O ministro da Educação, Nuno Crato, reconheceu, numa cerimónia realizada no Instituto de Educação e Cidadania (IEC), na Mamarrosa, no sábado, dia 14 de dezembro, que a lei existente limita a autonomia que pode ser gozada pelas escolas. Esta é, aliás, uma questão que tem sido defendida pelo diretor do IEC, Arsélio Pato, que abordou o facto de várias escolas se terem candidatado e ter-lhes supostamente sido concedida autonomia, no entanto, que esta pouco acrescentou ao que já dispunham. Na ocasião, vários diretores de escolas da região afirmaram estar disponíveis para assumir maiores responsabilidades no futuro das suas escolas.

No espaço de três meses, foi a terceira vez que o ministro da Educação esteve no concelho de Oliveira do Bairro, depois de ter vindo à reinauguração dos polos escolares de Bustos e Troviscal e, mais recentemente, ter estado na assinatura de um protocolo de parceria entre o Ministério da Educação e o futuro Instituto Profissional da Bairrada. Nuno Crato aproveitou, mais uma vez, esta oportunidade para elogiar este projeto e o seu mentor, Comendador Almeida Roque. Comendador que tem sido também um benemérito do IEC, e que, neste dia, entregou, através do presidente da Câmara de Oliveira do Bairro (Comendador esteve na cerimónia, mas saiu antes do final), um cheque de 5 mil euros para a instituição sedeada na Mamarrosa. Na sequência da sua contribuição significativa para o IEC, o Comendador foi nomeado seu Associado Honorário.

Leia a notícia completa na edição de 19 de dezembro de 2013.