BAIRRADA CORRIDAS DE AVENTURA

A quarta prova da Liga Portuguesa de Corridas de Aventura – Portugal Eco Aventura levou 32 equipas, incluindo o Bairrada Corridas de Aventura ( Paulo Mamede, Carlos Canas, Samuel Oliveira e João Canas ), à Catedral da Aventura – o belo e agreste concelho de Vila de Rei. Foram mais de 130 km de subidas e descidas num total de 2500m de desnível acumulado. Apesar da forte exigência física do percurso, foi sobretudo a componente de estratégia que marcou a diferença nos resultados das equipas. A orientação nocturna em estratégia com as equipas divididas em dois grupos a terem de visitar os postos de controle em sincronia (a tolerância máxima foi de 3 minutos para o desvio horário) revelou-se fatal para as aspirações de muitas equipas.
A prova iniciou-se às 9:00 de sábado, na Sertã, com uma etapa de multiactividades (slide, tirolesa, “falsa baiana”, tiro com arco, rede de abordagem, canoagem e orientação) que foi realizada em alta velocidade. De seguida passou-se a uma difícil etapa de orientação em BTT que ligou a Sertã, à aldeia de Palhais, com passagem “obrigatória” na magnífica ponte romana da Rolã, que atravessa a ribeira da Sertã numa garganta escarpada e selvagem. Em Palhais os atletas receberam instruções para a etapa de orientação pedestre que os levaram a mais uma ponte romana, a ponte da Atalaia sobre a ribeira da Isna. Foi nesta ribeira que a Aventura foi levada ao limite com uma série de postos de controlo que levaram os participantes a percorrer o Carrossel da Isna, uma série de subidas e descidas, com mais de 600m de desnível acumulado, no meio de um mato de estevas com mais de 2 metros de altura e quase impenetráveis.
Sem parar, como é característica do Portugal Eco Aventura os participantes puderam desfrutar de um tranquilo percurso de orientação em canoa na Albufeira de Castelo de Bode com a bonita paisagem da praia fluvial de Fernandaires como pano de fundo. A 5ª etapa marcava o fim da 1ª secção da prova e culminava em plena Vila de Rei, não sem antes levar os participantes a mais um local emblemático deste concelho no Centro de Portugal, a cascata do Escalvadouro, onde para além do quase obrigatório rappel na cascata, os participantes tiveram de realizar uma travessia em tirolesa e obter a localização de um posto de controle surpresa. A equipa do Bairrada Corridas de Aventura até este momento mantinha-se entre as primeiras classificadas.
Caiu a noite, com ela veio a 2ª secção da prova onde a estratégia foi rainha em duas etapas muito disputadas, que acabaram por marcar a classificação final desta Aventura Global. Ganhou quem conseguiu manter a concentração durante mais tempo e cometeu menos erros de orientação numa secção onde a visita ao centro geodésico do país foi uma obrigação cumprida por todos. Nesta secção o Bairrada Corridas de Aventura teve um percalço mecânico numa das bicicletas o que levou a registar somente um CP.
O terceiro sector iniciou-se de manhã com uma agradável “banhoca” nas interessantes Quedas dos Poios a que se seguiu uma etapa de orientação em BTT com um rappel suspenso de mais de 30 metros sobre a Ribeira de Codes.
Na classificação final a Escola NavalAquafitness arrecadou o 1º lugar com 57 CP’s percorridos em 14 horas e 25 minutos, logo seguida pela Prisma com 56 CP’s e por um trio formado pela UTL Aventura, Na Maior/Sportzone e ANS Raid todos com 55 CP’s. , na 21ª posição colocou-se o Bairrada Corridas de Aventura com 40 CP´s.
A próxima prova está agendada para os dias 25 e 26 de Maio em Pombal e terá o nome de Desafio Sicó 2002.

(7 Mai / 12:38)