O Município de Cantanhede encerrou o ano de 2019 com 388 ninhos de vespa velutina eliminados, registando nesta altura um total de 666 já destruídos desde que, em 2015, foi identificado o primeiro caso na freguesia de Murtede.
A autarquia diz que o resultado alcançado em 2019 decorre do investimento efetuado no reforço da resposta municipal no combate a esta espécie, quer através do investimento em meios que permitiram intensificar a sua eliminação, quer melhorando os mecanismos de deteção, vigilância e controlo.
Para este efeito, a Câmara adquiriu uma arma de ar comprimido que injeta nos ninhos um inseticida/larvicida em forma de cápsulas de libertação controlada, o que permite atuar de forma mais rápida e eficaz em todos os que são detetados e muito particularmente nos instalados em árvores ou em grandes estruturas.

Ler mais na edição impressa ou digital