Um estudo revela que o AgitÁgueda tem um impacto profundo na economia local, seja na restauração, alojamento local ou no comércio tradicional. Por cada euro investido, há um retorno de 11,4 euros.

O impacto total do AgitÁgueda é de mais de 8 milhões de euros, que se materializa em gastos com os transportes (1.071.214 euros), na restauração (2.958.295 euros), em alojamento (1.551.784 euros), em compras (1.137.803 euros), bem como na publicidade/publicitação (1.200.000 euros). O AgitÁgueda tem ainda um impacto adicional nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pela ONU em 177.537 euros.

“Os dados apurados tornam claro que investir na realização de um evento como o AgitÁgueda é uma aposta ganha do Município”, defende Edson Santos, Vice-Presidente da autarquia, salientando que o retorno conseguido é “muito elevado” e tem reflexos diretos e visíveis na economia local, nomeadamente no comércio tradicional, na restauração e na hotelaria que, por esta altura, atinge a quase capacidade total de alojamento.
Segundo o estudo, elaborado pela Tayloring Business & Technology durante o evento do ano passado, o AgitÁgueda teve um custo global de 711.630,14 euros e uma receita apurada de 53.465,60 euros, o que resultou num custo líquido de 658.165 euros na edição de 2019.

Retorno do investimento

A análise aos dados financeiros permite concluir, tendo em conta o impacto de 8 milhões de euros de retorno do investimento realizado e o custo líquido associado ao AgitÁgueda, que por cada euro investido, existe um retorno de 11,4 euros. Dos gastos totais já referidos, de destacar os relacionados com a restauração, em que os visitantes gastaram 2.958.295 euros nos restaurantes do concelho durante o AgitÁgueda, o que, atendendo aos 173.491 visitantes mensurados no estudo, revela um gasto médio de 17,05 euros por pessoa.

As compras efetuadas no comércio local durante o evento, de 1.137.803 euros, permite estimar um gasto médio por pessoa de 6,56 euros.

Importa aferir ainda os indicadores de consumo, que, segundo a SIBS (Sociedade Interbancária de Serviços), aponta para um movimento de 27,7 milhões de euros (entre pagamentos eletrónicos e em numerário), em julho de 2019, um crescimento de 6,5% face ao mesmo período de 2018. Durante o AgitÁgueda (6 a 28 de julho de 2019) houve um movimento de 26.437.954 euros, sendo que, de entre as várias operações realizadas, mais de 9 milhões de euros respeitaram a pagamentos eletrónicos em compras e mais de 8 milhões de euros foram levantamentos efetuados nas caixas ATM.

Notoriedade além-fronteiras

O impacto do festival pode ainda ser provado na notoriedade do concelho além-fronteiras, com notícias publicadas nos meios de comunicação social de 44 países (512 notícias publicadas nos media, 282 publicações nas redes sociais e 14,4 milhões de impressões) e com os vários prémios internacionais já conquistados, entre os quais o Best Iberian Festival Awards.