Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Categoria | arquivo notícias

Bustos

Bustos

8º. Encontro de Lions da Bairrada

Uma grande lição de cultura

Bem mais de quatrocentos coralistas, (distribuídos por nove corais), sete maestros e uma maestrina fizeram a festa que é o Encontro de Coros da Bairrada que, numa organização (impecável) do Orfeão da Casa do Povo do Troviscal, teve lugar no último sábado, no salão de festas do Instituto de Promoção Social da Bairrada em Bustos (IPSB) que encheu para apreciar um grande espectáculo, em que a novidade foi o baptismo, nestas andanças, do grupo Coral Jovem de Arcel, Espinhel.

O DECANO E O MAIS JOVEM

Esta edição (a oitava) do Encontro de Coros da Bairrada teve a participação do grupo dos oito (habituais) ou seja: Grupo Coral de Oiã, Orfeão de Recardães, Grupo Coral Magister, de Mealhada, Orfeão de Águeda, Grupo Oásis da Fogueira, Orfeão de Bustos, Cluny Vox, do Colégio de Nossa Senhora da Assunção, de Famalicão, Orfeão da Casa do Povo do Troviscal e o mais jovem, o Grupo Coral de ARCEL que fez a sua estreia.
Cada coral interpretou três peças do mais diverso sabor e conteúdo religioso, profano, erudito ou popular, que iam sendo apresentadas por Carlos Grangeia que também leu a história de cada um deles. Na abertura da sessão, afirmou relativamente aos corais: “são eles os arautos da nossa cultura, são eles exemplos a seguir pelas novas gerações, pois, entre outras muitas virtudes, estes grupos têm uma vertente social muito importante que, não tenho dúvidas, é compreendida e apoiada pelas entidades e por toda a população”.
Com três corais esteve presente o concelho de Oliveira do Bairro. O Grupo Coral de Oiã, fundado há uma dúzia de anos, foi quem abriu o espectáculo, sob a orientação artística de Manuel Sarrico e, como é seu timbre, e mostrando trabalho e progresso, interpretou três peças de aprendizagem recente, como “Canção Açoriana” ou Aj. Lucka, Lucka, canção da República Checa. Progresso e qualidade mostrou também o Orfeão da Casa do Povo do Troviscal, responsável pela organização que esteve bem sob todos os pontos de vista, ao receber uma multidão de coralistas. Encerrou, como anfitrião a festa, cantando “Amen” com harmonização de Norman Luboff. Um Ámen bem interpretado para fechar um espectáculo de qualidade. A maestrina Isabel Bouça de Castro é responsável por esta subida.
Por sua vez, o Orfeão de Bustos, um pouco reduzido quanto a elementos, fundado em 1983 e reivindicando para si a realização do primeiro encontro de Coros da Bairrada no remoto ano de 1986, com o baptismo internacional, em Lamballe, França, sob a batuta de João Dinis Julião, interpretou o que é já uma espécie de “coroa”, “Luar do Sertão”, com harmonização do maestro, como o eram as duas outras peças, incluindo a Rapsódia Portuguesa.
Por sua vez, Águeda não só veio o mais veterano de todos quantos na Bairrada se dedicam à música coral, Orfeão de Águeda, cuja instituição data de 16 de Junho de 1916, mas também o mais novato, o Grupo Coral Jovem da ARCEL, de Espinhel, fundado em Setembro de 1999.
O Orfeão de Águeda, constituído por 50 elementos e dirigido quer pelo maestro António Luís de Brito, quer pelo filho (filho de músico sabe música…), esteve igual a si mesmo, transportando para o palco a razão de ser muito solicitado para participar em grandes acontecimentos quer nacionais que no estrangeiro. Relevo para a solista Graça Abrantes. Uma baixa no elenco, Ana Francisca, a quem foi muito a propósito dedicada a peça “Três esconjuros” de F. Lopes Graça. Encontra-se em recuperação de um acidente.
Quanto ao Grupo Coral Jovem da Arcel, uma estreia auspiciosa, sob a direcção artística de Osvaldo Estima. Característica principal: é composto por cerca de 55 elementos, na sua maioria crianças e jovens, alguns pais e catequistas. Está a dar os primeiros passos e fez-se acompanhar de instrumentos (violino, órgão, viola, banjo, pandeireta e acordeão). Mereceu o aplauso geral.
Do concelho de Águeda veio ainda o Orfeão de Recardães, que tem a dirigi-lo Jorge Pires Ferreira. Fundado em 1986, tem atrás de si um rasto de bom desempenho, com actuações nas regiões da Galiza, Castela e Leão.
No salão de festas do IPSB confirmou a regra quer em “O Vosso galo Comadre quer em “Kalinka”, canção popular russa.
Do concelho de Anadia marcaram a habitual presença Cluny Vox que é sempre uma lufada de frescura e beleza nestes concertos, com cerca de 80 elementos, que mais uma vez mostraram a classe e a razão por que já cantaram em catedrais de França, sempre orientados artisticamente por Celestino Ortet. Por sua vez, o Coral Oásis que tem como maestro Luís António Brito, esteve à altura dos pergaminhos já alcançados, à altura das exigências do padrão de qualidade que é bitola do maestro, onde predominam as vozes femininas, mais do triplo, em relação aos homens. Note-se que a peça “Escondido”, canção popular argentina, mereceu uma breve mas não menos engraçada coreografia.
Da Mealhada, o eterno Magister que se não é de professores (de ensino) é de gente que gosta de canto coral e o sabe interpretar desde 1988, sempre dirigido por Celestino Ortet, que sabe brincar com a música, mas também leva muito a sério a arte, semeando saber e harmonia.

LIÇÃO DE CULTURA

No fim da maratona de cerca de três horas e meia de música coral, houve lugar à entrega de lembranças por parte do coral anfitrião a todos os maestros e directores dos diversos corais. Também o presidente da Junta de Freguesia do Troviscal, Adelino Cruz, não quis deixar passar o alto momento sem distribuir também lembranças por todos os grupos, ao mesmo tempo que se mostrava satisfeito por “esta maravilhosa actuação, com grandes artistas”.
Também Diógenes Vidal, director pedagógico do IPSB, usou da palavra para enaltecer “esta sessão tão bonita que não só dignifica os que a organizaram, mas também os que nela participaram”, pois que, todos juntos, deram uma lição de cultura e, entrando na onda da satisfação geral e, como sempre disponível, lançou um repto: “voltem sempre porque o IPSB está sempre à vossa disposição”.
Encerrou as intervenções curtas (a hora ia bem avançada, passava da meia noite…) o vereador da Câmara, Fernando Silva, em representação do presidente em exercício, Victor Oliveira, que teve de se ausentar antes do encerramento. Começou por enaltecer a realização do espectáculo, que “promoveu a Bairrada social e culturalmente”, reconhecendo ainda o muito trabalho do Orfeão do Troviscal, dizendo que “tudo correu muito bem e estão todos de parabéns pelo trabalho realizado, valeu a pena”, pois que “foi uma noite fantástica, a noite fala por si”. Sobretudo mostrou-se radiante com o Cluny Vox e Arcel pelas suas frescas vozes, pois que “tiveram uma actuação maravilhosa, os jovens foram extraordinários” encerrando com um pedido de uma grande salva de palmas para eles.
Foi então que foi encerrado o grande espectáculo que, segundo foi anunciado pelo responsável do Orfeão do Troviscal, António Freire, terá lugar em Espinhel, no próximo ano, com todos os intervenientes a cantarem o Canticorum Jubilo, seguindo-se, depois, a parte (terceira) do convívio no amplo refeitório do IPSB, que se prolongou com muita alegria pela manhã dentro.

(30 Abr / 10:17)

Deixe um comentário

Categoria | arquivo notícias

Bustos

Frei Gil Voleibol no XII Torneio da Madeira
As iniciadas do Frei Gil venceram e convenceram

Nesta XII edição do Torneio de Voleibol de Minis e Iniciados, Frei Gil VC participou pela primeira vez no escalão de Iniciados Femininos, sob o comando de Susana Martins.
Na manhã do dia 24 de Março, pelas 8.15, (devido ao mau tempo, só embarcaram uma hora mais tarde), estas atletas “voaram até às nuvens” como tanto desejavam.
Às bairradinas não as esperava um dia fácil, pois, logo após o almoço realizaram 2 jogos da 1ª. fase do apuramento que acabariam por vence.
Dia após dia, a equipa do Frei Gil foi vencendo e ganhando o respeito de todas as equipas, no entanto, nunca se assumindo como candidato a vencedor deste evento.
Depois de 3 dias de competição, passou à fase seguinte e nesta fase estavam as 4 melhores equipas do torneio: Associação de Voleibol de Lisboa, Ala Nun’ Álvares de Gondomar, Colégio de Calvão e Frei Gil VC. Entre estas equipas foi realizado um campeonato de 2 voltas. Aí, sim, “era a doer”.
As pupilas de Susana Martins venceram os 2 primeiros jogos, mas contra Ala perderam por 2-1.
Tudo se tornou aqui muito mais difícil pois Ala (Norte) era uma equipa muito forte e ainda não tinha perdido qualquer jogo assumindo-se assim como uma séria candidata à vitória final deste torneio. Mas Frei Gil nunca perdeu as esperanças e continuou a somar pontos até que finalmente se encontrava novamente coma sua equipa rival em que tudo se iria decidir.
Era um jogo de vida ou de morte”.

VERDADEIRA FINAL

Se na 1ª. volta tinham perdido por 2-1, neste jogo para arrecadarem a famosa taça de 1º. lugar, teriam de bater por 2-1 a equipa adversária e ter mais pontos marcados ou então vencer directamente por 3-0 e tudo estava decidido.
A equipa do Centro entrou muito concentrada e mentalizada de que nada podia falhar. No entanto, começaram muito mal, estando mesmo a perder por 7-3, mas, após um desconto de tempo, concedido pela sua treinadora, para alguns ajustes e umas palavras de incentivo, tudo mudou e tudo virou e tudo ganhou. Nunca mais a equipa adversária conseguiu arranjar argumentos para virar o resultado, pois a equipa do Frei Gil estava muito concentrada a atacar, sendo o seu jogo forte ao nível defensivo, enervando mesmo as jogadoras do outro lado do campo, acabando por vencer por 25-23.
No 2º set muito cedo as jogadoras de Bustos começaram a ganhar vantagem. Voando na rede, rastejando na defesa, acabaram por não dar hipóteses à equipa nortenha e venceram por 25-14.
Depois, no 3º set, nada havia que vencesse o espírito de vitória que reinava nesta equipa. Então foi só colocar as “6 peças” dentro de campo muito bem estruturadas pela Profª. Susana Martins e assim facilmente venceram por 15-5 e, vencendo o Torneio da Madeira.
Susana Martins é da opinião que “venceu a equipa experiente do torneio”.
O Colégio de Calvão conseguiu boa classificação, o 3º lugar, a seguir a Ala Nun’Álvares.

NÚMEROS DO TORNEIO

Este XII Torneio de Minis e Iniciados apresenta já uma envergadura apreciável, dada a quantidade de pessoas e de meios humanos e logísticos que comporta.
Eis alguns dos “números” da prova:
644 foi o total de atletas, divididos entre 426 de fora da Madeira e 218, oriundos da Rgião da Madeira;
58 foram as equipas participantes. 38 são oriundas de várias zonas do país e 20 da Madeira; 26 pertencem ao escalão de minis, 8 ao de infantis e 24 ao de iniciados;
475 foi o número de jogos que foram realizados para os 5 dias de provas: 297 em minis, 50 em infantis e 128 em iniciados;
8 foram os pavilhões utilizados;
40 foram os árbitros que asseguraram a direcção dos jogos;
9765 foi a quantidade de refeições que a organização serviu durante os 5 dias do torneio, excluindo os pequenos almoços.

FREI GIL PODE IR À FINAL FOUR

Recorde-se que esta equipa do Frei Gil ainda não perdeu um único jogo no campeonato e neste momento já está no Campeonato Nacional da Zona Sul e, se assim continuar, irá obter o 1º lugar da sua Zona, garantindo assim a presença na final four (final de 4 equipas). Estas equipas são: 1º lugar zona norte, da Madeira, Açores e do Centro. Daí irá realizar-se uma concentração de 3 dias e jogam todas contra todas. Se esta equipa conseguir este efeito, seria algo inédito conseguido por este clube.

(12 Abr / 10:48)

Deixe um comentário

Categoria | arquivo notícias

Bustos

União Desportiva de Bustos recebe Sport Lisboa e Benfica

No dia 25 de Abril, feriado nacional, a União Desportiva de Bustos vai homenagear os seus atletas mais pequenos, oferecendo a oportunidade de defrontarem as camadas jovens do Sport Lisboa e Benfica, em três partidas amistosas, a realizar no Campo Dr. Santos Pato, no Sobreiro de Bustos, sendo duas na camada de escolas e uma na camada de infantis.
A delegação do Benfica com seus atletas, treinadores e dirigentes, a Direcção da Casa do Benfica em Aveiro, a Junta de Freguesia de Bustos e a Câmara Municipal, serão recepcionados com um almoço de confraternização e boas-vindas pela Direcção da União Desportiva de Bustos.
A partir das 15 horas, pela camada de Escolas, com atletas de 7 e 8 anos começa o festival de futebol. Ao vencedor deste confronto será oferecido a Taça Junta de Freguesia de Bustos, pelo seu presidente. Às 16 horas, ainda pela camada de escolas, mas com atletas de 9 e 10 anos, realiza-se o segundo jogo. Ao vencedor desta contenda a Casa do Benfica de Aveiro oferece a sua taça, pela sua Direcção.
Às 17 horas na camada de infantis, defrontam-se, na derradeira partida. Ao vencedor desta peleja a Câmara Municipal oferecerá a sua Taça, pelo Vereador do Pelouro. A Taça Amizade será entregue à agremiação com mais vitórias pelo Senhor Presidente da Câmara.
Esta iniciativa tem o apoio da Casa do Benfica de Aveiro e conta com a colaboração da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro e Junta de Freguesia de Bustos.

(10 Abr / 18:12)

Deixe um comentário

Categoria | arquivo notícias

Bustos

Bustos

Imigrante baleado em Bustos

Um imigrante de Leste, 34 anos, conhecido por Vladimir, foi atingido a tiro, na noite do último domingo, cerca das 20.40 horas, em frente à residência onde reside, em Bustos, Oliveira do Bairro. Se o caso pode não ter nada de insólito por demasiado frequente, por certo pelo local atingido merecerá alguma curiosidade.
Segundo fonte policial, o autor dos disparos terá sido um sexagenário da localidade, muito conhecido pela alegada prática de bruxaria, que arrendou parte da sua casa a quatro ucranianos.
O desacato terá sido originado por um problema relacionado com o pagamento de rendas, que levouo arrendatário a utilizar uma arma de 9mm para disparar um tiro no imigrante, que foi atingido na nádega esquerda, tendo este perdido bastante sangue, uma vez que o banco do carro que o transportou ficou completamente ensanguentado.
Valdimir acabaria por ser transportado por três amigos para o quartel dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Bairro, que o transportaram de seguida para o SAP de Oliveira do Bairro, e depois para o Hospital Distrital de Aveiro, com apoio da VMER (Viatura Médica de Emergência e Reanimação).
Segundo fonte policial nessa mesma noite foram apreendidas duas armas no local do crime, no entanto, a arma utilizada ainda não foi encontrada.

(15 Mai / 12:38)

Deixe um comentário

Categoria | arquivo notícias

Bustos

Sobreiro

A lojinha d’avó abriu portas

Acaba de abrir ao público no Sobreiro, nas proximidades da rotunda, a pastelaria, padaria e pizaria “Lojinha da d’Avó”, explorada pela empresa padaria pastelaria quatro avenidas, propriedade de António da Silva, residente no Fontão e Carlos Tomé, residente no Salgueiro.
Esta padaria, pastelaria está aberta das 6h30 às 23h00, e segundo António da Silva, “decidimos apostar neste local, por se tratar de uma freguesia que está em grande desenvolvimento”.
Para além de todo o serviço que disponibiliza, António da Silva, um dos sócios, assegurou que “estamos em condições de fornecer comida rápida”.
A marca registada Lojinha d’Avó é propriedade Jorge Santos, residente em Cantanhede e de Jorge Grangeia, residente no Sobreiro, e está espalhada por locais como Malhapão, Febres, Murtede, Cantanhede, Viseu, e brevemente em Mortágua, Mamodeiro, Sangalhos, Aguada de Cima e Avelãs de Caminho.

(2 Jul / 11:57)

Deixe um comentário

Categoria | arquivo notícias

Bustos

Bustos

Frei Gil Campeão Nacional na Modalidade de Voleibol

Realizou-se no passado fim de semana a Fase Final Concentrada de Minis, na modalidade de Voleibol. A prova organizada pela Federação Portuguesa de Voleibol teve o apoio da Câmara Municipal de Guimarães e realizou-se no campo relvado da Pista de Atletismo “Gêmeos Castro”. Nesta fase foram encontrados os Campeões Nacionais Femininos e Masculinos no escalão de Minis (10-12 anos).
Neste evento estiveram presentes 12 equipas, seis de cada sexo, em representação das suas Associações. O Frei Gil Voleibol Clube , Campeão Regional em femininos, representou a Associação de Voleibol de Coimbra. As restantes equipas presentes, no sector feminino, foram o Académico VC (AVBraga), Juventude Pacense (A.V. Porto), SCVianense (A.V. Viana do Castelo), CS Madeira (A.V. Madeira) e Casa do Povo Ribeira Grande (A.V. S. Miguel).
O torneio realizou-se a duas voltas, todos contra todos, num total de 10 jogos. O Frei Gil V.C. teve um a participação, a todos os títulos, excepcional, pois conseguiu sagrar-se Campeão Nacional com um percurso invicto e com resultados que espelham bem a sua superioridade.
A equipa de Minis Femininos do Frei Gil Voleibol Clube, bem como os seus técnicos, professora Susana Martins e professor Adérito Carriço, estão de parabéns, pois conseguiram alcançar o primeiro título nacional para este jovem clube, fundado a 1 de Março do ano 2000. Este título serve, certamente, como motivação para as restantes equipas do clube, assim como para os patrocinadores que têm sido incansáveis no apoio a esta causa. Além disso também contribui para mostrar um pouco mais a freguesia de Bustos e o concelho de Oliveira do Bairro.
A todos os contribuíram para que este desiderato fosse alcançado os mais sinceros parabéns e continuem a desenvolver o vosso trabalho, pois todos são poucos para preparar os jovens para o futuro.

(4 Jul / 10:03)

Deixe um comentário

Categoria | arquivo notícias

Bustos

Bustos

Frei Gil Campeão Nacional na Modalidade de Voleibol

Realizou-se no passado fim de semana a Fase Final Concentrada de Minis, na modalidade de Voleibol. A prova organizada pela Federação Portuguesa de Voleibol teve o apoio da Câmara Municipal de Guimarães e realizou-se no campo relvado da Pista de Atletismo “Gêmeos Castro”. Nesta fase foram encontrados os Campeões Nacionais Femininos e Masculinos no escalão de Minis (10-12 anos).
Neste evento estiveram presentes 12 equipas, seis de cada sexo, em representação das suas Associações. O Frei Gil Voleibol Clube , Campeão Regional em femininos, representou a Associação de Voleibol de Coimbra. As restantes equipas presentes, no sector feminino, foram o Académico VC (AVBraga), Juventude Pacense (A.V. Porto), SCVianense (A.V. Viana do Castelo), CS Madeira (A.V. Madeira) e Casa do Povo Ribeira Grande (A.V. S. Miguel).
O torneio realizou-se a duas voltas, todos contra todos, num total de 10 jogos. O Frei Gil V.C. teve um a participação, a todos os títulos, excepcional, pois conseguiu sagrar-se Campeão Nacional com um percurso invicto e com resultados que espelham bem a sua superioridade.
A equipa de Minis Femininos do Frei Gil Voleibol Clube, bem como os seus técnicos, professora Susana Martins e professor Adérito Carriço, estão de parabéns, pois conseguiram alcançar o primeiro título nacional para este jovem clube, fundado a 1 de Março do ano 2000. Este título serve, certamente, como motivação para as restantes equipas do clube, assim como para os patrocinadores que têm sido incansáveis no apoio a esta causa. Além disso também contribui para mostrar um pouco mais a freguesia de Bustos e o concelho de Oliveira do Bairro.
A todos os contribuíram para que este desiderato fosse alcançado os mais sinceros parabéns e continuem a desenvolver o vosso trabalho, pois todos são poucos para preparar os jovens para o futuro.

(4 Jul / 10:03)

Deixe um comentário

Ad Code

Blogues recomendados


Cagido

19 DE NOVEMBRO – DIA MUNDIAL DAS DOENÇAS PULMONARES OBSTRUTIVAS E DIA DO HOMEM
      Numa sociedade em que cada vez mais se respira menos amor, solidaried …


Notícias de Bustos

CARLA MARTINHO (ADERCUS) VENCEU EM VAGOS
O fim-de-semana desportivo da ADERCUS foi marcado pela participação em comp …


Portal de Nariz

Nota da Administração
Depois de algum tempo de ponderação e reflexão, o Portal de Nariz informa q …

Pergunta da semana

Um estudo indica que mais de duas doses diárias de álcool por dia aceleram perda de memória. Qual o seu consumo habitual no dia a dia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com