Este ano não haverá Expofacic. A informação acaba de ser avançada pela Câmara Municipal de Cantanhede.

Em nota de imprensa, a autarquia revela que “a Comissão Executiva da EXPOFACIC, que reuniu por vídeo conferência no dia 4 de maio, antecipou a decisão do Governo, uma vez que já tinha ouvido a Comissão de Honra do certame, que é constituída por representantes de todos os partidos com assento na Assembleia Municipal, Juntas de Freguesia, Turismo do Centro, ADELO, AEC, Bombeiros e GNR, bem como todos os anteriores presidentes da autarquia e o atual presidente da Assembleia Municipal. A decisão foi ratificada, por unanimidade, em reunião de Câmara do dia 5 de maio.”

Refira-se que o Governo determinou, em Conselho de Ministros de hoje, dia 7 de maio, a proibição de grandes festivais e festas ao ar livre até 30 de setembro, uma proibição que impede também, em termos legais, a realização da EXPOFACIC.

“Nesta atual situação de pandemia, esta decisão tem como base a preservação da saúde publica”, disse Helena Teodósio. A autarca adiantou que a edição de 2020 seria a trigésima do certame, ficando então para 2021, mas prometeu que a Câmara Municipal está a preparar “algo para assinalar a data do 25 de julho”.

As opiniões dos restantes membros executivos foram unânimes e aplaudiram a coragem da Comissão Executiva, elogiando o facto de a saúde pública ser a principal preocupação da organização.

Na reunião de Câmara, marcou presença Idalécio Oliveira, presidente do Conselho de Administração da Inova – EM, que classificou a decisão de adiamento como “difícil, mas ponderada, porque há timings que temos de saber respeitar”.

O responsável da Inova considerou ainda que “estava muito trabalho feito, mas agora já estamos a pensar na edição de 2021”.

A Comissão Executiva que organiza a EXPOFACIC prometeu um certame em grande para 2021. A feira, recorde-se, foi considerada, em 2019, como a melhor Festa Ibérica pelo Iberian Festival Awards e recebeu ainda o Prémio 5 Estrelas Regiões.