Bairrada (CVB) em parceria com a Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Centro (DRAPC), visa estimular e divulgar o que de melhor se faz na Bairrada no que se refere à cultura da vinha, num quadro mais de cooperação do que de competição entre os concorrentes. Isso mesmo foi destacado por José Pedro Côrte-Real, da CVB. “Embora com altos e baixos, são reconhecidos ao concurso mais -valias, não só porque realça as boas práticas na vinha, mas porque mostra também os bons exemplos de viticultura na região”, disse, acrescentando que “o concurso tem concorrido positivamente para a melhoria das vinhas da Bairrada” e “promove o intercâmbio e confronto de ideias, conseguindo que as parcelas candidatas sejam autênticos mostruários de boas práticas agrícolas e promover muito especialmente a preservação do património paisagístico, valor que poderá contribuir de forma decisiva para o desenvolvimento harmonioso e sustentado da região”.
Na oportunidade, José Santos, da DRAPC, diria que este tipo de acções é uma mais-valia, na medida em que são uma forma de “trazer ao viticultor e ao público, em geral, melhor conhecimento sobre o que de novo se vai fazendo na área da viticultura”, assim como são acções que ajudam a estreitar relacionamentos entre os vários agentes.
Também César Almeida, presidente do júri, não deixou de destacar a parceria e patrocínio estabelecido com importantes marcas (Bayer CropScience; Syngenta; Benjamim F. Limede; JLSP; Crimolara e BMS Micro Nutrientes Ibéria), e o facto dos 12 “corajosos” concorrentes terem aceite submeter as suas parcelas a avaliação do júri.
Tal como nas edições anteriores, foram realizadas três visitas às vinhas, em três períodos distintos do ano, pelo júri coordenado por César Almeida. O júri teve em atenção não só a casta, a sua densidade na parcela, falhas, como também a condução na videira, qualidade da uva, aspecto sanitário. E o saldo não podia ser melhor: “constatou-se que o ano foi relativamente bom, com aumento de produção nas castas brancas e tintas e que as vinhas estão a ser mais cuidadas, com intervenções culturais adaptadas ao ano vitícola e com mais profissionalismo”.
Sérgio Silva, da Quinta de Baixo, vencedor do 1.º prémio, referiu aos jornalistas estar satisfeito com a distinção, que é o reconhecimento, ao fim de três anos de participação no concurso, para o trabalho que vem sendo feito na vinha.
“É um concurso importante e motivador para quem trabalha na viticultura, pois é da vinha que sai o bom vinho”, acrescentando ser o produtor da região que trabalha com o compasso mais apertado, de 5.500 pés por hectare, quando a média é de 2.700 pés, “o que obriga a um trabalho mais atento e cuidado na vinha”.
Durante o evento, tiveram lugar duas palestras da responsabilidade dos patrocinadores, neste caso da Bayer Cropscience e da BMS.

Catarina Cerca

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Ouro e prata para os melhores vinhos da Bairrada


 

O almoço de encerramento do 31.º concurso “Os melhores vinhos da Bairrada” colheita de 2010, teve lugar no último sábado, na Adega Cooperativa de Cantanhede. O concurso promovido pela Confraria dos Enófilos da Bairrada distinguiu, nesta edição, 22 vinhos da região e premiou o vinho branco da Casa de Sarmento e o vinho tinto da Sociedade Agrícola e Comercial dos Vinhos Messias com a Grande Medalha de Ouro.
No evento, que decorreu de forma descontraída, no salão da Adega de Cantanhede, estiveram presentes representantes das Câmaras Municipais de Águeda e Mealhada, bem como o autarca de Cantanhede, João Moura.
Na oportunidade, António Dias Cardoso, vice-presidente da Confraria, recordou que o concurso foi criado (há 31 anos) com a intenção de “motivar e envolver os produtores na produção de vinhos de qualidade”. Passaram três décadas e o número de vinhos de qualidade produzidos na Bairrada alargou-se significativamente provando que os objectivos do concurso foram alcançados. “Historicamente é um facto que o concurso teve um papel muito positivo”, acrescentou.
Dias Cardoso defendeu a necessidade de se continuar a apostar na qualidade e em vinhos que vão ao encontro do gosto dos consumidores, dos mercados.
“A Confraria continua empenhada neste concurso porque ele tem um papel indispensável na região. Promover e premiar a qualidade, a excelência”, concluiria, alertando ainda que “os maus produtores e maus produtos são excluídos” para além de entender ser necessário fazer um esforço de comunicação com o mercado.
Por seu turno, Victor Damião, presidente da direcção da Adega de Cantanhede, realçaria o processo de descentralização realizado pela Confraria ao trazer, pela primeira vez, a distribuição deste prémio para o concelho. “É para nós uma grande honra receber aqui este almoço. A estratégia de descentralização do prémio é de louvar”, sublinhou.
Já Manuel Messias, em nome dos premiados, destacou o facto de iniciativas como esta ajudarem a enaltecer os vinhos Bairrada. “O mérito deste vinho vai para o engenheiro de viticultura Manuel António e para o enólogo João Soares”. Manuel Messias deixaria ainda uma palavra de parabéns à casa Sarmento, vencedor da outra Grande Medalha de Ouro. “São vinhos que procuram dignificar a região e que têm algo a dizer não só no mercado nacional, mas também a nível internacional”, concluiu.
Na oportunidade, o autarca de Cantanhede, João Moura, não deixou de frisar que a Bairrada enfrenta grandes desafios, pelo que defendeu a união de forças para enfrentar e atingir novas metas. Por isso, sublinhou que “se da união se faz a força definitivamente temos de nos unir”. Um recado ao sector e às autarquias da Bairrada, para que o sector vitivinícola consiga vencer e impor-se no mercado nacional e internacional.
“Os vinhos da Bairrada distinguem-se e afirmam-se pela sua diferenciação.”
João Moura mostrou ainda disponibilidade para, com o sector e as autarquias da Bairrada, reunir esforços e sinergias por forma a consolidar o sector da vinha e afirmar vinhos que são de excelente qualidade.
Notada foi ainda a ausência de Fernando Castro, presidente da Confraria dos Enófilos da Bairrada, por motivos de saúde.

Catarina Cerca

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada Comentários

Pergunta da semana

Um estudo indica que mais de duas doses diárias de álcool por dia aceleram perda de memória. Qual o seu consumo habitual no dia a dia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com