Está praticamente concluído o mural de arte urbana no centro da Palhaça, nas imediações do Largo de S. Pedro.
A obra, da autoria de António da Conceição, de Vagos, carece apenas de pequenos arranjos para proteção da parede e de iluminação, sendo já visível o trabalho levado a cabo pelo artista nos últimos dois meses.
O mural acaba por retratar três grandes marcas da freguesia, ou seja, a evolução da Feira da Palhaça, a religião, com destaque para a procissão de S. Pedro, e a famosa lenda da Fonte do Bebe e Vai-te.

O presidente da Junta da Palhaça, Manuel Augusto Martins, diz estar “satisfeito” com o resultado final da obra, frisando que “as pessoas vão-se apercebendo e dão-nos os parabéns por termos feito aquela escolha, ao embelezar mais um espaço da freguesia”, até porque “este local não podia ser melhor, é muito visível e traz também uma mais valia nesse sentido”.
O investimento, estimado em cerca de 4.000 euros, foi suportado pela Câmara de Oliveira do Bairro, à semelhança daquilo que aconteceu na freguesia sede do concelho e que acontecerá nas restantes freguesias.