A presidente da Câmara Municipal de Anadia, Teresa Cardoso, manifestou a intenção de criar um Gabinete de Apoio ao Emigrante. Por ocasião do descerramento do Memorial ao Emigrante, esta terça-feira, dia 22, e aproveitando a presença do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, Teresa Cardoso considerou que a existência deste Gabinete em Anadia “justifica-se cada vez mais e pode contribuir para estreitar a nossa ligação à nossa comunidade emigrante e permitirá ajudar, aqui ou à distância, na resolução de diversos assuntos em que a autarquia esteja envolvida”.

O Secretário de Estado confirmou que apoiará a criação deste gabinete, que já será “de nova geração, de apoio também aos empresários e às micro e pequenas empresas de emigrantes”.

Após uma sessão de boas-vindas na Câmara Municipal, seria então descerrado o monumento de reconhecimento aos emigrantes de Anadia espalhados pelo mundo. A obra, da autoria de Fernando Jorge, reveste-se de grande significado. De forma simples, através de um banco em pedra, de uma mala de cartão e de uma carta, pouco mais haveria a dizer. “Uma imagem vale por mil palavras. O banco serve para o emigrante descansar, mas também serviu para dormir, para meditar, para chorar; a mala, pois, significa a viagem; e a carta (onde estão escritos os primeiros versos do “Postal dos Correios”, canção dos Rio Grande), representa a saudade”, explicou o autor da obra.

Na inauguração, estiveram presentes vários emigrantes, nomeadamente o Comendador Rogério Oliveira (Luxemburgo) e Manuel Carvalho (EUA), com quem Teresa Cardoso esteve este ano, participando, a seu convite, em eventos solidários realizados nesses países.