Quatro escolas de samba, oriundas de Ovar (“Costa de Prata” e “A Charanguinha de Ovar”), Estarreja (Grupo Samba Tribal) e Figueira da Foz (“Novo Império”), um trio elétrico com banda a tocar ao vivo, três grupos de bombos (de Levides, Campia e Porto) e as crianças da IPSS SOLSIL, num total de 250 figurantes, marcaram o ritmo e a cor na cidade de Oliveira do Bairro, em dia de Domingo Magro. O frio não demoveu o público, que se acercou das ruas onde passava o desfile (Rua Conde Ferreira e Avenida Abílio Pereira Pinto), havendo porém quem lamentasse que o percurso não chegasse à Alameda da Cidade.
Lília Ana Águas, vereadora da Educação e Cultura da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, considerou que “todos os que vieram ao desfile são a prova de que esta foi uma aposta ganha por parte da autarquia, uma iniciativa que não tinha tradição na cidade mas que as pessoas há muito ansiavam”. Segundo a autarca, “o evento foi reconhecido e aceite, não só pela população do nosso concelho, mas também pelas centenas de pessoas que nos visitaram neste dia”.

Ler mais na edição impressa ou digital