Antevendo o quadro eleitoral que se avizinha no início do próximo ano, a direcção vigente da CALCOB, munida por um espírito de abertura e de busca de uma maior simbiose de ideais e simultaneamente fomentando a união entre associados, convidou os elementos da sua lista e os da lista outrora adversária – intitulada Lista B-, para que se reunissem, nas instalações da CALCOB, no dia 26 de Outubro, com o objectivo de, em conjunto, tornarem convergente o que em 2009 era divergente.

O presidente da CALCOB abriu a reunião, mostrando o seu contentamento com a presença de todos os convidados e referiu que “uma união de esforços só irá beneficiar a CALCOB” e que “é vontade desta Direcção aliar experiência e renovação, por isso estamos hoje aqui para vos propor a criação de uma única lista”.
Vários intervenientes, nomeadamente integrantes da anterior Lista B, enalteceram esta iniciativa e realçaram que “neste momento o país precisa de união e envoltos na actual crise, temos de ser cautelosos nas opções que tomamos”. “A CALCOB tem mostrado ser um exemplo de gestão, alcançando um nível de credibilidade e de confiança que não se podem colocar em causa.”

Analisada a proposta de se unirem as duas anteriores listas, a opinião foi maioritariamente positiva e decidiu-se que, em prol do bom desempenho da Cooperativa, todos iriam trabalhar no sentido de se alcançar a união pretendida. Como sinal da boa vontade de todos, foi nessa mesma reunião constituída uma comissão de trabalho, composta por elementos da anterior Lista B, para que, em parceria com a actual Direcção, estudem a melhor opção de uma só lista, um só objectivo, uma só Cooperativa.