As bairradinas Elisabete Santos e Dora Fernandes estão a organizar um jantar solidário para angariação de fundos. Oferecer uma casa a uma família de Anantapur (Índia) é o objetivo deste encontro, agendado para o próximo sábado (5 de outubro), em Guimarães. Elisabete, cabeleireira na Curia, e Dora, terapeuta ocupacional em Guimarães, querem “ajudar quem mais precisa” e contam com o apoio da Fundação Vicente Ferrer, uma organização não-governamental (ONG) espanhola, atenta aos pobres e desfavorecidos, presente na Índia há 50 anos. O indiano Lancy Dodem, porta-voz da fundação, estará presente no jantar solidário. “Vem apoiar-nos porque acredita em nós e no nosso projeto”, refere Elisabete Santos, que avalia esta presença como um “marco histórico”.
O jantar faz parte do projeto “Missão Índia” que nasceu no ano passado. Em 2018, as voluntárias Elisabete e Dora passaram um mês na Índia a ajudar em várias frentes: “com os donativos que conseguimos angariar, abraçámos diversas instituições, apoiando pessoas de todas as idades”. Essa missão de um mês terminou na Fundação Vicente Ferrer, em Anantapur, no estado de Andhra Pradesh. As voluntárias ofereceram à associação 20 bicicletas: “a fundação atribuiu-as a crianças e jovens que residem a longas distâncias da escola. Esta é uma das medidas que visa diminuir o abandono escolar. A educação é uma das apostas da ONG”.
A fundação, que inclui hospitais e escolas, está também focada na valorização da mulher que, na Índia – esclarece Elisabete – “ainda é vista como um ser inferior ao homem. Neste sentido, a casa que vamos oferecer a uma família de Anantapur vai ficar em nome da mulher do lar. São pequenos pormenores, como este, que vão fazendo a diferença na mentalidade das pessoas”.
Elisabete e Dora ficaram “apaixonadas” e impressionadas com a ONG que “já tirou mais de três milhões de pessoas da pobreza extrema”.

 

Ler mais na edição impressa ou digital