Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Destaque

Câmara Municipal leva um milhar de séniores à Quinta da Malafaia

A Câmara Municipal de Oliveira do Bairro levou no passado dia 26 de setembro, e pelo nono ano consecutivo, cerca de um milhar de munícipes, com mais de 65 anos, a um Arraial Minhoto na Quinta da Malafaia (Esposende).
A iniciativa “65 em Festa” foi marcada por um dia de grande animação e convívio, que incluiu uma paragem, ainda de manhã, em Vila do Conde, para um pequeno passeio na cidade. Como sempre, o almoço realizou-se na Quinta da Malafaia, num ambiente de festa, com muita música, dança e, sobretudo, confraternização.
Na ocasião, o presidente da autarquia, Mário João Oliveira, dirigiu-se a todos os participantes informando que a realização desta iniciativa é para continuar, “porque é essa a vossa vontade”. O autarca salientou ainda que esta iniciativa proporciona, uma vez por ano, “um dia diferente, especialmente dedicado a todos aqueles que trabalharam arduamente, de sol a sol, para que hoje o nosso concelho seja uma terra de futuro”.
No final do dia, a opinião geral dos participantes foi, mais uma vez, bastante positiva, realçando a oportunidade que esta iniciativa lhes dá de reencontrarem amigos, que em muitos casos apenas veem precisamente neste dia. As palavras “convívio” e “reencontro” foram as mais ouvidas neste dia de muita festa e alegria.
A iniciativa “65 em Festa” tem como objetivo reconhecer todos os que já trabalharam e contribuíram para o crescimento do concelho de Oliveira do Bairro, na maioria dos casos com muito trabalho, esforço e dedicação.

Posted in Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Eurobirdwatch’14 na Mata Nacional do Buçaco

Eurobirdwatch’14 na Mata Nacional do Buçaco

Milhares de pessoas irão celebrar o fenómeno da migração das aves, no maior evento deste género realizado na Europa e Ásia Central, o Eurobirdwatch, promovido pela BirdLife International. Em Portugal, a iniciativa é coordenada pela SPEA, com a colaboração de mais de 20 parceiros. Durante o dia 4 de outubro, na Mata Nacional do Buçaco será possível observar as aves que habitam na Mata e construir caixas-ninho.

Esta iniciativa, promovida pela BirdLife International, pretende sensibilizar para a beleza das aves migradoras, alertando para os perigos que estas correm nas suas deslocações entre a Europa e África, e a necessidade de se preservarem os locais onde se reproduzem e onde passam o inverno.

Em Portugal, vão estar a decorrer nestes dois dias mais de 30 atividades, dinamizadas por mais de 20 entidades parceiras. A Mata do Buçaco, o Estuário do Minho, Serra da Estrela, Idanha-a-Nova, Caldas da Rainha, Mértola ou Cacela Velha, são alguns dos locais, de norte a sul do país incluindo as ilhas, onde poderá disfrutar da harmonia com a natureza. Saídas para observação de aves, passeios de barco, palestras e construção de caixas-ninho são algumas das propostas, para todas as idades. A maioria das atividades é gratuita, mas requer inscrição prévia.

Na Mata do Buçaco, as atividades a desenvolver são: “As Aves da Mata do Buçaco” (8h-12h), sob a orientação de Milene Matos (Universidade de Aveiro), onde será possível observar as diferentes aves que habitam na Mata (atividade gratuita).

“Construção de caixas-ninho” é a atividade a ser desenvolvida durante a tarde (15h-17h), que pretende ensinar a construir caixas-ninho e assim ajudar a aumentar os locais para as aves nidificarem (5 euros/participante).

As atividades requerem inscrição prévia através do email: setoreducativo@fmb.pt ou do telefone 231 937 00.

Posted in Destaque, Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Bicicletas públicas gratuitas a partir de outubro

Bicicletas públicas gratuitas a partir de outubro

Chamam-se b – AND e a partir do dia 1 de outubro já estarão a circular pelas ruas de Anadia.
A apresentação do projeto “1 – AND 20 – 14 mobilidade em bicicleta no município de Anadia” teve lugar no salão nobre da Câmara Municipal de Anadia, na última quinta-feira, dia 18.
No âmbito da Semana Europeia da Mobilidade, foram dadas a conhecer as bicicletas públicas gratuitas e as estações/parqueamentos que, a partir do próximo dia 1 de outubro, vão estar à disposição da população, ainda que de uma forma experimental.
O projeto foi dado a conhecer à comunicação social numa tarde em que a chuva estragou parte da apresentação planeada pela autarquia, que se previa com uma outra dinâmica e animação na Praça da Juventude.
Na ocasião, o vice-presidente da autarquia anadiense, Jorge Sampaio, avançou tratar-se de “um projeto estruturante para o futuro do município”, deixando também a nota de que o nascimento do projeto AND [que recupera as antigas matrículas utilizadas nas bicicletas do município] e da bicicleta b-AND surge no seio de um plano mais abrangente e ambicioso, que pretende ligar através de uma ciclovia a estância termal da Curia ao centro de Anadia e ao Velódromo Nacional, em Sangalhos. Em fase final, o projeto da ciclovia deverá ainda ser alvo de uma candidatura a fundos comunitários, ainda que Jorge Sampaio acredite que será para realizar a “curto-médio prazo”.
Num concelho marcadamente ligado ao fabrico de bicicletas, a autarquia decidiu, neste caso, estabelecer uma parceria com a Esmaltina, empresa de fabrico e comercialização de bicicletas localizada em Sangalhos, desde a década de 70 e que agora que ajudou a dar vida à b-AND.
“É uma empresa de referência no fabrico de bicicletas e deu uma resposta imediata e positiva à proposta apresentada”, sublinhou o vereador Jorge Sampaio, realçando já não ser a primeira vez que a empresa se torna parceira da Câmara, tendo inclusive apoiado financeiramente parte das bicicletas.

Instalação gradual. A sua instalação no município será gradual, até porque, para além de se pretender criar um hábito nos munícipes – andar mais de bicicletas -, é preciso aferir a recetividade da população à ideia. Por isso, nesta primeira fase, serão 50 as bicicletas – numeradas e identificadas – e cinco as estações (Velódromo, Rota da Bairrada, Praça da Juventude, Curia Tecnoparque e Piscinas Municipais), locais onde existem funcionários para realizar o respetivo controle e onde podem ser levantadas (check-out) ou entregues (check-in). Por isso, está em fase de conclusão pela autarquia uma plataforma informática de controlo das bicicletas, por forma a saber onde estão, quem as levantou e onde foram entregues.
Leia mais na versão digital do seu JB.

Catarina Cerca

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Nathalie Pires, a luso-descendente que está a apaixonar os EUA

Nathalie Pires, a luso-descendente que está a apaixonar os EUA

Nathalie Pires é reconhecida nos EUA como “embaixadora do fado e representar Amália com toda a dignidade fora de Portugal”. A luso-descendente com raízes em Bustos, concelho de Oliveira do Bairro, esteve à conversa com JB e deixou-nos este “cheirinho” a fado. Não perca, na edição de 2 de Outubro, a história da fadista que está a apaixonar os EUA.

Posted in Bustos, Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada, Vídeo0 Comentários

Sangalhos: Ampliação do Lar em 2015 mas sem aumento do número de camas

Sangalhos: Ampliação do Lar em 2015 mas sem aumento do número de camas

O projeto de ampliação do Lar da Misericórdia de Sangalhos foi apresentado, com toda a pompa e circunstância, na tarde do último sábado, em cerimónia presidida pelo bispo de Aveiro, D. António Moiteiro Ramos, mas onde estiveram também presentes Rui Cruz, diretor do Centro Distrital da Segurança Social de Aveiro, Paulo Gravato, presidente do Secretariado Regional de Aveiro da UMP e Teresa Cardoso, presidente da Câmara de Anadia.

Obra urgente. Após uma visita às atuais instalações, a apresentação do projeto de ampliação e remodelação do Complexo Social de Apoio à Pessoa Idosa decorreu no Salão Paroquial local, perante a presença de muitos irmãos, familiares de utentes e amigos.
Na ocasião, Amândio Albuquerque, presidente da Assembleia-geral da Misericórdia sangalhense, referiu-se ao evento como “o primeiro passo de um marco decisivo na história futura da nossa Misericórdia”.
Uma obra de grande envergadura que levou também Paulo Gravato a desejar “coragem” à mesa administrativa por forma a conseguir levar a bom porto tamanha empreitada.
Uma das intervenções mais aguardadas era a de D. António Moiteiro Ramos, que assumiu funções na Diocese de Aveiro há apenas duas semanas.
Nesta sua deslocação a Sangalhos, numa das primeiras visitas oficiais que realiza, sublinhou a colaboração do Governo e da autarquia, que considerou serem fundamentais “para meter mãos a este empreendimento”, destacando ainda que neste tempo de desafios às instituições, agravado pela crise, há instituições, como é o caso da Misericórdia de Sangalhos, que não se deixa abater ou resignar perante as dificuldades: “isto é digno de registo, pois é um ato de coragem”, diria.

Conclusão em 2016. A obra, orçada em dois milhões e meio de euros (acrescido de IVA) será, segundo revelou Manuel Gamboa, iniciada em 2015, prevendo-se uma comparticipação de fundos comunitários na casa dos 70%. Uma obra urgente, na medida em que o Complexo Social de Apoio à Pessoa Idosa, com 32 anos de vida, está desajustado das necessidades atuais, não cumprindo o normativo em vigor. O complexo passará a ter três pisos – atualmente tem dois – mantendo, contudo, as atuais 60 camas disponíveis, mas em condições de conforto e segurança completamente distintas. A obra, que deverá ficar concluída em 2016, prevê ainda a construção de uma capela, biblioteca/museu, integrando elevadores, entre muitos outros melhoramentos.
“Será um espaço harmonioso, acolhedor, funcional e onde a vida de cada irmão possa ser digna e feliz”, diria Manuel Gamboa, dando nota de que a obra vai ser alvo de uma candidatura a fundos comunitários, já que o próximo Quadro Comunitário de Apoio favorece a requalificação do edificado.
Leia mais na versão digital do seu JB.

Catarina Cerca

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada, Sangalhos0 Comentários

Águeda, Mealhada e Cantanhede recebem Prémio ECO XXI

Águeda, Mealhada e Cantanhede recebem Prémio ECO XXI

Os concelhos de Loulé, Águeda e Pombal foram os municípios mais amigos do ambiente em 2013, de acordo com os resultados divulgados na sexta-feira, dia 19 de setembro, na entrega do galardão “Município ECOXXI 2014”, que decorreu em Cantanhede e que contou com a presença de Paulo Lemos, Secretário de Estado do Ambiente.
O galardão atribuiu 32 bandeiras verdes – equivalente à “bandeira azul” das praias, mas para os municípios mais amigos do ambiente – a igual número de concelhos que em 2013 se distinguiram pelas boas práticas ambientais e do desenvolvimento sustentável.

O galardão distinguiu ainda, na Bairrada, os municípios de Mealhada e Cantanhede (com índices superiores a 60%).
Os indicadores para a entrega deste galardão são, por exemplo, a promoção da educação ambiental, a participação pública e a agenda 21 local, informação disponível aos munícipes, certificação em sistemas de gestão de qualidade, o emprego, o ordenamento do território, qualidade do ar e da água, para consumo humano, tratamento dos resíduos urbanos e mobilidade sustentável, entre muitos outros que são importantes.

Desde que tem vindo a implementar a Agenda 21 Local, o Município de Águeda tem sido galardoado com este prémio. A Câmara Municipal continua a investir nesta área e, no início deste ano, assumiu a liderança do projeto da Agência para a Competitividade e Sustentabilidade, que envolve os 11 municípios da Comunidade Intermunicipal da Região da Aveiro – CIRA.

É também o sexto ano consecutivo que a Mealhada conquista o título de município Eco XXI, tendo vindo sempre a melhorar a sua pontuação. O município conseguiu a sua melhor prestação de sempre: um índice global de 68,5%. Uma distinção que traz um enorme orgulho ao executivo municipal. “É um prémio coletivo, para o qual todos os munícipes deram o seu contributo e que funciona como um certificado ecológico referente às boas práticas ambientais”, sintetizou José Calhoa, vereador do Ambiente da Câmara Municipal da Mealhada.

 

Leia a notícia completa na edição digital ou impressa de 25 de setembro de 2014 do Jornal da Bairrada

Posted in Águeda, Cantanhede, Destaque, Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Maus cheiros no Luso: Presidente da Câmara e deputado do PSD recebidos por Secretário de Estado do Ambiente

Maus cheiros no Luso: Presidente da Câmara e deputado do PSD recebidos por Secretário de Estado do Ambiente

O presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Rui Marqueiro, e o deputado do PSD Bruno Coimbra vão ser recebidos pelo Secretário de Estado do Ambiente esta semana.

O deputado Bruno Coimbra solicitou uma reunião com caráter de urgência ao Secretário de Estado do Ambiente, “no sentido de alertar os responsáveis governamentais para o impacto tremendamente nocivo do funcionamento da unidade industrial ‘Alcides Branco’, na Lameira de Santa Eufémia.”

“A saúde e a qualidade de vida dos cidadãos e o potencial turístico da região não podem ser secundarizados em favorecimento de uma pequena indústria que de forma sistemática falha no cumprimento da lei”, afirmou o deputado lusense, que tem já um histórico de atividade parlamentar nesta matéria, com iniciativas que remontam a 2011.

“Acompanho esta questão há já muito tempo. A situação tornou-se insustentável e a população sofre e contesta diariamente. Há um grande empenho do presidente da Câmara Municipal nesta questão e estamos perfeitamente articulados. Iremos juntos ao Ministério e tudo faremos no sentido de garantir a resolução definitiva deste problema”, afirmou ainda Bruno Coimbra, acrescentando que “esta unidade industrial só pode laborar se cumprir escrupulosamente a lei e se o seu impacto nas povoações vizinhas for muito reduzido. O que se tem passado até aqui é exatamente o contrário.”

A reunião terá lugar ainda esta semana, no Ministério do Ambiente.

Posted in Destaque, Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Vinhos Bairrada: Produção volta a decrescer mas qualidade é melhor

Vinhos Bairrada: Produção volta a decrescer mas qualidade é melhor

 

A azáfama já é grande por toda a região da Bairrada. Produtores, caves e adegas cooperativas começaram, há algumas semanas, a vindima de 2014, que só deverá ficar concluída pelo mês de outubro dentro. Embora se perspetive um ano de boa qualidade, a quantidade sofrerá novamente um decréscimo, à semelhança do que acontecera em 2013. Todavia, as condições climatéricas que se fizerem sentir nas próximas semanas serão determinantes para os vinhos tintos, sobretudo para a casta emblemática da região – a Baga.

Na região da Bairrada a vindima já começou mas ainda está longe do fim, uma vez que a maturação de algumas castas tintas está atrasada.
Vindima-se em força e por todo o lado, tratores fazem um corropio habitual das vinhas para as adegas.
O S. Pedro não tem sido generoso e, ao contrário do ano passado, a colheita de 2014 fica marcada por ataques de oídio e míldio nas vinhas – que obrigaram a um maior número de tratamentos fitossanitários – por um verão atípico, à mistura com chuvadas pontuais e até granizo, a contrastarem com vários dias de sol forte.
Assim, a colheita deste ano deverá ser menor em termos de quantidade, ainda que, em matéria de qualidade, essa possa suplantar a colheita de 2013.
Embora a diminuição na produção possa rondar os 20 a 25% em termos globais, a qualidade poderá ser elevada, o que é ainda uma incógnita, sobretudo para as castas tintas. Já em matéria de brancos e rosados, a colheita não poderia ser melhor, prevendo-se vinhos de excelente qualidade.
Ainda que a vindima se vá prolongar até meados de outubro, altura em que a casta Baga – a mais emblemática da região – irá para o lagar, os produtores da região são unânimes em considerar que as condições e alterações climatéricas que se fizerem sentir nestas próximas três semanas serão responsáveis e determinantes para a qualidade da colheita.
Ninguém arrisca e todos falam em fazer “prognósticos, só no final do jogo!”.
De acordo com Pedro Soares, presidente da Comissão Vitivinícola da Bairrada, perspetiva-se que este ano a produção possa sofrer uma diminuição de cerca de 20 a 25%.
Ainda assim, com os vinhos brancos e rosados, já em grande parte vindimados, adivinha-se um ano de “excelente qualidade”.
Já em relação aos vinhos tintos, Pedro Soares prefere mais cautela, pois a qualidade da safra dependerá sempre das condições climatéricas que se vierem a fazer sentir, uma vez que a maturação está ligeiramente atrasada.
Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Anadia, Destaque0 Comentários

Anadia: Bicicletas públicas à disposição da população a partir de outubro

Anadia: Bicicletas públicas à disposição da população a partir de outubro

Chamam-se b – AND e, a partir do dia 1 de outubro, já estarão a circular pelas ruas de Anadia.
A apresentação do projeto “1 – AND 20 – 14 mobilidade em bicicleta no município de Anadia” teve lugar no salão nobre da Câmara Municipal de Anadia na última quinta-feira, dia 18.
Foram dadas a conhecer as bicicletas públicas e as estações/parqueamentos que, a partir do dia 1 de outubro, vão estar à disposição da população, ainda que de uma forma experimental.
O projeto surge no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade e segundo o vice-presidente da autarquia, Jorge Sampaio, a bicicleta b-AND insere-se num projeto mais abrangente e ambicioso que pretende ligar através de uma ciclovia a estância termal da Curia ao centro de Anadia e ao Velódromo Nacional, em Sangalhos.
Também para um concelho marcadamente ligado ao fabrico de bicicletas, a autarquia decidiu, no desenvolvimento desde projeto, estabelecer uma parceria com a Esmaltina, empresa de fabrico e comercialização de bicicletas localizada em Sangalhos, desde a década de 70, e que agora que ajudou a desenvolver a b-AND que vai andar por aí.
Um projeto vai ser instalado gradualmente, até porque para além de se pretender criar um hábito na população – andar mais de bicicletas – é preciso aferir a recetividade da população à ideia.
Nesta primeira fase serão 50 as bicicletas – numeradas e identificadas – e cinco as estações (Velódromo, Rota da Bairrada, Praça da Juventude, Curia Tecnoparque e Piscinas Municipais, locais onde existem funcionários para realizar o respetivo controle) onde podem ser levantadas (check-out) ou entregues (check-in).

Catarina Cerca

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Luso: “Baganha Basta” chega às redes sociais

Luso: “Baganha Basta” chega às redes sociais

A população da freguesia do Luso está a intensificar os protestos contra a empresa Alcides Branco e Companhia SA e desta vez decidiu utilizar a rede social Facebook onde criou uma página denominada ”Baganha Basta”, que desde o passado dia 11 já ultrapassou as 400 adesões. Esta é a mais recente forma para se queixarem do mau cheiro e do fumo que se fazem sentir naquela zona.
O braço de ferro entre a população e aquela empresa de refinação de óleos e gorduras dura já há vários anos e tem sido motivo de várias ações populares, desde abaixo-assinados a manifestações junto à empresa, a última das quais em novembro de 2007, com a presença maciça da população.
Agora, na tentativa de fazer chegar o protesto mais longe, os lusenses, assim como habitantes de outras localidades do concelho, criaram este espaço virtual para mostrar desagrado em relação ao assunto, colocando fotos pessoais com uma máscara anti-poluição, que aproveitam para foto de perfil naquela rede social. Também nesta página, os fãs da mesma colocam informações sobre os desenvolvimentos desta “luta”, assim como queixas e outras iniciativas do género feitas às entidades policiais e outras fiscalizadoras com jurisdição na matéria.

João Paulo Teles

Leia toda a reportagem na edição impressa ou digital do JB de 18/09/2014

Posted in Destaque, Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Ad Code

Pergunta da semana

Vai a algum festival de verão este ano?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com