Hoje, dia 29 de janeiro, celebra-se o Dia Mundial do Puzzle.

Há quanto tempo não se dedica a esta arte de encaixar peças? Aqui está uma atividade excelente para as noites longas de inverno, em família, no conforto do lar.

Este dia começou a ser encaixado no calendário das efemérides em 1995 nos Estados Unidos da América pelas empresas de jogos com o objetivo de promover este tipo de atividade, mas logo as celebrações espalharam-se pelo mundo.

Puzzles 2D e 3D, cubo de Rubik, puzzles de 100, 500 ou 1000, 5000 ou 10000 peças, palavras cruzadas, sudoku, existem diferentes tipos de puzzles para testar a capacidade de resolução de problemas. Razões não faltam para comemorar. 

Já agora, importa recordar que o primeiro quebra-cabeças foi criado por volta de 1760, por um cartógrafo britânico chamado John Spilsbury, que montou um mapa em madeira e serrou à volta de cada país. Esta ideia de Spilsbury começou como uma brincadeira mas acabou por ter efeitos lúdicos ao proporcionar uma ajuda no estudo da Geografia, que o diga o, então, príncipe de Inglaterra.

No início do século 20, as revistas e os jornais descobriram que poderiam aumentar as suas assinaturas através da publicação de quebra-cabeças. Situação que ainda hoje é comum nas publicações.