As 13 vias municipais que, no fim de semana passado, sofreram danos provocados pela chuva intensa e foram objeto de condicionamentos ou mesmo corte já estão circuláveis, com exceção da estrada de Barcouço.

A intempérie registada no fim de semana não causou danos pessoais, mas os prejuízos para o município e os constrangimentos para os munícipes foram elevados. O deslizamento de taludes em Barcouço é a situação mais preocupante e que continua com o trânsito cortado. Esta via será objeto de avaliação face à necessidade eventual de se optar por uma solução mais complexa de engenharia. Em Várzeas, também está em fase de limpeza a derrocada sobre uma das principais estradas da aldeia.

Nas restantes estradas que sofreram inundações provocadas pela subida das águas em zonas de leito de rio ou ribeiras a circulação já foi reestabelecida. A saber, a estrada Sernadelo – Antes, estrada Cardal – Antes, estrada que liga Boa Viagem à Pampilhosa, estrada Travasso – S. Romão, estrada que liga Pampilhosa a Larçã, estrada Pampilhosa – Póvoa do Loureiro, estrada que liga Quinta do Valongo à Vacariça, acesso a Várzeas, estrada do Peneireiro para Ventosa do Bairro, estrada Luso – Penacova, estrada junto à captação da Cabrita na Póvoa, bem como o acesso à Cruz Alta.

Durante todo o fim-de-semana foram inúmeras as situações de quedas de árvores e barreiras, entupimentos e obstruções ocasionados pelos inertes trazidos pelas águas reportados pela população e aos quais as equipas permanentes da autarquia tentaram responder. A ação operacional destas equipas do município foi apoiada pelas corporações de bombeiros, da Mealhada e da Pampilhosa, pela GNR, pelas juntas de freguesia e também por uma equipa da Infraestruturas de Portugal nos troços que lhe dizem respeito.

A todos a autarquia agradece a colaboração e empenho.