A CIRA – Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro celebra em 2019 três décadas de existência. Ao longo do ano, serão realizados vários eventos, com destaque para o Congresso da Região de Aveiro, de 16 a 19 de outubro.
Na apresentação do programa dos 30 anos em Comunidade Intermunicipal, que decorreu na semana passada, na sede da CIRA, em Aveiro, o presidente Ribau Esteves enalteceu o facto de a Região de Aveiro ser “um caso único em Portugal, um exemplo nacional com notas de linha da frente, de avanço, de antecipação do futuro, à frente de um Portugal que ainda não percebeu que é a somar que nós somos mais fortes e mais competentes”.
O associativismo intermunicipal na Região de Aveiro iniciou-se “para resolver problemas comuns, na altura a Ria de Aveiro” e continuamos “a antecipar o futuro, gerindo fundos comunitários para obras intermunicipais e a perspetivar políticas públicas que beneficiem toda Região” relembrou o autarca.
Ribau Esteves considerou que “o país continua a padecer de um centralismo absurdo”, lamentando que a gestão da ria para os municípios locais tenha sido “um compromisso falhado por mais um governo”.
Frisou ainda que a região tem interesse e está motivada para receber mais competências por parte da administração central, considerando que a ação dos municípios é mais eficiente.

 

Ler mais na edição impressa ou digital