A seis dias da inauguração de mais uma edição da EXPOFACIC, revelamos alguns dos atrativos que prometem, este ano, fazer as delícias dos visitantes do certame que decorre de 27 de julho a 6 de agosto, no Parque Expo-Desportivo de S. Mateus, em Cantanhede.

Ontem (quinta-feira), a convite da autarquia de Cantanhede e da INOVA, visitámos o recinto onde vai decorrer a 27.ª Expofacic. Em contagem decrescente para o arranque da Feira – Exposição Agrícola, Comercial e Industrial de Cantanhede, os preparativos decorrem a bom ritmo, de forma a que nada falhe naquela que é considerada a maior festa da região Centro.

São muitos os pontos de interesse para o público: para além de uma área comercial com mais de 500 expositores, nesta visita a jornalistas, a Comissão Organizadora destacou as várias zonas de exposições, a área das 45 tasquinhas dinamizadas pelas associações do concelho, mas também as principais novidades desta edição.

Patrocínio Alves, que juntamente com o autarca João Moura, liderou a visita, diz estarem reunidas as condições para “um grande certame”, a avaliar não só pela enorme lista de espera a nível de expositores, mas pelo número de expositores este ano presentes, pela animação e concertos nos diversos palcos (8) e pelas exposições patentes durante os 11 dias.

“Vai ser uma grande feira”, disse. Uma certeza reiterada pelo autarca João Moura, que sublinhou o trabalho desenvolvido pela INOVA, por todos os elementos da comissão organizadora “pelo trabalho coletivo” que possibilita à Expofacic afirmar-se “no panorama regional, nacional e internacional”. Por isso, defendeu que importa agora “consolidar a Expofacic e garantir a qualidade do certame”.

Aos jornalistas, o edil falou da necessidade de requalificar o recinto do Parque Expo-Desportivo de S. Mateus. Uma obra que terá de acontecer mais tarde ou mais cedo, mas só possível com apoios dos fundos comunitários. “É uma obra que está no horizonte. O projeto já existe”, avançou, referindo-se à construção de uma única nave que possa vir a receber eventos o ano todo, mas também à reabilitação do recinto, no geral.

Desafiado a fazer um balanço dos últimos 12 anos da Expofacic, João Moura admitiu que “o certame tem evoluído, melhorado muito, quer em número de visitantes, quer de expositores e de espaços”. Um certame que passou “para outro campeonato”.

“Quando entrei, a feira tinha uma dinâmica forte. Mas o mérito está na comissão organizadora” que, segundo o autarca, soube alavancar o certame e consolidá-lo graças a um cartaz variado, à aposta numa gastronomia rica e diversificada e à manutenção de preços acessíveis a todos, sem esquecer as inovações que vão surgindo em todas as edições de forma a cativar cada vez mais visitantes.

 

Destaques em 2017

Destaque para uma nova zona de lazer, o Espaço Lounge e “street food”, localizado junto ao Palco Principal, Neste espaço, os visitantes vão encontrar uma zona relvada, de estar e lazer, com mobiliário urbano, onde vão poder descontrair e descansar um bocadinho, a par de uma zona de entretenimento e uma “street food”: várias marcas conhecidas de alimentação e petiscos vão estar presentes com “roulottes”, onde podemos encontrar um pouco de tudo: desde pizzas e batatas fritas, a petiscos com tapioca, aos sabores tradicionais portugueses da Merenda Portuguesa, e até crepes doces e salgados.

Mas outra grande atração que começa a tomar forma prende-se com as várias tendas das exposições temáticas, dedicadas a todas as faixas etárias.

LEGO. Uma das mais aguardadas e a despertar grande curiosidade é a da LEGO. Os visitantes vão poder apreciar numa tenda com 1500m2, cerca de 26 construções em LEGO, numa parceria realizada com a Comunidade 0937 (grupo de pessoas que partilhava, entre outras coisas, uma enorme e entusiástica paixão por LEGO®). Esta exposição contará também com um espaço reservado a todos aqueles que apreciam a arte de construir com pequenas peças. Um espaço que promete muito divertimento e brincadeiras já que possui uma Play zone.

ESPAÇO E CIÊNCIA. E porque no dia da visita se completavam 48 anos da chegada do homem à Lua, a comitiva de jornalistas passou pela tenda dedicada ao Espaço e Ciência. “Com a cabeça na Lua” é o mote desta mostra única que marca a chegada da ciência à Expofacic. Numa parceria com o Exploratório, Centro de Ciência Viva de Coimbra, neste novo espaço, os visitantes entram num labirinto que termina numa representação gigante da lua, ver “Morcegos às claras” explorando o mundo destes fantásticos mamíferos noturnos, brincar com “Jogos de luz e cor” e admirar uma fantástica exposição de “Astrofotografia” onde podem apreciar imagens de uma qualidade e beleza inigualável.

Durante a visita, Paulo Trincão, do Exploratório de Coimbra e Rui Moura da Universidade do Porto mostraram ainda aos jornalistas um “pequeno pedaço” (meteorito) da Lua, assim como alguns objetos que vão estar expostos. 

CICLO DO LINHO e “NAMORAR PORTUGAL”. Numa outra tenda serão explicadas as principais etapas da produção do linho. Patente ao público vão estar as complexas tarefas que são executadas na produção dos panos de linho. Logo ao lado, a tenda “Namorar Portugal” mostra uma das peças mais bonitas do nosso património artesanal: os Lenços de Namorados, ou Lenços de Pedido que eram, segundo a tradição minhota, panos de linho ou de algodão alegremente bordados, com motivos florais, símbolos amorosos e mensagens em quadras num português arcaico. Hoje, os Lenços de Namorados, foram adaptados a novos produtos que se pautam pela criatividade e inovação. A marca Namorar Portugal e os produtos a ela associados não são mais do que a reinterpretação do ícone identitário do concelho de Vila Verde. A tenda com 200 m2, terá expostos diversos produtos desde acessórios de moda, sapatos, vestuário, a artigos de decoração, artesanato, têxtil-lar, produtos gourmet, entre outros.

BORDALLO PINHEIRO. Bordallo Pinheiro foi um artista português mais conceituados. Autor da representação popular do Zé Povinho, foi responsável pela criação de peças de traço inconfundível; jarras, vasos, jarrões, pratos e outras peças que ainda hoje são produzidas sob a marca e o traço de Bordallo-Pinheiro. A tenda com 200 m2 de exposição de louças e faianças da Fábrica Bordallo-Pinheiro, algumas da autoria de artistas contemporâneos de renome internacional como Joana Vasconcelos, prometem não deixar ninguém indiferente.

ANIMAIS EXÓTICOS. Como já vem sendo hábito, os animais exóticos estão de regresso. Répteis, anfíbios, aves vão dar vida a uma tenda com cerca de 400 m2. Aqui o visitante vai encontrar uma exposição surpreendente de répteis e anfíbios, mas também aves de todas as cores, como: araras, papagaios e catatuas. Ainda nesta tenda, e em horário estabelecido, o visitante pode apreciar Shows de Araras.

PEIXES E PLANTAS AQUÁTICAS. De regresso, a exposição de peixes e plantas aquáticas promete momentos de rara beleza. Plantas, peixes e outras espécies aquáticas encontrar-se-ão expostas, formando ecossistemas representativos das zonas de onde são originários. No centro desta exposição será montado um lago artificial onde se instalará um jardim aquático com plantas aquáticas. Instalada numa tenda com 200 m2, esta mostra conta com aquários onde estarão representadas a fauna e flora aquática de todo mundo.

Destaque ainda para a área Agrícola que conta com cerca de 60 expositores divididos em duas grandes áreas: a de exposição de bens e serviços e a de exposição de animais. Nesta última, os visitantes podem contar com uma enorme variedade de animais domésticas, bem como um considerável número de espécies selvagens como o porco-espinho, o lama, o canguru de Bennett, a lebre-da-patagónia, a avestruz, entre outros. Uma nota ainda para o facto do picadeiro, com cerca de 1.500 m2, possuir um programa de animação diário próprio, tendo este ano sido reforçada a iluminação no local. No âmbito do certame, o Dia do Agricultor, realiza-se a 29 de julho, no Auditório do Centro Paroquial de S. Pedro, tendo como um dos temas em análise a “Trioza” que  afeta os citrinos.