A quatro semanas do arranque de mais um ano lectivo, são quatro os estabelecimentos de ensino que encerram no concelho de Anadia.
A Escola Básica da Pedralva e o Jardim-de-Infância desta localidade já não vão abrir as suas portas para receber as gargalhadas das crianças que com grande euforia regressam à escola ou o nervosismo e ansiedade dos pequenitos, estreantes nestas andanças. A estes juntam-se os Jardins-de-Infância de Alpalhão (freguesia de Aguim) e da Fogueira (freguesia de Sangalhos).
Encerramentos pacíficos e naturais segundo Elói Gomes, director do Agrupamento de Escolas de Anadia, devido ao decréscimo na natalidade e à falta de crianças para manter estes estabelecimentos em funcionamento.
“Este ano constatamos a redução de 50 alunos ao nível do primeiro ciclo do ensino básico e de 10 alunos, ao nível do pré-escolar”, adianta aquele responsável, admitindo que os encerramentos causam sempre algum constrangimento aos pais e encarregados de educação.
A Escola Básica da Pedralva, na freguesia de S. Lourenço do Bairro, há anos que vem assistindo a uma diminuição de alunos. No último ano lectivo, frequentaram-na apenas oito crianças que agora terão como escola de acolhimento a EB 1 de Vilarinho do Bairro, ou outro estabelecimento de ensino que os pais prefiram.
O mesmo acontece nos Jardins-de-Infância que, de ano para ano, vêem as suas turmas encolher. Em Alpalhão, das cinco crianças iriam ficar apenas três e na Fogueira, das 10 crianças apenas se matriculariam em 2011/12 cinco crianças, igual número registado no Jardim-de-Infância da Pedralva. Números muito baixos que inviabilizam a continuação destes estabelecimentos de ensino, que encerram definitivamente portas.
Certo é também o encerramento de uma sala de Jardim-de-Infância na Escola Básica da Pista (Sangalhos) por falta de alunos, nesta que já foi uma das maiores escolas da freguesia.
Mas nem tudo são encerramentos. Por exemplo, na Poutena (Vilarinho do Bairro) é criada mais uma sala de Jardim-de-Infância, o mesmo acontecendo no novo Centro Escolar de Anadia, que comporta já um total de 250 alunos, provenientes de Famalicão, Póvoa do Pereiro, Alféolas e Anadia.
No Agrupamento de Escolas de Anadia haverá 18 salas de Jardim-de-Infância e 53 turmas de 1.º Ciclo de Ensino Básico.
De referir que no concelho de Anadia existem ainda duas escolas com apenas 10 crianças. Ancas e Ferreiros poderão estar na calha para mais dois encerramentos, por falta de alunos.

Catarina Cerca