Os incêndios persistem no concelho de Oliveira do Bairro, precisamente em três localizações onde as ocorrências são reincidentes. Há minutos atrás os bombeiros resolveram mais um pequeno foco no lugar de Póvoa do Forno. No passado domingo foi a vez de atacar as chamas no Furadouro (Oiã) que no último mês já terá registado cerca de uma dezena de ocorrências.

A par daqueles dois locais, as chamas insistem em lavrar entre a Mamarrosa e o Troviscal nos locais de Quinta do Cavaleiro, Arealva e nas imediações.

Perante estes focos de incêndio, a população não tem dúvidas que na origem dos mesmos estará mão criminosa. No entanto, recorde-se, foi detido no passado dia 22 um homem de 28 anos, desempregado, por ser o presumível autor de, pelo menos, 10 crimes de incêndio florestal, que vêm ocorrendo desde o dia 8 de julho nas proximidades da localidade da Mamarrosa. A detenção, fora de flagrante delito, foi efetuada pela Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro.

Atualizaremos estas e outras informações na edição digital e impressa desta semana.