A sede da Escola de Samba Sócios da Mangueira, na Mealhada, ardeu esta madrugada, não se conhecendo, para já, a origem do incêndio. Não há feridos a registar.

Têm sido várias as manifestações de apoio para com os Sócios da Mangueira, a escola de samba mais antiga da Mealhada. Depois da Câmara Municipal, que garantiu que ajudará a reabilitar as instalações destruídas pelas chamas, também a Associação de Carnaval da Bairrada já anunciou que irá efetuar um donativo no valor de 5000 euros para ajudar “ao recomeço desta história”.

O presidente da Câmara da Mealhada, Rui Marqueiro, visitou o local e falou com os dirigentes da associação. Para além de manifestar de imediato a ajuda da autarquia na reabilitação das instalações, o autarca avançou que vai ainda disponibilizar o Cineteatro Messias para a realização de uma gala solidária a favor da “família mangueirense”.

Hoje ainda, a ACB vai reunir com a Escola, de forma a “ajudar a planificar este novo desafio”. Amanhã (segunda-feira), será a vez de os dirigentes da Escola reunirem com o presidente da Câmara para agilizar o apoio.

A Associação de Carnaval acredita que “com o apoio de toda a comunidade, da autarquia e com a força e criatividade que todos os mangueirenses sempre nos presentearam, juntos vamos rapidamente reerguer esta magistral história”.

O alerta para o incêndio foi dado cerca das 4h, tendo as operações terminado ao fim de duas horas. Às 10h, os bombeiros voltaram ao local, no largo de São José, para consolidação do rescaldo.

Participaram nos trabalhos de combate ao fogo e rescaldo os Bombeiros Voluntários da Mealhada, bem como a GNR, num total de 26 operacionais, com sete viaturas.

Fundada em 1978, a Escola de Samba Sócios da Mangueira é a mais antiga coletividade local com atividade nesta área, tendo vencido várias vezes o Carnaval da Mealhada.