Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Destaque

EFTA organiza Festival “Degustar a Ria”

EFTA organiza Festival “Degustar a Ria”

A EFTA está a promover o Festival “Degustar a Ria”, evento que proporcionará o acesso a restaurantes de qualidade por um custo acessível, divulgando a ria, a região de Aveiro e a sua gastronomia.

Assim, entre os dias 15 e 19 de abril, poderão ser degustadas diversas iguarias de peixe em vários restaurantes da cidade de Aveiro. Os restaurantes envolvidos, todos localizados no centro de Aveiro, apresentarão um menu específico, constituído por duas entradas, três pratos principais, onde num deles o bacalhau é ingrediente principal, e duas sobremesas. Estes menus estarão disponíveis ao almoço e ao jantar, a um preço convidativo de 20 euros e uma carta de vinhos a 5 euros.

São restaurantes participantes deste festival: Salpoente, Hotel Meliá Ria, O Bairro, Centenário e Olá Ria.

Este festival conta ainda com a parceria dos vinhos CampoLargo e do Turismo Centro Portugal.

Posted in Aveiro, Destaque, Região Comentários

Celebração da Semana Santa faz jus à tradição religiosa da Mata do Buçaco

Celebração da Semana Santa faz jus à tradição religiosa da Mata do Buçaco

O programa de celebração da Quaresma e Semana Santa 2014, que decorre até 21 de abril, vai fazer jus à grande tradição religiosa da Mata Nacional do Buçaco, ligada à presença da Ordem dos Carmelitas Descalços, desde o século XVI. Neste ex-líbris do concelho de Mealhada, existe um património religioso único, como a Via-Sacra, réplica única de Jerusalém, com os 14 Passos da Paixão e os 6 Passos da Prisão, passando por vários pontos de interesse como sejam as Capelas dos Passos da Prisão e da Paixão de Cristo (especialmente Pretório e Calvário).

Caso os visitantes estejam interessados em realizar o Trilho da Via-Sacra com orientação dos monitores da Fundação, este serviço tem um custo de 5 euros por pessoa, sendo as visitas organizadas mediante pedido, para grupos com um mínimo de 15 pessoas. Aceitam-se pedidos de realização de visitas para grupos com menos de 15 pessoas, aplicando-se o valor da visita para 15 pessoas. Mais informações e reservas através do 231937000 ou turismo@fmb.pt.

Atividades religiosas (em colaboração com a Paróquia do Luso):

A bênção e procissão de ramos será a 13 de abril, pelas 11h15, na Igreja Paroquial de Luso, com missa incluída.

Dia 17 de abril (Quinta-feira Santa) realiza-se a Missa da Ceia do Senhor, pelas 19h, na Igreja Paroquial de Luso. A Celebração da Paixão do Senhor está marcada para dia 18 de abril, pelas 18h, na Igreja Paroquial de Luso. A Solene Vigília Pascal, também na Igreja do Luso, será a 19 de abril e no dia 20 de abril, pelas 8h decorrerá a Eucaristia Pascal, seguida de procissão.

Por fim, no dia 21 de abril, pelas 17h, será realizada a Visita Pascal ao Convento de Santa Cruz do Buçaco e ao Palace Hotel do Buçaco.

Atividades lúdicas:

No âmbito da iniciativa “Quaresma e Semana Santa 2014”, na Mata do Buçaco, vai realizar-se a oficina “Os Ovos do Coelho – Mito ou Realidade?”, no dia 17 de abril. Esta iniciativa é uma das novidades do setor educativo da Fundação Mata do Buçaco e terá um custo de participação especial (50% atendendo à época festiva). A atividade decorre em dois períodos do dia: das 10h às 12h e das 14h às 16h. O preço por participante é de 5 euros. Inscrições: setoreducativo@fmb.pt.

À semelhança dos anos anteriores, vai realizar-se dia 19 de abril (sábado), mais um Peddy Paper noturno. O ponto de encontro é no Convento de Santa Cruz do Buçaco. A atividade começa às 20h e terminará cerca das 22h. Inscrições: turismo@fmb.pt ou 231 937 000. Preço por participação: 10 euros.

No âmbito das Comemoração do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, a Fundação Mata do Buçaco realiza um desconto extraordinário de 50% no custo de entrada no Convento de Santa Cruz do Bussaco. Aquele espaço está aberto das 10h às 13h e das 14h às 19h.

Posted in Destaque, Mealhada, Por Terras da Bairrada Comentários

Câmara da Mealhada promove 5.º Encontro com a Educação

É já no próximo dia 3 de maio que a Câmara Municipal da Mealhada promove o 5.º Encontro com a Educação. A iniciativa, que se realiza no Cineteatro Municipal Messias, terá como temática, “Práticas Educativas e Disciplina”.
Este fórum pretende debater a Educação, nas suas mais variadas vertentes. Nesta quinta edição, adianta o presidente da câmara Rui Marqueiro, “decidimos dar atenção a um assunto que está na ordem do dia e que cada vez mais preocupa todos os que intervêm no processo educativo, dos pais aos professores, dos alunos aos auxiliares: as práticas educativas e a disciplina nas salas de aula”.
Esta quinta edição pauta-se ainda por um novo formato do evento. O fórum terá início com a intervenção de Gabriel Mithá Ribeiro, à qual se seguirá uma mesa redonda, com um painel de oradores conceituados que abordarão o tema da disciplina.
Já da parte da tarde, na EPVL (onde também decorre o almoço), os participantes terão à disposição uma série de workshops sobre a temática, terminando com uma conferência de encerramento, com a intervenção da conceituada jornalista e escritora Bárbara Wong, que promete deixar valiosas dicas para ajudar os pais e os professores na educação das crianças e jovens de hoje.
A indisciplina na escola, as relações conturbadas entre alunos e professores, o bullying são temas que estarão, com certeza, em foco neste fórum.
O custo da inscrição, com almoço, se realizada até 24 de abril, é de 10 euros; de 25 de abril a 3 de maio, 20 euros.
Mais informações na Câmara Municipal da Mealhada, Setor de Educação e Desporto, ou através do e-mail susanaoliveira@cm-mealhada.pt.

Posted in Destaque, Mealhada, Por Terras da Bairrada Comentários

S.Lourenço do Bairro: Ex-autarcas homenageados no Dia da Freguesia

S.Lourenço do Bairro: Ex-autarcas homenageados no Dia da Freguesia

Seis ex-presidentes de Junta de Freguesia e quatro ex-presidentes de Assembleia de Freguesia foram homenageados pelo atual executivo da Junta de Freguesia de S. Lourenço do Bairro, no âmbito das comemorações dos 500 anos do Foral Manuelino, atribuído a 5 de abril de 1514.
Foi no último sábado, dia 5 de abril, no final da missa de ação de graças, realizada na Igreja Matriz de S.Lourenço do Bairro que, perante várias dezenas de convidados, os ex-autarcas (um deles do período anterior ao 25 de Abril), receberam das mãos do atual autarca Mário Marinho, uma medalha alusiva à efeméride.

Emoção e gratidão. Uma cerimónia carregada de emoção e gratidão por tudo o que fizeram pelo desenvolvimento desta freguesia .
No final da eucaristia, celebrada pelo padre Nicolau Barroqueiro, a edil anadiense Teresa Cardoso mostrou-se bastante sensibilizada com a homenagem aos autarcas que passaram por esta Junta de Freguesia, considerando ser “um privilégio” assistir a tão significativo gesto, que evidencia ainda “a humildade do autarca Mário Marinho” que, ao homenagear os seus antecessores, está disponível a aprender com todos aqueles que deram o seu melhor pela freguesia, não esquecendo a importância da comunidade, das associações e coletividades locais, que tornam a freguesia grande: “gente que dá seu melhor pela freguesia, por forma a manter a comunidade coesa e unida, em prol do melhor para todos”, diria Teresa Cardoso.
No palco onde, pouco depois, atuaria o Grupo Folclórico da Pedralva e o Grupo K7, teve lugar a também sentida e justa homenagem a todas as associações e coletividades da freguesia.
Na ocasião, Mário Marinho sublinharia a importância da carta de Foral, “ao reconhecer a importância estratégica de S. Lourenço do Bairro, freguesia que se foi adaptando, no sentido de responder às necessidades e anseios das populações”, mas também realçaria o valor de todos aqueles que serviram os outros na Junta ou na Assembleia de Freguesia.
“Gente abnegada e altruísta, exemplos que honram todos os fregueses”.

Autarquia definiu priodidades. Apesar das expetativas ambiciosas que tem para o presente mandato, mas ciente das dificuldades atuais e desafios que o país e o concelho atravessam, Mário Marinho diz não esmorecer e que o ânimo se mantém na medida em que o atual executivo está empenhado em definir prioridades, potencializar esforços, mas também estar mais disponível e solidário pelo melhor para todos.
Ainda neste ambiente de festa, onde não faltou o cantar dos “parabéns à freguesia” e um lanche aberto à população, foi descerrada uma placa alusiva à efeméride.

Autarca apela à união e coesão. Teresa Cardoso, que se fez acompanhar pelos vereadores Jorge Sampaio, Litério Marques e Lino Pintado (presente esteve ainda o vereador eleito pelo PSD, Jorge São José), evidenciou ser um dia histórico para a freguesia, que pode agora fazer uma retrospetiva e concluir que nestes anos muita coisa mudou e que as populações, hoje, têm qualidade de vida. Melhorias alcançadas graças ao trabalho de vários autarcas, mas também devido à grande participação de associações e coletividades que “se foram construindo e souberam dar o seu melhor às populações”. Admitindo muito haver ainda a fazer, reconheceu que, hoje, “as autarquias se debatem com limitações e dificuldades a vários níveis, sendo preciso estar alerta”, nomeadamente, para as questões sociais. Por isso, lançou um desafio a todos os dirigentes associativos, e em especial aos jovens da freguesia para que, em colaboração, em união com a autarca e câmara, unidos e próximos, trabalhem pelas diferentes vertentes no concelho na defesa dos interesses das populações e que, congregando energias, deem o melhor para ter um concelho com mais progresso.

Exposição “Coisas que falam da Bairrada”. Associado às comemorações, a artista plástica Maria Emília Cristiano expôs, no salão da Junta de Freguesia, uma mostra de trabalhos alusivos exclusivamente à Bairrada. Intitulada “Coisas que falam da Bairrada”, a mostra integrou algumas dezenas de óleos, em que as memórias, as casas antigas (Quinta de Santa Luzia, Quinta do Ribeirinho), a matança do porco e a vinha, temas queridos à região, foram retatados.
A JB a artista revelou que os quadros, alguns dos quais para venda, são fruto do trabalho desenvolvido nos últimos anos.

Homenageados

∑ ex presidentes de Junta de Freguesia: Luís Varandas; António Marinha; Virgílio Coelho; Eduardo Castelão; Manuel Almeida; Leonildo Macedo.
∑ ex presidentes de Assembleia de Freguesia: Lino Araújo; Carlos Santiago; Luís Varandas; Paula Gonçalves.
∑ Associações e coletividades: Agrupamento Escuteiros de S.Lourenço do Bairro; Rouxinóis do Outeiro de Baixo; Centro Social e Recreativo do Outeiro Baixo; Centro Cultural e Desportivo de Couvelha; Grupo Folclórico da Pedralva; Centro Social da Pedralva; Associação dos Amigos de Levira e Câmara Municipal de Anadia.

Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro Comentários

Carrinhos de rolamentos de volta à cidade

A Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, em parceria com as Juntas de Freguesia do concelho, vai promover a 2.ª Grande Corrida de Carrinhos de Rolamentos, que será disputada no dia 31 de maio, integrada no programa do VIVA as Associações 2014.
Esta corrida, que tem como particularidade a utilização de veículos desenhados e construídos apenas para serem propulsionados pela força da gravidade, pretende trazer ao centro da cidade a emoção das brincadeiras dos velhos tempos, dando a possibilidade a todos os apaixonados pela velocidade e pelas “aventuras de antigamente”, de demonstrarem a sua criatividade e habilidade através da construção e condução das suas viaturas.
Modalidades. A Grande Corrida de Carrinhos de Rolamentos contará com três modalidades – velocidade, perícia e criatividade – num trajeto de cerca de 900 metros, desde o Quartel das Artes Dr. Alípio Sol até à Estação da CP de Oliveira do Bairro.
Na prova de velocidade, o objetivo é competir pela melhor classificação em corrida, disputada em eliminatórias, enquanto que a prova de perícia vai premiar o melhor tempo, passando pelo maior número possível de obstáculos ao longo do percurso. O terceiro prémio em disputa será atribuído ao carrinho que surpreenda pela sua criatividade. A concentração dos veículos está marcada para as 8h do dia 31 de maio, junto ao edifício dos Paços do Concelho.
Os interessados em participar devem entregar a sua ficha de inscrição na Câmara Municipal ou nas Juntas de Freguesia do concelho, ou então enviar a mesma via email para o endereço carrinhosrolamentos@cm-olb.pt. A data limite para receção das fichas de inscrição é dia 28 de maio às 15h.
Podem participar nesta prova todos os que, individualmente ou organizados em grupos de empresas, associações, escolas, freguesias e amigos, tenham mais de 13, sendo que os menores devem fazer-se acompanhar por uma autorização dos encarregados de educação. Cada equipa poderá ter apenas um condutor por carro. O regulamento da corrida pode ser consultado no site da Câmara Municipal em www.cm-olb.pt.

Posted in Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

Anadia: Cartão “Anadia Jovem” será apresentado publicamente, no início de abril, na Praça da Juventude

Anadia: Cartão “Anadia Jovem” será apresentado publicamente, no início de abril, na Praça da Juventude

O cartão “Anadia Jovem” será apresentado no próximo dia 4 de abril, em evento público que terá como palco a Praça da Juventude, no centro de Anadia que, de resto, serve, em termos gráficos, de suporte ao cartão.
“A Praça da Juventude estilizada que serve de fundo ao cartão pretende isso mesmo, identificar os jovens, com Anadia e com a praça”, avança o vereador Lino Pintado, responsável pelo pelouro da Juventude na Câmara Municipal de Anadia.
O autarca aguarda com bastante expectativa a adesão dos jovens do concelho a este cartão: “já temos recebido vários telefonemas, incluindo de comerciantes interessados em aderir”, revela, dando conta que a autarquia começa a aceitar as primeiras inscrições já a partir do dia 4.
Por outro lado, a autarquia tem estado a contactar instituições de ensino, associações e clubes no sentido de dar a conhecer e divulgar a existência deste inédito cartão cujo regulamento já fora aprovado em reunião de câmara e de assembleia municipal.

O cartão. Este cartão, completamente gratuito (até final de 2014) “é a mais recente iniciativa da Câmara Municipal em matéria de política de juventude”, defende Lino Pintado. (O cartão só terá o custo de um euro a partir de 1 de janeiro de 2015).
O cartão, que será emitido pela Câmara Municipal, destina-se a jovens residentes no concelho, ente os 12 e os 30 anos, e concede benefícios que se traduzirão em isenções e descontos na aquisição de bens e serviços.
“Ao mesmo tempo, o cartão será um meio destinado divulgar informação capaz de aglutinar os jovens e as suas famílias em torno do seu concelho e dos agentes que contribuem para a sua dinamização, nomeadamente o comércio e entidades culturais, desportivas e sociais, entre outros”, defende ainda o vereador da Juventude.
Lino Pintado realça também que para a Câmara Municipal, este cartão será mais um meio de responde às necessidades sentidas pela camada mais jovem da população, facilitando a sua fixação e vivência no município. “É um sinal que passamos aos jovens, de que a Câmara está com eles, se preocupa e que no concelho eles podem usufruir de benefícios vários”.
Uma medida que, acredita, poderá contribuir para fixar, captar e criar condições para uma juventude dinâmica e com capacidade de intervenção e participação na comunidade, sendo necessário ter em atenção que este cartão “garante vantagens económicas” ao seu portador.
O vereador revela ainda que o cartão caduca no momento em que o seu titular fizer 31 anos e que é válido em todo o município, não deixando de destacar que o mesmo “é utilizável em todas as empresas ou entidades que adiram ao Cartão e que ostentem na sua montra o autocolante do Cartão Anadia Jovem, a editar e a fornecer pela Câmara Municipal”.

Como aderir. Para aderir é necessário o preenchimento de um formulário de inscrição, que deverá ser entregue acompanhado de uma fotografia tipo passe, fotocópia do Cartão de Cidadão e comprovativo de morada. “Os jovens aderentes recebem um exemplar do regulamento ficando o guia de utilização do Cartão disponível na página da Internet da Câmara Municipal”, explica Lino Pintado, frisando como benefícios mais aliciantes, descontos nas empresas ou entidades do município que adiram a este Cartão. JB sabe que a Rota da Bairrada (Associação sem fins lucrativos, criada com o objetivo de unir os vários intervenientes do setor do turismo, existentes no território Bairrada) já deliberou ser o parceiro n.º1.

Benefícios e descontos. A autarquia possibilita aos titulares do cartão isenção e descontos nos bens, serviços, infraestruturas e equipamentos, como: Museu do Vinho, Cineteatro Anadia (20% nas sessões de cinema e 10% nos espetáculos assinalados); Biblioteca Municipal; Piscinas Municipais (20%), nas Termas de Vale da Mó (20%); no Centro de Alto Rendimento de Anadia – Velódromo Nacional (10%) e nos Pavilhões Desportivos Municipais (10%) e noutros eventos organizados pela autarquia.
O Cartão Anadia Jovem concederá também descontos nos serviços prestados pela Câmara Municipal: 30% na faturação do consumo mensal de água (desde que o contrato esteja em nome próprio e o beneficiário da redução de água tem que obrigatoriamente fazer prova de que é proprietário ou arrendatário de casa, junto da Câmara, através de documentos legalmente exigíveis).
Nesta fase estão a ser contactados os comerciantes, para dar corpo ao “Guia de Aderentes” a ser elaborado a partir também do dia 4, sendo certo que será um Guia que vai constar e ser constante atualização no site da Câmara Municipal.

Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada Comentários

Quartel das Artes inaugurado a 6 de abril

O Município de Oliveira do Bairro vai comemorar entre 4 e 6 de abril os 500 anos da atribuição da sua Carta de Foral, concedida a 6 de abril de 1514 pelo Rei D. Manuel I, aproveitando esta celebração para inaugurar, no domingo dia 6, o Quartel das Artes Dr. Alípio Sol, evento que contará com a presença do Ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares, Luís Marques Guedes.
O Quartel das Artes Dr. Alípio Sol é um equipamento cultural vocacionado para os diversos tipos de espetáculo, cujo investimento de 4.576273,68€ foi inscrito no Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN). Com capacidade para acolher cerca de 400 pessoas, este equipamento, que se situa em frente ao edifício dos Paços do Concelho, área contígua ao local onde se concentram as comemorações dos 500 anos da atribuição da Carta de Foral, tem como missão promover uma oferta cultural contemporânea, diversificada e valorizadora do panorama artístico local e nacional, capaz de despertar para a cidadania, fomentar a participação e o acesso às artes.

Comemorações. O programa das comemorações, marcado pela recriação histórica da autoria da Companhia de Teatro Viv’Arte, que fará Oliveira do Bairro regressar a 1514, tem início às 19h de sexta-feira, dia 4 de abril, com uma arruada pelas ruas da cidade e a abertura e vivência do mercado/exposição de artefactos bélicos, panejamento e acampamento castrense. O dia de sábado será preenchido por várias atividades, das quais se destacam espetáculos equestres, de música e dança e de malabares de fogo, para além de um workshop gratuito de tiro ao arco.
O dia de domingo, ponto alto das comemorações, será marcado pela inauguração do Quartel das Artes Dr. Alípio Sol, pela sessão solene das Comemorações e pela teatralização das inquirições e do outorgamento do Foral Manuelino a Oliveira do Bairro.
Para Mário João Oliveira, presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, “o mês de abril de 2014 será uma ocasião marcante na vivência da história do município, uma oportunidade para que os vários agentes do território – culturais, associativos, recreativos e educativos – possam surpreender, com a sua criatividade, todos os oliveirenses”.
Programa
6.ª feira, dia 4 de abril
19h – Arruada pelas ruas e praças do burgo – abertura e vivência do mercado/exposição de artefactos bélicos, panejamento e acampamento castrense; 19h30 – Ceia Quinhentista – à mesa com El-Rei D. Manuel I; 20h – Concerto de Música de Índole Quinhentista; 21h – Águia Judia – Espetáculo de Cetraria e 22h – O Tesouro do Barco Assombrado – Espetáculo de Malabares de Fogo.

Sábado, dia 5 de abril
12h -Abertura do Mercado – Exposição de artefactos bélicos, panejamento e acampamento castrense; 13h30 – Desfile Confrádico pelas ruas do burgo e sua receção pelo Meirinho; 15h – Arruada pelas ruas e praças do burgo – Início dos festejos e vivência do mercado; 16h – Workshop gratuito de Tiro ao Arco – Acampamento Castrense; 18h – Jogos Reais – Espetáculo Equestre; 21h – Sefarad – Vivências da Comunidade Judaica no reinado de D. Manuel I; 22h – Concerto de Música e Danças Africanas; 23h -Mare Tenebrum – Espetáculo de Malabares de Fogo e 24h – Encerramento do Mercado.

Domingo, dia 6 de abril
11h – Inauguração do Quartel das Artes Dr. Alípio Sol (QA ) pelo Ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares, Luís Marques Guedes; 11h20 – Sessão Solene das Comemorações dos 500 Anos da Outorga do Foral Manuelino de Oliveira do Bairro, auditório do QA; 12h – Teatralização das inquirições e do outorgamento do Foral; 12h30 – Abertura do Mercado – Exposição de artefactos bélicos, panejamento e acampamento castrense; 15h – O Cortejo de D. Manuel – Início dos festejos e vivência do mercado; 16h – Entrega do Foral – Teatralização; 18h – Torneio d’Armas a Cavalo – Teatralização; 19h – O Mapa – Teatroteka de Oliveira do Bairro; 20h – Venda de Escravos – Teatralização; 21h – Concerto dos Crash em salto temporal para a contemporaneidade e 22h – encerramento do Mercado.

Posted in Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

Câmara Municipal de Anadia satisfeita com forte adesão a concurso de Ideias de Negócio

Câmara Municipal de Anadia satisfeita com forte adesão a concurso de Ideias de Negócio

 

Foram mais de quatro dezenas as candidaturas que se apresentaram ao concurso de Ideias de Negócio da Vinha e do Vinho, promovido pela Câmara Municipal de Anadia, em parceria com o Instituto Politécnico de Coimbra (IPC). No passado dia 24 de fevereiro, nos Paços do Município, teve lugar o início do processo de seleção do vencedor, já que o prazo de entrega das candidaturas encerrou a 31 de janeiro último.
O Concurso de Ideias de Negócio da Vinha e do Vinho lançou como desafio a apresentação de uma ideia de negócio original relacionada com o setor da vinha e do vinho, com aplicabilidade no Município. Agora, findo o prazo para a entrega das candidaturas, os responsáveis mostram-se satisfeitos ao contabilizarem mais de 40 ideias recebidas, número que superou as expetativas.
No encontro, que juntou representantes da Câmara Municipal e do IPC, bem como elementos de entidades parceiras, foi consensual a opinião de que os bairradinos responderam de forma muito positiva ao repto lançado, mostrando ter ideias para um dos setores mais importantes da economia da região.
Cabe agora ao júri avaliar os projetos apresentados, missão que, nos termos do regulamento do concurso, deverá ter em conta a viabilidade do projeto, a criatividade e a inovação, o perfil dos seus promotores e a qualidade da candidatura.
O vencedor será conhecido em final de março e receberá um prémio no valor de cinco mil euros, sendo dois mil e quinhentos euros em valor monetário e os restantes convertidos num ano de serviços de incubação na Incubadora de Empresas do Curia Tecnoparque, no caso de vir a ser constituída uma empresa resultante da ideia de negócio vencedora.
O Concurso de Ideias de Negócio da Vinha e do Vinho integra o INOV.C, um sistema de apoio ao estímulo local e regional ao empreendedorismo e inovação, financiado pelo QREN, através do Programa Operacional Regional do Centro. São parceiras do projeto as diversas entidades que na região detêm uma posição estratégica no setor: Comissão Vitivinícola da Bairrada, Associação Rota do Vinho da Bairrada, Confraria dos Enófilos da Bairrada, Estação Vitivinícola da Bairrada, Escola Profissional de Viticultura e Enologia da Bairrada, Associação Comercial e Industrial da Bairrada e a Vinibairrada.

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada Comentários

Bombeiros de Anadia: Modelos por um dia para cativar novos elementos

Bombeiros de Anadia: Modelos por um dia para cativar novos elementos

 

“Foi uma experiência única. Nunca tinha acontecido. Fomos mesmo modelos fotográficos”, confessou Maria José Batista, bombeira há 23 anos. Hoje, com 39, trabalha na Central e, tal como vários outros seus colegas deu, no último final de semana, o corpo ao manifesto numa iniciativa inédita, com vista a angariar mais elementos para a corporação, não só bombeiros, mas também sócios para a Associação Humanitária dos Bombeiros de Anadia.
A iniciativa inédita desafiou os bombeiros da corporação a emprestarem a sua imagem, numa sessão fotográfica que vai dar forma a outdoors e flyers, a serem distribuídos pelo concelho, num apelo para que mais pessoas adiram a esta causa, possibilitando o aumento e renovação do corpo de bombeiros.
A comandante Ana Margarida Matias destacou a vontade de “mostrar as várias valências e funções, através de imagens apelativas e que convidem novos elementos a aderir a esta causa”.
A jovem Ana Rita Neves, bombeira há 7 anos, nunca se tinha visto nestas andanças. Com 25 anos, também participou na sessão fotográfica. “Foi giro, foi muito divertido e espero que mais jovens venham para os bombeiros”, adiantou. De igual forma, Artur Gomes, que entrou para a corporação em 1969 e se tornou empregado em 1981, admite que a campanha “poderá dar bons frutos e ajudar a cativar mais pessoas”. Contudo, reconhece que todos os que abraçam a causa “têm que gostar muito disto e ter espírito de sacrifício”. Já Otávio Sousa, com 25 anos na corporação, não deixou de referir que “é uma nova forma de comunicar e tentar chegar aos mais jovens”.
Do outro lado, estiveram o conhecido fotógrafo anadiense, Pedro Nóbrega e o designer, Vítor Matias, também um filho do concelho, residente na Curia, irmão da comandante Ana Margarida Matias.
Ambos reconheceram que a concretização deste projeto se prende com a necessidade de arranjar mais elementos para a corporação, mas também mais sócios.
“Sou fotógrafo de publicidade e como já existia uma relação de amizade com a Comandante, decidi ajudar nesta causa”, avançou Pedro Nóbrega, enquanto que Vitor Matias, designer profissional, também não poderia ficar de fora. Para além de ser amigo de infância de Pedro Nóbrega, é irmão da nova comandante de Anadia, logo “tinha de dar a minha ajuda, o meu contributo”. E ambos partilham da mesma expetativa: “que consigam alcançar os objetivos pretendidos, ou seja, arranjar mais voluntários e sócios para os bombeiros”.
Ana Margarida Matias revelou que os outdoors terão uma mensagem apelativa e que, por opção, foi decidido utilizar alguns elementos do corpo de bombeiros. “Queremos pessoas determinadas, com perfil e disponibilidade, nas mais variadas valências. Pessoas responsáveis e disponíveis. A formação será dada por nós”.
Das centenas de fotos tiradas durante dois dias e ao longo de várias horas, o resultado final será conhecido dentro de algumas semanas. Vão ser feitas quatro peças distintas alusivas à Saúde, Corpo de Intervenção, Central e um último trabalho com os mais velhos, os rostos mais conhecidos e que transmitem uma imagem de confiança e know how.
“É também uma forma de os homenagear, pelos bons serviços prestados”, adiantou Vítor Matias, tendo Pedro Nóbrega destacado que estes “são o exemplo vivo da dedicação e do espírito de sacrifício à causa”.
Catarina Cerca

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada Comentários

Anadia: Centenário da morte de José Luciano de Castro – Figura controversa mas que Anadia não esquece

Anadia: Centenário da morte de José Luciano de Castro – Figura controversa mas que Anadia não esquece

 

Decorridos cem anos sobre a morte do estadista José Luciano de Castro, o município de Anadia deu início, na tarde do último domingo, a um conjunto de ações que vão decorrer até 2015 para homenagear esta ilustre figura que, como diria a presidente da Câmara Municipal, Teresa Cardoso, “Anadia não esquece” e “adotou”.
A tarde começou com a cerimónia de homenagem, nos Paços do Município, a que se seguiram outros momentos: inauguração da exposição “José Luciano de Castro (1834-1914)”; lançamento da edição “José Luciano de Castro (1834-1914)”; cerimónia junto ao Monumento de José Luciano de Castro, na Praça do Município e visita ao Museu José Luciano de Castro, propriedade da Santa Casa de Anadia.
Antes das intervenções dos oradores, Jorge Sampaio, vice-presidente da Câmara anadiense sublinharia, na presença de dezenas de convidados, que “o programa delineado honra José Luciano de Castro e o município de Anadia”. Falava de uma vasta calendarização de ações (exposições, sketch de teatro, ciclo de cinema, peddy-paper, apresentação de um espumante, colóquio nacional, concurso de trabalhos escolares, incluindo ações conjuntas a realizar com a Junta de Freguesia de Oliveirinha, localidade onde José Luciano de Castro nasceu), que culminam a 9 de março de 2015, com a entrega de prémios do concurso de trabalhos escolares.

Lição sobre a vida e obra do estadista. Na ocasião, Manuel Cardoso Leal, que há precisamente um ano lançou a obra “José Luciano de Castro – Um homem de Estado (1834-1914)”, falou da importância de “celebrar um dos maiores estadistas portugueses da História Contemporânea, com uma carreira de mais de 50 anos na frente política”, defensor de ideais “que em grande medida permanecem atuais”. Aliás, José Luciano de Castro, revelou Cardoso Leal, “quando se opôs a um excessivo poder do rei, chegou a declarar: «Acima da Monarquia está a Liberdade»”, explicando também que “estava José Luciano no topo do poder, como presidente do conselho, quando teve de se demitir com o «ultimato inglês», em 1890, donde se gerou uma crise política, agravada com uma bancarrota, que favoreceu novas ideias de engrandecimento do poder régio que levaram à anulação de muitos dos progressos antes conseguidos. Mas ele continuou a defender as suas ideias de sempre, mesmo depois de adoecer gravemente em 1900, mantendo-se ainda durante mais dez anos, em condições de grande debilidade física, no meio de uma luta política extremamente agressiva”.
E a terminar questionou: “Por que é que o grande português que foi José Luciano de Castro não é mais lembrado a nível nacional?”, para em seguida explicar: “Primeiro, deu-se o caso de o seu nome ter sido retirado de avenidas e praças em todas as cidades do país, logo que chegou a República. Em termos mais gerais, acontece que a época do liberalismo foi, durante largas décadas do século XX, praticamente omitida das pesquisas historiográficas e do ensino nas escolas. Por isso, merece todo o aplauso o programa da Câmara Municipal que prevê, lá para o final do ano, a reunião de alguns desses especialistas em torno de José Luciano de Castro”.
Também António Santos Justo (Universidade de Direito da Faculdade de Coimbra) se debruçou sobre a vida e obra do homenageado, dando uma verdadeira lição de história aos presentes, revelando alguns factos desconhecidos de muitos munícipes: “José Luciano de Castro serviu o país com a maior devoção e dedicação exemplar”; “a sua vida foi uma grande lição”; “era uma fortaleza moral, sereno e destemido”, e ainda: “passou por várias crises políticas e nunca teve uma fraqueza de espírito, uma hesitação”.
Por isso, considerou a importância do ato: “Recordá-lo, perpetuar a sua memória é importante para que todos saibam quem foi”. “Uma figura política central no Portugal do seu tempo. Uma personalidade marcada por valores de lealdade, tenacidade, eloquência, erudição e elevado sentido de Estado.”
Percorrendo toda a sua vasta vida política e profissional, Santos Justo falaria ainda da sua inteligência invulgar: “uma inteligência viva, que concluiu a Universidade aos 19 anos e que fez do seu trabalho a sua bandeira”, mas que a nível pessoal e familiar “era humilde, afetuoso, modesto, nunca esquecendo os amigos”.

Região e concelho muito lhe devem. “Era imperativo de justiça homenagear o jornalista, o jurisconsulto, o político e o amigo de Anadia”, mas também “contribuir para divulgar a sua vida e a sua obra”, diria a autarca Teresa Cardoso a propósito deste “notável político” que contribuiu para o progresso de Anadia.
A edil falaria do estadista que teve sempre um pé no centro do poder e outro na província: “aqui se deslocou para pedir a Alexandre de Seabra, que não conhecia pessoalmente, que lhe concedesse o seu lugar nas listas para eleição de deputados, aqui se tornou seu amigo, aqui casou com a sua filha, Maria Emília e constituiu família”.
Graças a ele, “Anadia conheceu notoriedade”, mas também a região muito lhe deve a ele e à esposa Maria Emília, que “teve um papel preponderante e ainda pouco divulgado”: a criação da Escola Prática de Viticultura e Pomologia da Bairrada; o sucesso na produção de vinhos espumantes segundo o método da Champagne; a constituição da empresa Associação Vinícola da Bairrada; a exploração das águas da Curia e desenvolvimento da estância termal; a fundação da Santa Casa da Misericórdia de Anadia e a criação do Hospital-Asilo José Luciano de Castro.
Teresa Cardoso sublinhou a restituição do seu nome à principal avenida de Anadia, e ainda atribuído a uma das suas transversais. “Na praça do Município, e de frente para a avenida com o nome do conselheiro e tendo como fundo a casa do poder político local, ergue-se o busto de José Luciano de Castro, que se mantém como testemunho da sua história e da sua influência na vida local”, acrescentou.
Na ocasião, a edil não deixou de lamentar que embora todo o legado deixado a Anadia, o município assiste a reformas e a novas reorganizações em matéria administrativa, judicial e de saúde, que colocam em causa conquistas que as populações levaram a cabo durante vários anos, designadamente a criação das suas freguesias, reorganização Judiciária e reorganização da Saúde que, segundo Teresa Cardoso, “levou a que o município, nomeadamente o seu Hospital José Luciano de Castro, tivesse perdido alguns serviços e valências, sem que ainda hoje se perceba, de forma clara e objetiva, quais os serviços a prestar no futuro, a quem cabe a sua gestão ou até quando a população do concelho vai ter de esperar para que este hospital recupere a sua anterior prestação à comunidade.”
Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada Comentários

Pergunta da semana

Um estudo indica que mais de duas doses diárias de álcool por dia aceleram perda de memória. Qual o seu consumo habitual no dia a dia?

View Results

Loading ... Loading ...