O Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza foi assinalado, no dia 17 de outubro, na Mealhada, com diversas iniciativas, entre as quais um fórum que reuniu as diversas instituições particulares de solidariedade social (IPSS) que operam no concelho e todos os agentes parceiros da ação social. Em conjunto, concluíram que têm de melhorar a articulação entre si.

As principais conclusões deste encontro, que juntou representantes de todos os agentes de promoção da ação social do concelho – entre técnicos e diretores-, são as de que a cobertura do concelho, em termos de respostas sociais, é boa e diversificada. Porém, foi identificada a necessidade de haver uma melhor articulação entre instituições, no sentido de estreitarem relações e de melhorarem o acompanhamento às famílias que dele necessitam. “Este encontro permitiu validar a convicção de que o território tem uma excecional cobertura ao nível das respostas sociais e colocou as pessoas a falarem umas com as outras no sentido de melhor perceberem como trabalhar em conjunto. Esta conclusão foi das próprias instituições, que, na prática, solicitaram um papel de coordenação Câmara, no sentido de melhorar a articulação. Assim, vamos encetar um conjunto de reuniões, no âmbito da Rede Social, para darmos seguimento a estas conclusões e melhorarmos a colaboração e, em consequência, o serviço prestado às pessoas”, sublinha Nuno Canilho, vereador da Ação Social do Município de Mealhada.

No fórum participaram técnicos e dirigentes das IPSS, membros dos grupos sociocaritativos, elementos das corporações de bombeiros e da GNR.

Além do fórum, realizaram-se workshops sobre alimentação saudável e gestão orçamental, na Roda Viva – Loja Social, e sobre a poupança de água e energia e na aquisição de produtos, no Centro de Interpretação Ambiental. Estas atividades integraram a iniciativa nacional “Pelo Combate à Pobreza e à Exclusão Social”.

Foi ainda lançada uma campanha de recolha de têxteis para posterior distribuição pelas famílias utentes da Roda Viva – Loja Social. Até 17 de novembro, os bens podem ser entregues na própria Loja Social e nas sedes de Juntas de Freguesia.