Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Destaque

Peditório anual dos Bombeiros de Oliveira do Bairro no domingo, dia 28

Peditório anual dos Bombeiros de Oliveira do Bairro no domingo, dia 28

Realiza-se no próximo domingo, dia 28 de agosto, o Peditório Anual dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Bairro.

Face à difícil situação vivida pelos Bombeiros nas últimas semanas, a Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Bairro e o Comando do seu Corpo de Bombeiros decidiram adiar o (habitual) peditório anual de 15 de agosto para outra data, que ficou agora definida. Será então no próximo domingo, dia 28 de Agosto, com início previsto às 8h30.

À semelhança dos anos transatos, os operacionais da Associação Humanitária dos BV Oliveira do Bairro encontrar-se-ão estrategicamente dispostos pelo concelho de Oliveira do Bairro, de modo a poder recolher a ajuda de todos.

Posted in Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Curia: uma estância termal com muita música

Curia: uma estância termal com muita música

Fado de Coimbra e música tradicional aguardam os visitantes da Curia, na noite deste sábado, 20 de agosto, e na tarde do dia seguinte, respetivamente, em mais dois espetáculos que integram o programa de animação da estância termal definido para este verão.

O programa deste fim de semana abre com uma serenata de fado de Coimbra, que decorrerá no sábado à noite, a partir das 21h, no Parque das Termas, junto ao edifício termal. Na tarde de domingo, pelas 16h, no Espaço Bairrada, sede da Rota da Bairrada, situada no belíssimo edifício da Estação Ferroviária, será a vez de um concerto por João Vila. O Professor Jota, como é mais conhecido, dará, mais uma vez, provas do seu talento enquanto multi-instrumentista que toca regularmente guitarra de Coimbra, piano, cavaquinho, acordeão, concertina, guitarra, gaita de foles, bandolim e sanfona medieval.

Com entradas livres, a animação da Curia decorre até setembro próximo, promovida pela Câmara Municipal de Anadia, com o apoio da União das Freguesias de Tamengos, Aguim e Óis do Bairro, e com a colaboração da Associação Rota da Bairrada, unidades hoteleiras, bares e restaurantes da Curia.

O programa terá continuidade no final da tarde de 27 de agosto, novamente no Espaço Bairrada, onde decorrerá, a partir das 18h, o “Bairrada Sunset” com o Dj Mr T.

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Mealhada: Troféu solidário a favor dos bombeiros

Mealhada: Troféu solidário a favor dos bombeiros

estadio mealhada

A Câmara Municipal da Mealhada vai promover, no dia 24 de agosto (quarta-feira), às 20h, no Estádio Municipal Dr. Américo Couto, na Mealhada, um jogo de futebol, designado de “Troféu Solidariedade”, cuja receita reverterá integralmente a favor dos bombeiros voluntários da Mealhada e da Pampilhosa.

Os bilhetes para o jogo, que contará com as presenças do Futebol Clube da Pampilhosa e de uma seleção do concelho da Mealhada (CD Luso, CR Antes, GD Mealhada e SC Carqueijo), poderão ser adquiridos, na forma de donativo, por apenas cinco euros, junto dos bombeiros, na Câmara Municipal, em qualquer uma das coletividades desportivas que participam gratuitamente no “Troféu Solidariedade” ou, no próprio dia do evento, nas bilheteiras do Estádio Municipal Dr. Américo Couto.

Na opinião do vice-presidente da Câmara da Mealhada e responsável pelo setor do Desporto municipal, “esta é oportunidade soberana de os munícipes do nosso concelho e os bairradinos em geral e todas as empresas da região materializarem na prática os desejos tantas vezes manifestados de vontade de ajudar os mesmos bombeiros que, em momentos de aflição, arriscam a vida, se preciso for, em defesa das pessoas e bens, sem regatear esforços”.

Guilherme Duarte desafia as empresas a “adquirir pack’s de bilhetes para oferecer aos seus funcionários e/ou clientes, de modo a garantir uma boa moldura humana no jogo solidário e, por consequência, um bom encaixe financeiro que permita às corporações de bombeiros melhorar as condições do corpo ativo”.

Posted in Destaque, Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Treze pessoas identificadas numa semana pelo crime de incêndio no distrito

Treze pessoas identificadas numa semana pelo crime de incêndio no distrito

13872781_1150076711721396_3167631498386308234_n

Militares do Núcleo de Investigação Criminal do Comando Territorial de Aveiro identificaram, durante a semana passada (de 8 a 12 de agosto), em diversos locais do distrito de Aveiro, um dos mais afetados pelos incêndios florestais que se registaram nos últimos dias em todo o país, 13 suspeitos do crime de incêndio florestal.

As primeiras identificações foram realizadas no dia 8 de agosto, na freguesia de Canedo (Santa Maria da Feira). Alertados por populares para a existência de fumo numa zona de florestal, os militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) deslocaram-se de imediato para o local, tendo sido encontrados e identificados dois suspeitos, ambos adolescentes com 13 e 14 anos, pela prática do crime de incêndio.  A pronta intervenção de populares permitiu extinguir o incêndio, evitando assim que o mesmo se propagasse para uma densa área florestal.

No dia 10 de agosto, foram identificadas mais cinco pessoas, um homem na localidade da Lapa (Castelo de Paiva), já referenciado num processo anterior pelo crime de incêndio, um homem na localidade de Bustelo (Oliveira de Azeméis) e dois homens e uma mulher na localidade de Celada (Arouca), por suspeitas da mesma prática criminal.

No dia seguinte, dia 11 de agosto, pelas 4h, foi identificado um homem, com 19 anos, que circulava numa viatura na zona de Granja (Arouca), local onde surgiram na altura vários focos de incêndio, os quais foram extintos graças à pronta intervenção dos Bombeiros.

Por último, no dia 12 de agosto, foram realizadas mais cinco identificações, uma por indícios recolhidos a um indivíduo, de 28 anos, que é suspeito da vaga de incêndios que deflagraram na zona da Anadia, e de quatro homens, com idades compreendidas entre os 21 e 30 anos, na zona de Póvoa do Pereiro (Anadia), que na sequência de denúncias de populares terão sido vistos, pelas 2h20, a arremessar objetos para o exterior de duas viaturas, causando assim pequenos focos de incêndio.

Nos últimos dias, a PJ deteve uma mulher de 52 anos, doméstica, sem antecedentes criminais, por suspeita de crime de incêndio florestal, ocorrido na sexta-feira, dia 12 de agosto, no concelho de Oliveira do Bairro. A detida vai ser presente às autoridades judiciárias competentes para interrogatório e eventual aplicação de medidas de coação.

O presumível autor de um fogo posto na Mealhada, na sexta-feira (12 de agosto), que tem 26 anos de idade e é trabalhador agrícola, já “foi presente às autoridades judiciárias competentes” e também aguarda “os ulteriores trâmites do processo sujeito a prisão preventiva”. De acordo com um comunicado da Diretoria de Aveiro da PJ, o incêndio foi iniciado “através de chama direta, com recurso a um isqueiro, tendo o seu autor confessado os factos e indicado a forma como procedeu”. O homem também admitiu que “tinha um certo fascínio por visualizar os meios aéreos durante” o combate às chamas, acrescenta a Judiciária.

A GNR vai manter ativa a vigilância nas zonas florestais, com o objetivo  de detetar e dissuadir práticas de uso do fogo que possam contribuir para o aumento do risco de incêndio florestal, empenhando diversas capacidade e valências, incluindo militares de investigação criminal.

Posted in Anadia, Aveiro, Destaque, Mealhada, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada, Região0 Comentários

Novo Cartaz do “Bairrada em Prova” nos Espaços Bairrada

Novo Cartaz do “Bairrada em Prova” nos Espaços Bairrada

A Associação Rota da Bairrada apresenta um novo cartaz do “Bairrada em Prova”, em vigor desde o dia 16 até ao dia 31 do mês de agosto. Uma oportunidade de degustar uma nova paleta de vinhos da região nos Espaços Bairrada da Curia e de Oliveira do Bairro.

Entre os dias 16 a 31, a Rota da Bairrada integra no cartaz do “Bairrada em Prova” numa edição especial de três novos vinhos Bairrada. Um espumante, um vinho branco e um vinho tinto, que envergam a marca do Comité Olímpico de Portugal Bairrada nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Esta forma de provar vinhos Bairrada está disponível todos os dias de semana e fim de semana dentro do horário de funcionamento dos Espaços Bairrada da Curia e de Oliveira do Bairro. Todos os interessados podem desfrutar de uma prova sempre acompanhada por um elemento da Associação Rota da Bairrada que apresenta de uma forma muito acessível as principais notas sensoriais dos néctares a degustar. O valor simbólico de 3 euros cobrado pela prova é oferecido sempre que se realizem compras de valor igual ou superior a 10 euros.

Todos os enófilos estão, uma vez mais, convidados a desfrutar de uma experiência vínica degustando alguns dos melhores vinhos da região Bairrada.

Posted in Anadia, Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

PJ detém mulher suspeita de atear incêndio em Oliveira do Bairro

PJ detém mulher suspeita de atear incêndio em Oliveira do Bairro

800

Uma mulher de 52 anos, doméstica, sem antecedentes criminais, foi detida pela Polícia Judiciária (PJ), por suspeita de crime de incêndio florestal, ocorrido na passada sexta-feira, no concelho de Oliveira do Bairro.

Depois de assistir ao combate aos incêndios que ultimamente deflagraram, com frequência, nas proximidades da sua residência, a suspeita colocou três focos de incêndio de que não resultaram avultados danos, porque foram prontamente combatidos por populares e pelos bombeiros que se encontravam na zona a fazer um rescaldo.

As ignições ocorreram através de chama direta, com recurso a uma caixa de fósforos, tendo a presumível autora dos crimes confessado os factos e indicado a forma como procedeu.

A detida vai ser presente às autoridades judiciárias competentes para interrogatório e eventual aplicação de medidas de coação.

Este ano, a PJ já identificou e deteve 37 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

Posted in Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Expofacic Cantanhede: Certame de grande impacto na dinamização de negócios

Expofacic Cantanhede: Certame de grande impacto na dinamização de negócios

 

A 26.ª Expofacic – Exposição/Feira Agrícola, Comercial e Industrial de Cantanhede foi inaugurada no passado dia 28 de julho, num evento presidido pelo Secretário de Estado Adjunto e do Comércio, Paulo Alexandre Ferreira. Foi sob um sol tórrido que decorreu a inauguração e visita ao certame, com o secretário de Estado, Paulo Alexandre Ferreira a destacar que a Expofacic “é um emblema do que já é o município de Cantanhede e a região Centro”, ou seja um certame “com grande impacto na dinamização dos negócios e da economia local, na atração de visitantes e na promoção da atividade turística”.
Um certame que “reflete também o espírito empreendedor de Cantanhede”, um espírito empreendedor que, como Paulo Alexandre Ferreira, frisou “o governo quer implementar e capitalizar em Portugal, seja apostando na qualificação do seu capital humano, seja apostando na inovação, mas também ao criar condições para que as empresas possam investir mais e melhor em Portugal”. O governante deu como exemplo o programa “Capitalizar”, que procura criar condições ao investimento empresarial, mas falou ainda do Portugal 2020, sublinhando os incentivos pagos às empresas que rondam já os 250 milhões de euros, “muito superior aos 4 milhões de euros que encontramos quando chegamos ao governo”.
A finalizar, Paulo Alexandre Ferreira destacou os instrumentos financeiros disponibilizados às empresas pelo Portugal 2020, neste terceiro trimestre: “são cerca de 1.4 mil milhões de euros em financiamento, em linhas de dívida e de capital e todo um processo de apoio à internacionalização e revitalização do comércio tradicional de proximidade”.

Investimentos e regeneração urbana. Na ocasião, o edil João Moura mostrou-se confiante no sucesso do certame, com metas cada vez mais ambiciosas, centrando a sua intervenção no “apreciável conjunto de intervenções estruturantes orientadas para a crescente elevação dos padrões de qualidade de vida da população, na qualificação das áreas urbanas, nos investimentos em infraestruturas e equipamentos coletivos, sem esquecer a proteção do meio ambiente e as políticas ativas nos domínios da educação, da cultura e da ação social.”
O autarca sublinhou também a importância estratégica do projeto pioneiro do Biocant Park que “colocou Cantanhede no mapa da inovação científica e tecnológica”, e ainda na inauguração, no decorrer deste ano, “de um novo edifício dimensionado para acolher mais empresas que desenvolvem processos de transferência de tecnologia em biotecnologia”. Na ocasião, destacou a aposta da autarquia noutros setores, nomeadamente em investimentos industriais que reforçam as cadeias de valor do tecido empresarial e aumentam as oportunidades de trabalho qualificado. Os vários exemplos elencados “convergem para a ideia de que esta é uma terra fértil para investimento”, já que “no total são mais 105 milhões de euros investidos recentemente ou a investir a curto prazo, o que representa a criação de cerca de 200 postos de trabalho, muitos deles qualificados”.
O presidente da autarquia cantanhedense concluiria que, dentro de pouco tempo, mais alguns passos importantes vão ser dados, no âmbito do financiamento comunitário que o Município contratualizou para obras de regeneração urbana. “São projetos que ascendem a mais de seis milhões de euros, dos quais cinco milhões correspondem à comparticipação dos fundos europeus destinados a financiar projetos das autarquias com Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) aprovado, como é o caso de Cantanhede”.

App “CantanhedeGo”. Já Luís Roque, presidente da Associação Empresarial de Cantanhede (AEC) revelaria o projeto inovador e único no país lançado pela AEC: uma aplicação para smartphones, batizada de “CantanhedeGo”, com a particularidade de estar desenhada para ajudar o comércio tradicional e toda a atividade empresarial do município de Cantanhede. “Uma app com um leque variado de informação e conteúdos que todos os que visitam ou residem em Cantanhede necessitam, fruto de um trabalho conjunto com o município de Cantanhede que, desde a primeira hora, abraçou e acreditou no projeto”, realçaria Luís Roque.
Ao secretário de Estado lembrou que Cantanhede já foi uma das maiores praças comerciais da região, mas que agora “não fosse a capacidade e a dinâmica do concelho estaríamos com graves problemas sócio-economicos”. Felizmente, disse ainda: “o concelho apanhou o comboio da industrialização. Gostaríamos agora de apanhar o comboio da regeneração urbana”, destacado a necessidade urgente de apostar no comércio tradicional, até porque o comércio está de volta aos centros históricos das cidades: “daí a necessidade de apostar na regeneração urbana”.
Também José Maria Maia Gomes, presidente da Assembleia Municipal de Cantanhede destacou que este certame representa um momento de grande significado e orgulho para os munícipes. Um certame grandioso que “se tornou a maior feira de atividades económicas do país e uma das grandes referências do concelho, onde se podem ampliar contactos de negócio”.
Um certame que é também fruto de um planeamento cuidado e muito trabalho, não só do executivo municipal, como da comissão organizadora, e de uma equipa de profissionais “competentes e motivados e experientes”, sem esquecer o empenhamento das forças vivas do concelho, associações, coletividades, escolas, juntas de freguesia, IPSS, artesãos e empresários.
A Expofacic, que decorre até ao próximo dia 7 de agosto, conta com a presença de mais de 500 expositores.
Catarina Cerca

Posted in Cantanhede, Destaque, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Gospel e Folclore animam fim de semana na Curia

curia

Aos fins-de-semana, a Curia continua a receber os visitantes com música, e, no próximo sábado, 30 de julho, pelas 21h, os jardins do Palace Hotel serão palco para um concerto do “Coimbra Gospel Choir”, enquanto, no domingo, a festa está agendada para o Largo Dr. Luís Navega, onde, pelas 16h, irá dançar e cantar o “Grupo Folclórico e Cultural de Paredes do Bairro”.
Já não é a primeira vez que o “Coimbra Gospel Choir” atua em terras de Anadia. A convite da Câmara Municipal, o grupo protagonizou, em dezembro último, um dos concertos de Natal, e, mais recentemente, em junho, teve uma participação especial no concerto dado pelos “Amor Electro” na Feira da Vinha e do Vinho – Anadia Capital do Espumante. Integrado na “Amazing Arts – Companhia de Artes de Coimbra” e dirigido pelo maestro Nuno Mendes, o coro apresenta “um repertório variado, com particular incidência nos espirituais negros e temas gospel de autores contemporâneos de várias partes do mundo”.
A tarde de domingo será dedicada ao folclore com a atuação do “Grupo Folclórico e Cultural de Paredes do Bairro”, que, ao longo de mais de uma década de atividade, tem contribuído para a preservação e divulgação das danças e cantares da Bairrada.
Com entradas livres, a animação da Curia decorre até setembro próximo, promovida pela Câmara Municipal de Anadia, com o apoio da União das Freguesias de Tamengos, Aguim e Óis do Bairro, e com a colaboração da Associação Rota da Bairrada, unidades hoteleiras, bares e restaurantes da Curia.
A Festa do Leitão e do Espumante é o evento marcado para o fim-de-semana seguinte, no Parque das Merendas e tem início logo na sexta-feira, 5 de agosto. Ao longo dos três dias, o tributo aos dois ícones da gastronomia e da enologia de Anadia será acompanhado por música, mas as bicicletas juntam-se à festa no sábado, com “Encontro de Cicloturismo”, e também no domingo, com a prova de ciclismo “Circuito da Curia”.

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Vilarinho Bairro: Freguesia em contagem decrescente para viagem à Idade Média durante três dias

Vilarinho Bairro: Freguesia em contagem decrescente para viagem à Idade Média durante três dias

 

A freguesia de Vilarinho do Bairro está em contagem decrescente para uma viagem no tempo. Vai regressar ao passado, mais concretamente, à Idade Média, durante três dias (22 a 24 de julho).
Neste momento, ultimam-se os preparativos para mais uma recriação histórica promovida pela Junta de Freguesia local.
Entre sexta-feira e domingo, o Largo da Saudade – junto à Igreja e cemitério, será palco de uma Feira Histórica e Tradicional que vai recriar o ambiente da Idade Média.

Três dias de muita animação. Uma iniciativa que surge na sequência da celebração dos 500 anos de foral no ano transato e da realização da primeira recriação histórica levada a cabo na freguesia, “Feira Quinhentista”, que se traduziu num enorme sucesso.
Aliás, o êxito foi de tal forma que a Junta de Freguesia se viu “obrigada” a avançar com uma segunda recriação, este ano, mas já relativa a outro período histórico.
“Era nossa vontade dar continuidade a esta feira e prendeu-se com o facto da freguesia ter um vazio neste aspeto. Por outro lado, após a realização da 1.ª edição do ano passado, pela Junta de Freguesia com o apoio das associações locais, facilmente se percebeu que teria de haver continuidade nesta ação”, avança a JB o autarca Carlos Torres, que não esconde ter sido uma “pressão saudável” que compeliu a Junta de Freguesia a preparar uma segunda edição, agora focada na Idade Média.
“Uma Feira Quinhentista, este ano, não faria sentido. Por isso, a aposta feita em torno da Idade Média. Mas como uma feira que recrie unicamente a Idade Média nos traz vários condicionalismos, decidimos que dentro dos moldes e contexto medieval a feira deve ser Histórica e Tradicional, por forma a ser mais abrangente.”
Desta forma, será possível à organização, durante estes três dias oferecer um leque variado de atividades.
O espírito será efetivamente a época medieval, mas haverá, por exemplo, a atuação de marchas e de ranchos folclóricos, que já remetem para eventos tradicionais, mais ligados aos usos e costumes da freguesia.
Fica a promessa de três dias de muita animação, com forte componente histórica, mas sobretudo um evento que quer, através das várias atividades que integram o programa, aproximar as gentes da freguesia, envolvendo-as numa festa que será de todos e para todos.
Por isso, as expetativas para a presente edição mantêm-se elevadas: “o ano passado queríamos atingir uma determinada fasquia e essa foi de tal forma ultrapassada que, este ano, se alcançarmos o mesmo sucesso, se igualarmos a edição anterior, já ficaremos bastante satisfeitos”, avança o autarca.
Programa
Dia 22 (sexta-feira)
Pelas 19h terá lugar a abertura da Feira, com um cortejo medieval, mas que se repetirá também nos dois dias seguintes.
Neste dia, já à noite, vão atuar as marchas populares da Freguesia de Vilarinho do Bairro (Samel) e de S. Lourenço do Bairro, freguesia vizinha. Ambas as marchas participaram este ano na Feira da Vinha e do Vinho, em Anadia, podendo agora, ser revistas as suas atuações integradas neste Feira Histórica e Tradicional.

Dia 23 e 24 (sábado e domingo)
Pela manhã, terá lugar o passeio cicloturístico à freguesia de Vilarinho do Bairro (ver caixa na página ao lado).
À tarde, pelas 17h, terá lugar a atuação de dois ranchos folclóricos: o da Casa do Povo de Vilarinho do Bairro e de Paredes do Bairro.
O resto da tarde e noite de sábado e tarde de domingo estará a cargo do grupo Bombarda (Vila Nova, freguesia de Outil), responsável pela recriação histórica. Terão sempre, durante toda a feira, um acampamento medieval. Depois, ao longo destes dias, haverá os cortejos medievais, espetáculos de fogo, torneios de artilharia e luta de armas apeado, caça às bruxas e ainda gigantones.
Pelo recinto da feira e durante o fim de semana será possível contactar com as várias classes sociais existentes à época (mendigos, povo, nobres, clero). Será o grupo Bombarda que estará responsável por estas recriações.
Tasquinhas da freguesia e artesãos
À semelhança do ano anterior, a Junta de Freguesia tem como principais aliados na realização deste evento, as associações locais. Praticamente todas vão ter tasquinhas (10) na Feira, onde será possível provar petiscos e iguarias regionais. Um espaço que vai contar ainda com a presença de vários artesãos, que vão dar ao espaço uma maior dinâmica e diversidade de oferta.
Carlos Torres destaca a forma empenhada e colaborante com que as associações se envolvem nesta iniciativa, tentando cumprir ao máximo a recriação histórica. Por outro lado, são três dias em que, apesar do imenso trabalho, lhes é possível angariar fundos para o trabalho que vão desenvolvendo ao longo do ano.
“Para além dos lucros que podem tirar do evento, mais significativa é a aproximação, o envolvimento e entreajuda que se consegue entre as várias associações”, diz. “Foi e é um evento que aproximou as coletividades umas das outras, encurtou distâncias e fortaleceu laços entre as pessoas”, destaca Carlos Torres.
À semelhança de 2015, o autarca de Vilarinho do Bairro acredita que a Feira vai conseguir atrair muitos visitantes, não só da freguesia como de várias freguesias limítrofes e de vários pontos da região.
Embora a organização de um evento desta natureza tenha custos elevados, a Junta de Freguesia defende que este é um evento incontornável da freguesia, já que traz mais-valias e benefícios a vários níveis.

Passeio à freguesia em cicloturismo

Numa organização da Junta de Freguesia, esta volta vai fazer-se pelos vários locais da freguesia, numa distância de aproximadamente 20 quilómetros.
O passeio, aberto a todas as faixas etárias, tem um custo de 7,5 euros com oferta de T-Shirt e boné e almoço (porco no espeto).
Carlos Torres sublinha o aspeto descontraído do passeio que junta crianças, jovens, adultos e idosos. Por isso, o passeio será feito em ritmo lento, com duas a três paragens para que os cicloturistas não se dispersem.
Na edição do ano passado, participaram cerca de 200 pessoas e o autarca acredita que o número neste edição poderá ser semelhante.
Com hora prevista de chegada para as 12h30, segue-se o almoço (sandes de porco no espeto). As bebidas não estão incluídas no preço da inscrição, já que as tasquinhas das várias associações vão explorar esta área das bebidas.
Catarina Cerca
catarina.i.cerca@jb.pt

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada, Vilarinho do Bairro0 Comentários

Bombeiros Voluntários de Anadia: “Ser bombeiro por uma semana” foi fantástico

Bombeiros Voluntários de Anadia: “Ser bombeiro por uma semana” foi fantástico

 

Fantástico, divertido e emocionante são apenas algumas das formas com que mais de uma centena de crianças e jovens classificam a semana “mágica” que viveram no seio da corporação anadiense, de 4 a 8 de julho.
Uma semana de emoções, de muita adrenalina e boa disposição, apesar das regras impostas, já que todos aprenderam a formar, a marchar e a estar na corporação como se fossem bombeiros a sério, não estando excluído os castigos, pois quando se portavam mal, não estavam atentos ou não obedeciam a uma ordem tinham de “empurrar o planeta” ou seja fazer as temidas flexões mas que aqui até eram bastante divertidas. Tudo a brincar, mas sempre incutindo-lhes noções de regras e disciplina.

Balanço muito positivo. Em dia de encerramento da ação, Ana Matias, comandante da corporação, não poderia fazer um balanço mais positivo. Já lá vão quatro edições, todas em crescendo em número de participantes. “Há dois anos, quando assumi o comando, o projeto foi reformulado tendo três grandes objetivos: dar a conhecer a nossa operacionalidade, o nosso dia a dia e os nossos serviços e colocar as pessoas dentro do quartel, por forma a que ganhem confiança nos operacionais que estão a prestar socorro. Por outro lado, cria-se o respeito pela figura do bombeiro e aproxima-se as crianças e a comunidade do corpo de bombeiros porque somos nós que, durante uma semana, das 9 às 17h, ficamos a tomar conta dos seus filhos. Cria-se uma grande relação de confiança.”
O sucesso da iniciativa trouxe para o quartel crianças dos 6 aos 16 anos, não só do concelho, mas também de outros concelhos (Oliveira do Bairro, Coimbra, Aveiro). Aqui aprenderam, durante uma semana, a chamar o 112, a usar um extintor, técnicas de saúde, de suporte básico de vida e como agir em caso de engasgamento. “Os passos todos são-lhes ensinados como se, de facto, fossem bombeiros”, avançou a comandante dando conta de que a maioria deles “é repetente”, ou seja, já participaram nas ações dos anos anteriores.
Ana Matias reconheceu neste projeto um outro fruto, talvez, basilar para o futuro da corporação. Incentiva e motiva os mais jovens a quererem ser futuros bombeiros e deu um exemplo: “na última Escola de Estagiários, a grande parte dos jovens veio destas iniciativas e alguns deles são já bombeiros de terceira e hoje estão a ajudar e são monitores.”
Ciente das mais valias da ação, reconheceu a dificuldade de colocar em marcha tão arrojado projeto, não deixando de destacar o espírito de sacrifício, o empenho e dedicação de todos os bombeiros e monitores envolvidos.
“São 25 operacionais afetos à iniciativa. No final de uma semana estão esgotados. É um esforço enorme que tem de ser reconhecido”. Mesmo assim, diz já ter sido equacionado o alargamento desta atividade a outros períodos de férias letivas, dado o elevado número de interessados.
Durante esta semana, todas as atividades (formações teóricas e práticas) foram acompanhadas por monitores e bombeiros da corporação.
A ação decorreu até ao passado dia 8 de julho que teve como ponto alto a cerimónia de encerramento com entrega de diplomas a todos os participantes e entidades colaboradoras – Câmara Municipal de Anadia que diariamente forneceu a alimentação a todas as crianças e jovens; Curigym, Polícia Marítima e Capitania de Aveiro e APPACDM.
Na ocasião, o vereador Lino Pintado sublinhou “a enorme felicidade pelo que aconteceu naquele dia e semana”, dando os parabéns ao corpo de bombeiros por levar a cabo “uma iniciativa que é de louvar e registar”.
Ana Matias, aproveitando a presença de tantos familiares e bombeiros, agradeceu a todos, mas em especial aos seus bombeiros que estiveram duplamente de serviço no quartel e no desenvolvimento das atividades com os jovens.
Catarina Cerca

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada0 Comentários

SFImobiliaria

Pergunta da semana

É assinante do Jornal da Bairrada?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com