O Município de Oliveira do Bairro aumentou em 2018 o volume da recolha seletiva de resíduos em mais de 133 toneladas, em comparação com o ano transato, recolhidos nos ecopontos espalhados pelo concelho e através do novo sistema de recolha porta a porta, direcionado especificamente ao comércio e serviços, asseguram dados avançados pela autarquia.

Para Jorge Pato, vice-presidente da Câmara Municipal com o pelouro do Ambiente e dos Serviços Urbanos, este aumento “é fruto do trabalho realizado pelo Município, quer na consciencialização dos munícipes para a área ambiental, das crianças aos mais velhos, que passa por uma profunda mudança de mentalidades e de hábitos, quer na implementação de ações concretas que estão a permitir aumentar o volume da recolha de resíduos seletivos e, dessa forma, a incrementar as taxas de reciclagem do Concelho, com benefícios evidentes, não só a nível ambiental, mas também económico”.

Ainda segundo Jorge Pato, “a intervenção que este Executivo tem feito na área do ambiente é uma aposta na sustentabilidade e na qualidade de vida dos nossos munícipes, que tem sido elogiada e assinalada como exemplo, não só a nível nacional mas também por entidades europeias.”

Para além da colocação, no ano passado, de 20 novos ecopontos espalhados pelo concelho, contribuiu também para este aumento, o serviço gratuito de recolha seletiva de resíduos porta a porta direcionado ao comércio e serviços, que conta já com cerca de centena e meia de estabelecimentos aderentes.