Um madeireiro, de 34 anos de idade, acabou por morrer esta quinta-feira depois, não resistindo aos ferimentos graves causados por uma motosserra, numa zona de mato próxima da Praia da Tocha

A vítima, residente em Cantanhede, ainda foi transportada com vida para o Hospital da Figueira da Foz, acabando por falecer. O alerta para o acodente foi dado às 07h52.

Ao que tudo indica, segundo os Bombeiros de Cantanhede, o acidente terá ocorrido durante trabalhos de corte e abate de árvores. O indivíduo de 34 anos encontrava-se a operar uma motosserra, acabando por cortar-se no rosto e pescoço. Quando as equipas de socorro chegaram ao local, a vítima apresentava ferimentos considerados muito graves, tendo sido encaminhada para o Hospital Distrital da Figueira da Foz.

No local estiveram três elementos dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede, apoiados por duas viaturas, a equipa da SIV de Cantanhede e a equipa da VMER da Figueira da Foz. A GNR da Tocha tomou conta da ocorrência.