Rui Marqueiro, reeleito presidente da Câmara da Mealhada a 1 de outubro, tomou posse para novo mandato, no passado dia 17 de outubro, juntamente com Daniela Esteves, também reeleita presidente da Assembleia Municipal. Na cerimónia, o autarca apontou como estratégia deste segundo mandato “a concretização, em obra, dos projetos desenvolvidos desde 2013”.
No discurso de tomada de posse, Rui Marqueiro elegeu como linhas gerais do novo mandato avançar com “as obras essenciais à qualidade de vida dos munícipes, tirando o máximo partido dos fundos comunitários”. E elencou obras nas áreas do ambiente, como a remodelação da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) da Mealhada; o reforço do sistema de abastecimento de água; a aposta na cultura e turismo, colocando o enfoque na classificação da Mata Nacional do Bussaco como património mundial da UNESCO e na recuperação do património edificado como o Convento de Santa Cruz e as capelas da Via-Sacra; do desporto, deu o exemplo da manutenção de diversos espaços desportivos; na área da juventude, referiu-se à criação da Casa da Juventude, em Ventosa do Bairro.
“Os quadros comunitários destinam-se a apoiar os municípios e nós também pensámos nisso. Por isso, fomos desenvolvendo, ao longo destes quatro anos, projetos essenciais para a qualidade de vida dos munícipes”, afirmou o presidente da Câmara da Mealhada, explicando que o Município preparou as candidaturas e entrará agora na fase de obra. “Temos boas razões para ter esperança num município melhor”, referiu Marqueiro, agradecendo a todos quantos o apoiaram e acreditaram no programa deste segundo mandato.

Leia a reportagem completa na edição de 26 de outubro 2017 do JB