O Grande Prémio de Portugal, realizado no passado  fim de semana no Crossódromo Internacional de Águeda, teve como vencedores das classes MXGP – Tim Gajser (Honda) – foto ao centro, tendo a vitória na classe MX2 sorrido a Jorge Prado (KTM).
 
Nesta classe principal, destaque para um dos wild-card, o português Sandro Peixe (Suzuki). O atual líder do Nacional de Motocross ganhou experiência de alinhar no Campeonato do Mundo e competir entre os melhores, terminando na 25.ª posição.
 
Na categoria MX2, Jorge Prado (KTM) desde cedo mostrou ao que vinha, acabando por vencer ambas as mangas, assumindo assim a liderança do campeonato. Durante o último dia, destaque para as segundas corridas do Europeu de MX2T e a classe Senhoras. Nas 2T, uma vez mais, a vitória viria a ser de Mike Kras (KTM), que, com a vitória alcançada no sábado, venceu a competição.
 
Na classe MXW (Senhoras), a vitória foi para a neozelandesa Courtney Duncan (Kawasaki). Destaque para a prestação de Joana Gonçalves (Husqvarna) que regressou, este fim de semana, ao Mundial de Motocross com um brilhante 12.º lugar.
 
O ACTIB, organizador do MXGP, mereceu rasgados elogios por parte de pilotos, equipas e promotor, e mostrou a Portugal e ao mundo, o seu grande profissionalismo e qualidade no que toca a organizar mais um mundial de motocross.