A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e deteve em flagrante delito, em localidade do concelho de Anadia, um indivíduo com 49 anos de idade pela prática dos crimes de burla informática agravada, acesso ilegítimo e usurpação de direitos de autor e direitos conexos, através do método de “Cardsharing”, informou hoje a PJ.

O detido criou e mantinha em funcionamento uma estrutura própria e ilícita de disponibilização do serviço protegido de televisão, angariando os clientes, disponibilizando-lhes os acessos e recebendo em seu benefício os pagamentos acordados. Para o efeito a estrutura compreendia servidores instalados no exterior, em Itália e na República Checa.

Segundo as autoridades, através deste método mais de uma centena de clientes acedia ilegitimamente, no momento da ação policial, ao sinal de TV protegido sem que os operadores nacionais que o disponibilizam estivessem a receber o preço que lhes é devido, o que resulta em prejuízo destes e do próprio erário público, através da ausência de liquidação das correspondentes receitas fiscais.

“No decurso das buscas efetuadas foram apreendidos relevantes elementos de prova, de que se destaca o sistema informático dedicado à gestão dos clientes com permissão de acesso aos servidores”, diz o comunicado da PJ.

O detido vai ser presente às Autoridades Judiciárias, na Comarca de Aveiro, para primeiro interrogatório judicial e fixação das adequadas medidas de coação.