A Tilray Inc., pioneira mundial em pesquisa, cultivo, produção e distribuição de canábis medicinal, anunciou esta semana que a sua subsidiária integral Tilray Portugal Unipessoal Lda. (“Tilray Portugal”) estabeleceu um acordo com a Universidade de Coimbra para uma parceria estratégica inédita para investigação e novos conhecimentos para o desenvolvimento de produtos médicos derivados de canábis.
Combinando a vasta experiência da Tilray no cultivo, produção e desenvolvimento de produtos de canábis, esta parceria estratégica será estendida a vários departamentos da Universidade de Coimbra, incluindo oportunidades a pós-graduados em ciências químicas, genética e ciências farmacêuticas.
A parceria promoverá a colaboração entre a Tilray e líderes académicos da Universidade em projetos de pesquisa, aproveitando o campus de última geração da Tilray em Cantanhede e as instalações de pesquisa no parque tecnológico Biocant, situado na mesma cidade.
Investigações
inovadoras
Joshua Eades, Chief Science Officer da Tilray participou na cerimónia na Universidade de Coimbra, realizada para assinalar a parceria. A cerimónia serviu igualmente para o lançamento do projeto uc Business, criado pela Universidade para apoiar a inovação e a prestação de serviços especializados a entidades públicas e privadas.
“Temos orgulho no estabelecimento desta parceria com a Universidade de Coimbra e em colaborar com a sua vasta equipa de especialistas e investigadores para estudar canábis medicinal”, afirma Joshua Eades. “A proximidade com o nosso campus em Portugal permitirá que as equipas colaborem em investigações inovadoras que contribuam para o crescimento da ciência em canabinóides, enquanto permitem a evolução do programa de investigação e desenvolvimento da Tilray”.
Até 2024
A Tilray está comprometida com o desenvolvimento da ciência sobre os canabinóides e com a melhoria da vida de pacientes em todo o mundo que poderiam potencialmente beneficiar da canábis medicinal.
A parceria entre a Tilray e a Universidade de Coimbra inicia-se oficialmente agora e estende-se até 2024.