Populares do lugar da Murta denunciaram, na passada quarta-feira, dia 24, a existência de uma vala com água poluída e mal cheirosa a desaguar no Rio Cértima, junto à ponte na entrada do concelho.

Segundo um dos proprietários de um terreno atravessado pela vala em causa – que preferiu o anonimato – a situação é recorrente, mas mais notória no verão “por causa do cheiro e pouco caudal da vala”.

Nesse mesmo dia, o JB contactou o presidente da Câmara de Oliveira do Bairro, que assegurou que “logo que tivemos essa informação, contactámos de imediato o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR, que nos disse que já tinham conhecimento dessa situação e que a AdRA, empresa responsável pelo saneamento no nosso concelho, já estava a realizar as reparações necessárias para resolver o problema”.

Leia a notícia completa na edição de 2 de julho do JB