A Câmara Municipal de Cantanhede aprovou o Orçamento e as Grandes Opções do Plano para 2018, documentos previsionais que e que irão agora ser sujeitos à apreciação e votação da Assembleia Municipal, no próximo dia 18 de dezembro. Foi na reunião camarária do dia 5 de dezembro, que o executivo liderado por Helena Teodósio votou favoravelmente um programa orçamental que ascende a 24.558.804 euros, verba que, segundo a presidente da Câmara, “ao corresponder a uma variação de menos 2,5% em relação ao de 2017, reflete um esforço de consolidação orçamental sem deixar de se manter em linha com os valores de anos anteriores”.
No texto introdutório, a autarca refere que o documento foi elaborado “com especiais cuidados, até porque vivemos um período em que se adensam as dúvidas sobre se o cenário macroeconómico vai evoluir tão favoravelmente como nos últimos tempos”, adiantando que as propostas de investimento – traduzidas no valor de 10.120.493 euros para despesas de capital – “dão resposta aos objetivos estabelecidos para 2018 e estão alinhadas com os fundamentos de políticas enunciadas para um horizonte temporal de médio e longo prazo”.
Helena Teodósio considera que trata de um orçamento que, “além de deixar transparecer clareza nas opções, rigor na avaliação custos inerentes e realismo na ponderação dos recursos disponíveis, evidencia também a ambição de responder a novos desafios, o que passa por tirar o melhor proveito possível das oportunidades geradas pelo quadro comunitário de apoio em vigor”.
 
Ler mais na edição impressa ou digital