O funeral de Mário Soares, presidente do Motoclube Oiacelera, realizou-se esta terça-feira, dia 7, no cemitério de Oiã, com várias homenagens, entre as quais de motards de vários pontos do país, que num corredor feito pelas suas motos transportaram em ombros a urna deste amigo que partiu a 1 de julho.

Mário Soares não resistiu aos ferimentos do acidente de viação do dia 17 de junho, e faleceu na noite da passada quarta-feira. O presidente do Oiacelera tinha ficado gravemente ferido naquele acidente na Variante EN235, em Sangalhos, do qual resultaram mais quatro feridos ligeiros.

Mário Soares tinha 61 anos e ocupava aquele cargo naquela associação há mais de uma década, sendo sócio-fundador.

Foram inúmeras as manifestações de pesar registadas logo que se conheceu este trágico desfecho. Amigos, associações e outras instituições registaram, das mais variadíssimas formas, as homenagens póstumas a este cidadão. “Mário Soares deixa um importante e marcante legado no nosso meio associativo, levando e elevando o nome do nosso concelho por todo o país, fazendo amigos a cada quilómetro que percorria”, escreve o Município de Oliveira do Bairro, deixando “homenagem e agradecimento pelo contributo que sempre deu em benefício do concelho”.

Também a Junta de Freguesia de Oiã manifestou publicamente “o mais profundo pesar” pelo falecimento de Mário Soares. “Neste momento de luto, a Junta de Freguesia não quer deixar de prestar uma sentida homenagem, pela sua dedicação e apego aos valores do associativismo, que nos une a todos neste momento de perda”, refere a Junta.