A Câmara da Mealhada vai distribuir ecopontos domésticos por quatro mil alojamentos do concelho para recolha separada de vidro, papel/papelão e plástico/embalagens. O objetivo da medida, que se insere num investimento global superior a um milhão de euros, é o de “aumentar a quantidade de material reciclado recolhido, contribuindo para a economia circular, melhorando a desempenho ambiental do Município, e reduzir os resíduos indiferenciados e consequentemente os custos com o seu tratamento”.

Aos estaleiros municipais, já chegaram os primeiros mil contentores de 120 litros destinados à recolha de vidro no âmbito do projeto “Mealhada Porta a Porta”. O referido investimento de um milhão de euros comporta a aquisição de diversos materiais necessários para a implementação do projeto junto dos cerca de 20 mil munícipes, nomeadamente 12 mil contentores para depósito de papel, vidro e plástico, que, no seu conjunto, constituem quatro mil ecopontos domésticos.

O projeto inclui ainda a aquisição de viatura para recolha seletiva de resíduos nos quatro mil alojamentos do concelho, bem como a implementação de uma solução integrada para gestão dos resíduos na rede de ecopontos do concelho da Mealhada, que implica a colocação de sensores de leitura volumétrica a instalar em 390 contentores (130 ecopontos) e a respetiva plataforma de gestão online.