O Município de Cantanhede está a proceder à renovação da frota de veículos de serviço e também das máquinas e equipamentos adstritos à Divisão de Administração Direta e Apoio às Freguesias. Nesse sentido, acabam de ser contratualizados quatro automóveis ligeiros, dois dos quais elétricos, estes últimos com (perspetiva de) financiamento no âmbito de uma candidatura submetida ao Programa de Apoio à Mobilidade Elétrica na Administração Pública, a qual tem já parecer favorável no relatório preliminar deste fundo destinado a “apoiar políticas ambientais para a prossecução dos objetivos do desenvolvimento sustentável, contribuindo para o cumprimento dos objetivos nacionais e internacionais, designadamente os relativos às alterações climáticas”.

Nos termos do regulamento do designado Fundo Ambiental, o pagamento integral do contrato das duas viaturas implica o abate de outras tantas antigas, situação que também se verificará com mais dois automóveis, igualmente elétricos, que a Câmara Municipal pretende contratualizar e que já foram objeto de outra candidatura para obtenção de financiamento pelo Programa de Apoio à Mobilidade Elétrica na Administração Pública.

Este processo decorre no âmbito do plano de investimentos que a edilidade cantanhedense se propõe realizar na renovação da frota de veículos ligeiros, não só porque nesta altura ela está manifestamente envelhecida, mas também pela necessidade de se dar resposta ao crescimento dos serviços que se perspetiva com a transferência de competências da Administração Central para as autarquias. Note-se que as viaturas ligeiras mais recentes são bastante mais antigas, circunstância que, além das dificuldades na gestão da frota, tem revertido num aumento significativo dos custos de manutenção.

Em renovação está também o parque de máquinas e equipamentos do Município de Cantanhede, neste caso com a aquisição de uma retroescavadora e de uma minicarregadora para os serviços da Divisão de Administração Direta e Apoio às Freguesias. Ao custo total de 157.243 euros foi deduzido o montante de 17.500 euros correspondente ao valor da retoma de duas máquinas similares por parte da empresa fornecedora, cifrando-se o investimento em 139.743 euros.

Nesta altura, a Divisão de Administração Direta e Apoio às Freguesias dispõe de seis camiões, dois dos quais semi-reboques, dois de dois eixos, um de três eixos e outro de quatro eixos, uma pavimentadora de rasto, uma pá carregadora, duas motoniveladoras, três cilindros, duas retroescavadoras, um trator corta-sebes, uma varredora, uma máquina de pulverização de emulsão para aderência das massas betuminosas e um trator-cisterna, além de outra viaturas e equipamentos.

Finalmente, foi adquirida, pelo valor de 24.593 euros, uma viatura SUV 4×4 para reforçar os meios ao dispor do Serviço Municipal de Proteção Civil e Gabinete Técnico Florestal para as atividades operacionais, nomeadamente para acompanhar e apoiar as operações de proteção e socorro, identificação e destruição dos ninhos de vespa velutina e para o acompanhamento da execução das ações de gestão de combustíveis nas faixas ao longo das estradas municipais confinantes com os espaços florestais.

Entretanto, a Câmara Municipal irá dar continuidade à aquisição de novos veículos e equipamentos, bem como à substituição de outros, nomeadamente dos que já não garantem bons índices de operacionalidade, estando ainda prevista para curto prazo a troca de um dos autocarros.