Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Destaque

Vilarinho Bairro: Freguesia em contagem decrescente para viagem à Idade Média durante três dias

Vilarinho Bairro: Freguesia em contagem decrescente para viagem à Idade Média durante três dias

 

A freguesia de Vilarinho do Bairro está em contagem decrescente para uma viagem no tempo. Vai regressar ao passado, mais concretamente, à Idade Média, durante três dias (22 a 24 de julho).
Neste momento, ultimam-se os preparativos para mais uma recriação histórica promovida pela Junta de Freguesia local.
Entre sexta-feira e domingo, o Largo da Saudade – junto à Igreja e cemitério, será palco de uma Feira Histórica e Tradicional que vai recriar o ambiente da Idade Média.

Três dias de muita animação. Uma iniciativa que surge na sequência da celebração dos 500 anos de foral no ano transato e da realização da primeira recriação histórica levada a cabo na freguesia, “Feira Quinhentista”, que se traduziu num enorme sucesso.
Aliás, o êxito foi de tal forma que a Junta de Freguesia se viu “obrigada” a avançar com uma segunda recriação, este ano, mas já relativa a outro período histórico.
“Era nossa vontade dar continuidade a esta feira e prendeu-se com o facto da freguesia ter um vazio neste aspeto. Por outro lado, após a realização da 1.ª edição do ano passado, pela Junta de Freguesia com o apoio das associações locais, facilmente se percebeu que teria de haver continuidade nesta ação”, avança a JB o autarca Carlos Torres, que não esconde ter sido uma “pressão saudável” que compeliu a Junta de Freguesia a preparar uma segunda edição, agora focada na Idade Média.
“Uma Feira Quinhentista, este ano, não faria sentido. Por isso, a aposta feita em torno da Idade Média. Mas como uma feira que recrie unicamente a Idade Média nos traz vários condicionalismos, decidimos que dentro dos moldes e contexto medieval a feira deve ser Histórica e Tradicional, por forma a ser mais abrangente.”
Desta forma, será possível à organização, durante estes três dias oferecer um leque variado de atividades.
O espírito será efetivamente a época medieval, mas haverá, por exemplo, a atuação de marchas e de ranchos folclóricos, que já remetem para eventos tradicionais, mais ligados aos usos e costumes da freguesia.
Fica a promessa de três dias de muita animação, com forte componente histórica, mas sobretudo um evento que quer, através das várias atividades que integram o programa, aproximar as gentes da freguesia, envolvendo-as numa festa que será de todos e para todos.
Por isso, as expetativas para a presente edição mantêm-se elevadas: “o ano passado queríamos atingir uma determinada fasquia e essa foi de tal forma ultrapassada que, este ano, se alcançarmos o mesmo sucesso, se igualarmos a edição anterior, já ficaremos bastante satisfeitos”, avança o autarca.
Programa
Dia 22 (sexta-feira)
Pelas 19h terá lugar a abertura da Feira, com um cortejo medieval, mas que se repetirá também nos dois dias seguintes.
Neste dia, já à noite, vão atuar as marchas populares da Freguesia de Vilarinho do Bairro (Samel) e de S. Lourenço do Bairro, freguesia vizinha. Ambas as marchas participaram este ano na Feira da Vinha e do Vinho, em Anadia, podendo agora, ser revistas as suas atuações integradas neste Feira Histórica e Tradicional.

Dia 23 e 24 (sábado e domingo)
Pela manhã, terá lugar o passeio cicloturístico à freguesia de Vilarinho do Bairro (ver caixa na página ao lado).
À tarde, pelas 17h, terá lugar a atuação de dois ranchos folclóricos: o da Casa do Povo de Vilarinho do Bairro e de Paredes do Bairro.
O resto da tarde e noite de sábado e tarde de domingo estará a cargo do grupo Bombarda (Vila Nova, freguesia de Outil), responsável pela recriação histórica. Terão sempre, durante toda a feira, um acampamento medieval. Depois, ao longo destes dias, haverá os cortejos medievais, espetáculos de fogo, torneios de artilharia e luta de armas apeado, caça às bruxas e ainda gigantones.
Pelo recinto da feira e durante o fim de semana será possível contactar com as várias classes sociais existentes à época (mendigos, povo, nobres, clero). Será o grupo Bombarda que estará responsável por estas recriações.
Tasquinhas da freguesia e artesãos
À semelhança do ano anterior, a Junta de Freguesia tem como principais aliados na realização deste evento, as associações locais. Praticamente todas vão ter tasquinhas (10) na Feira, onde será possível provar petiscos e iguarias regionais. Um espaço que vai contar ainda com a presença de vários artesãos, que vão dar ao espaço uma maior dinâmica e diversidade de oferta.
Carlos Torres destaca a forma empenhada e colaborante com que as associações se envolvem nesta iniciativa, tentando cumprir ao máximo a recriação histórica. Por outro lado, são três dias em que, apesar do imenso trabalho, lhes é possível angariar fundos para o trabalho que vão desenvolvendo ao longo do ano.
“Para além dos lucros que podem tirar do evento, mais significativa é a aproximação, o envolvimento e entreajuda que se consegue entre as várias associações”, diz. “Foi e é um evento que aproximou as coletividades umas das outras, encurtou distâncias e fortaleceu laços entre as pessoas”, destaca Carlos Torres.
À semelhança de 2015, o autarca de Vilarinho do Bairro acredita que a Feira vai conseguir atrair muitos visitantes, não só da freguesia como de várias freguesias limítrofes e de vários pontos da região.
Embora a organização de um evento desta natureza tenha custos elevados, a Junta de Freguesia defende que este é um evento incontornável da freguesia, já que traz mais-valias e benefícios a vários níveis.

Passeio à freguesia em cicloturismo

Numa organização da Junta de Freguesia, esta volta vai fazer-se pelos vários locais da freguesia, numa distância de aproximadamente 20 quilómetros.
O passeio, aberto a todas as faixas etárias, tem um custo de 7,5 euros com oferta de T-Shirt e boné e almoço (porco no espeto).
Carlos Torres sublinha o aspeto descontraído do passeio que junta crianças, jovens, adultos e idosos. Por isso, o passeio será feito em ritmo lento, com duas a três paragens para que os cicloturistas não se dispersem.
Na edição do ano passado, participaram cerca de 200 pessoas e o autarca acredita que o número neste edição poderá ser semelhante.
Com hora prevista de chegada para as 12h30, segue-se o almoço (sandes de porco no espeto). As bebidas não estão incluídas no preço da inscrição, já que as tasquinhas das várias associações vão explorar esta área das bebidas.
Catarina Cerca
catarina.i.cerca@jb.pt

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada, Vilarinho do Bairro0 Comentários

Bombeiros Voluntários de Anadia: “Ser bombeiro por uma semana” foi fantástico

Bombeiros Voluntários de Anadia: “Ser bombeiro por uma semana” foi fantástico

 

Fantástico, divertido e emocionante são apenas algumas das formas com que mais de uma centena de crianças e jovens classificam a semana “mágica” que viveram no seio da corporação anadiense, de 4 a 8 de julho.
Uma semana de emoções, de muita adrenalina e boa disposição, apesar das regras impostas, já que todos aprenderam a formar, a marchar e a estar na corporação como se fossem bombeiros a sério, não estando excluído os castigos, pois quando se portavam mal, não estavam atentos ou não obedeciam a uma ordem tinham de “empurrar o planeta” ou seja fazer as temidas flexões mas que aqui até eram bastante divertidas. Tudo a brincar, mas sempre incutindo-lhes noções de regras e disciplina.

Balanço muito positivo. Em dia de encerramento da ação, Ana Matias, comandante da corporação, não poderia fazer um balanço mais positivo. Já lá vão quatro edições, todas em crescendo em número de participantes. “Há dois anos, quando assumi o comando, o projeto foi reformulado tendo três grandes objetivos: dar a conhecer a nossa operacionalidade, o nosso dia a dia e os nossos serviços e colocar as pessoas dentro do quartel, por forma a que ganhem confiança nos operacionais que estão a prestar socorro. Por outro lado, cria-se o respeito pela figura do bombeiro e aproxima-se as crianças e a comunidade do corpo de bombeiros porque somos nós que, durante uma semana, das 9 às 17h, ficamos a tomar conta dos seus filhos. Cria-se uma grande relação de confiança.”
O sucesso da iniciativa trouxe para o quartel crianças dos 6 aos 16 anos, não só do concelho, mas também de outros concelhos (Oliveira do Bairro, Coimbra, Aveiro). Aqui aprenderam, durante uma semana, a chamar o 112, a usar um extintor, técnicas de saúde, de suporte básico de vida e como agir em caso de engasgamento. “Os passos todos são-lhes ensinados como se, de facto, fossem bombeiros”, avançou a comandante dando conta de que a maioria deles “é repetente”, ou seja, já participaram nas ações dos anos anteriores.
Ana Matias reconheceu neste projeto um outro fruto, talvez, basilar para o futuro da corporação. Incentiva e motiva os mais jovens a quererem ser futuros bombeiros e deu um exemplo: “na última Escola de Estagiários, a grande parte dos jovens veio destas iniciativas e alguns deles são já bombeiros de terceira e hoje estão a ajudar e são monitores.”
Ciente das mais valias da ação, reconheceu a dificuldade de colocar em marcha tão arrojado projeto, não deixando de destacar o espírito de sacrifício, o empenho e dedicação de todos os bombeiros e monitores envolvidos.
“São 25 operacionais afetos à iniciativa. No final de uma semana estão esgotados. É um esforço enorme que tem de ser reconhecido”. Mesmo assim, diz já ter sido equacionado o alargamento desta atividade a outros períodos de férias letivas, dado o elevado número de interessados.
Durante esta semana, todas as atividades (formações teóricas e práticas) foram acompanhadas por monitores e bombeiros da corporação.
A ação decorreu até ao passado dia 8 de julho que teve como ponto alto a cerimónia de encerramento com entrega de diplomas a todos os participantes e entidades colaboradoras – Câmara Municipal de Anadia que diariamente forneceu a alimentação a todas as crianças e jovens; Curigym, Polícia Marítima e Capitania de Aveiro e APPACDM.
Na ocasião, o vereador Lino Pintado sublinhou “a enorme felicidade pelo que aconteceu naquele dia e semana”, dando os parabéns ao corpo de bombeiros por levar a cabo “uma iniciativa que é de louvar e registar”.
Ana Matias, aproveitando a presença de tantos familiares e bombeiros, agradeceu a todos, mas em especial aos seus bombeiros que estiveram duplamente de serviço no quartel e no desenvolvimento das atividades com os jovens.
Catarina Cerca

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada0 Comentários

8.º aniversário da Biblioteca Municipal de Anadia: “Um espaço de todos e para todos”

8.º aniversário da Biblioteca Municipal de Anadia: “Um espaço de todos e para todos”

 

O serão de sábado não poderia ter sido mais agradável. No âmbito da comemoração do 8.º aniversário da Biblioteca Municipal de Anadia, o Cineteatro da cidade viveu uma enchente para assistir a uma noite cultural única que distinguiu um vasto leque de alunos, docentes e utilizadores dos mais variados serviços prestados por esta biblioteca, que “é um espaço de todos e para todos”, como destacou a edil Teresa Cardoso durante a sua intervenção.

Homenagem sentida. Um evento marcado pela forma singela mas muito emotiva como a Câmara Municipal de Anadia homenageou o padre José Fernandes (Salesiano de Mogofores), mentor do concurso “Ler & Aprender” e que prefaciou a obra agora editada. Foi ele, disse Sónia Almeida, diretora da Biblioteca Municipal, que sugeriu, em boa hora, a criação do concurso “Ler & Aprender” por sentir a necessidade de promover a escrita entre os alunos. Por isso, foi-lhe entregue pela mão da edil anadiense Teresa Cardoso o cartão de utilizador honorário da biblioteca, “não só pelo enorme contributo que deu ao projeto como ao desenvolvimento educativo do concelho.” Um gesto tanto mais relevante pelo facto do padre José Fernandes estar de partida (vai deixar os Salesianos de Mogofores e irá para os Salesianos de Mirandela).
Na ocasião, o padre José Fernandes realçava que “todos os bons livros levam a que cada um de nós se encontre e desafie”.
Durante o evento, Sónia Almeida explicava ao público presente que, pela primeira vez, a cerimónia de aniversário fez-se fora da biblioteca porque o número crescente de utilizadores não permitia albergar condignamente tão elevado número de pessoas naquele espaço.
Sónia Almeida recordou que a biblioteca, inaugurada a 3 de julho de 2008, tem sabido desenvolver um trabalho único com base na comunidade, procurando disponibilizar a todos os munícipes os recursos informativos fundamentais para apoiar o seu desenvolvimento pessoal, cultural e social. Por isso, “o trabalho tem-se feito no aumento e diversificação da oferta cultural e educativa, disponibilizando vários serviços que estreitem os laços entre a biblioteca e a comunidade”. Exemplos disso mesmo são os projetos como o Biblioescola, o Bibliosocial, a Rede de Bibliotecas de Anadia, a Rede de Bibliotecas Municipais da CIRA e mais recentemente a Rota dos Livros.
Com um auditório cheio, a edil Teresa Cardoso sublinhou que “Anadia é um concelho ativo e dinâmico, que tem sabido apostar na educação e na cultura, gerando uma energia positiva entre estes dois setores indissociáveis”, realçando também que todo o trabalho desenvolvido pela biblioteca municipal “já extrapolou fronteiras”, tendo recentemente o município sido convidado a estar presente na mais importante conferência anual de bibliotecas europeias que decorreu em Haia, na Holanda.
Uma biblioteca que continua a ter como preocupação central a “aproximação à comunidade”, disse Teresa Cardoso, salientando ainda o facto da biblioteca estar a concluir o processo de Gestão da Qualidade, mas também na aposta que está a ser feita nos recursos informáticos e na requalificação da zona envolvente da biblioteca, que vai avançar em breve.

Muitos prémios e distinções. Mas uma área onde a biblioteca se tem distinguido mais é na criação e fortalecimento de hábitos de leitura das crianças e jovens. O estreitamento de relações com as várias bibliotecas do município, nomeadamente as escolares, tem permitido desenvolver um conjunto de projetos inéditos e bastante profícuos – casos da 7.ª edição do concurso escolar “Ler & Aprender”, que promove a educação literária e a escrita criativa através da redação de textos dos géneros narrativo e lírico. Por isso, este ano a Câmara Municipal editou o novo livro “Ler & Aprender”, com textos vencedores das quatro últimas edições (2011-2015). E este ano com uma novidade – foram alunos das escolas do concelho que ilustraram os textos publicados.
Impossível de publicar nesta página o nome de todas as dezenas de alunos premiados, cujos textos foram publicados no novo livro “Ler & Aprender” (2011-2015), bem como dezenas de alunos que ilustraram os textos, podemos acrescentar que todos os trabalhos vencedores conferiram ao respetivo estabelecimento de ensino a possibilidade de receberem um prémio pecuniário.
Também no âmbito da Rede de Bibliotecas de Anadia, teve lugar um concurso promovido pela autarquia para a criação de um logótipo para esta rede. O desafio lançado aos jovens alunos traduziu-se numa enorme participação e na distinção de três trabalhos, sendo vencedor o logótipo de Débora Miguel da Silva Nogueira, aluna dos Salesianos de Mogofores.
No concurso de poesia “Letras da Primavera”, que vai na 8.ª edição e subordinado ao tema “Anadia, capital do Espumante”, é de assinalar a criatividade e originalidade presentes em todos os trabalhos. Foi vencedor o poema “Anadia, Capital do Espumante”, de Paulo da Silva Ferreira, do Pereiro, Avelãs de Cima. O autor, que foi chefe fundador do Agrupamento de Escuteiros de Avelãs de Cima, doou o valor do prémio aos seus “lobitos” como lhes havia prometido, num gesto de enorme carinho pelo agrupamento que ajudou a nascer. Em segundo lugar ficou o poema “Espumante”, de António Lebre de Freitas, da Mealhada e em terceiro lugar, o poema “Anadia, Capital do Espumante”, de Rosário Pinto, residente em Lisboa.
Durante a cerimónia, o espetáculo abriu com o jovem Francisco Power, aluno da Escola Básica e Secundária de Anadia, que trouxe a palco um belo momento de magia. Pelo meio atuaram Fernanda Henriques da EB de Vilarinho do Bairro, Leonor Santos e Inês Oliveira, do CNSA e Margarida Pereira, da EBSA, cujas belíssimas vozes encantaram todos os presentes. O evento encerrou com chave de ouro, com a atuação (rap) de João Nina, de Coimbra e o obrigatório cantar dos “Parabéns” e corte do bolo de aniversário.
Outros premiados
Rota dos Livros – Junta de Freguesia de Avelãs de Caminho.
No Projeto BiblioEscola, distinções para a Educadora Alzira Moreira, Educadora no JI da Mata da Curia e Professora Anunciação Calado (Centro Escolar de Arcos).
No Projeto BiblioSocial, a Biblioteca Municipal de Anadia elegeu este ano a Misericórdia de Anadia.
Utilizadores do ano: Crianças: Beatriz de Almeida (7 anos) Moita – Anadia; Francisco Miguel Aleixo (8 anos) Espairo – Anadia; Lara Duarte Esteves (8 anos) Candieira – Avelãs de Cima.
Adultos: Ana Lúcia Santos S. Queijeira – Mogofores; António Leonel Araújo – Figueira de Boialvo; João Venâncio Marques – Anadia.
Catarina cerca
catarina.i.cerca@jb.pt

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Movimento cívico em defesa do IPSB pede ajuda ao secretário de Estado da Energia

manifestacao ipsb

O movimento cívico IPSB – Projeto de uma Comunidade manifestou-se, na última sexta-feira, momentos antes da inauguração da ExpoBairrada, no Espaço Inovação em Vila Verde. Foram ouvidos pelo secretário de Estado da Energia, Jorge Sanches, que se fazia acompanhar pelo presidente e vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, respetivamente Mário João Oliveira e Cristóvão Batista.
Durante a sessão solene de abertura da ExpoBairrada, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira, apelou ao secretário de Estado da Energia “para uma causa que a todos nos move e que para nós oliveirenses é uma causa maior”. “Refiro-me ao Instituto de Promoção Social de Bustos (IPSB), estabelecimento de ensino com contrato de associação estabelecido com o Ministério da Educação que vê a sua sobrevivência em risco se as recentes medidas anunciadas pelo governo se concretizarem.” “Este Instituto esteve sempre ao lado dos diversos governos, procurando dar resposta a alunos cujas escolas públicas não tinham capacidade de os albergar. Ricos ou pobres, com maior ou menor capacidade, transmitindo-lhes ensinamentos e valores muito para além dos que vêm nos manuais”, acrescentou o autarca, afirmando que “acreditamos na Escola Pública do concelho, mas também acreditamos no IPSB. Na sua coexistência apenas encontramos vantagens para a Educação”. “E acredite que sempre olhámos para a Educação como a base para uma verdadeira mudança cultural”, disse o autarca.
Por seu lado, o secretário de Estado da Energia, Jorge Sanches, prometeu que iria transmitir aos seus colegas as preocupações do autarca de Oliveira do Bairro, prometendo “encontrar a melhor solução para que tenha achado que a minha vinda tenha sido útil”.

Posted in Bustos, Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Avelãs de Caminho: Incêndio consome  2700m2 de floresta

Avelãs de Caminho: Incêndio consome 2700m2 de floresta

Um incêndio que deflagrou, no passado dia 19 de junho, numa zona florestal em Avelãs de Caminho, junto a uma serração desativada, consumiu cerca de 2700 m2 de área. O incêndio foi combatido pelos Bombeiros Voluntários de Anadia, Mealhada e Oliveira do Bairro, que deslocaram para o local quatro viaturas, num total de 16 operacionais.
De acordo com a Comandante dos Bombeiros Voluntários de Anadia, Ana Matias, “os acessos ao local do incêndio e a passagem de viaturas, foram dificultados pelo estado do terreno, com água, devido aos períodos de aguaceiro decorridos”. “À chegada ao local, verificou-se a existência de dois focos de incêndios distintos, a lavrar em mato e eucaliptal, na zona industrial de Avelãs de Caminho”, acrescentou a Comandante.

Posted in Destaque0 Comentários

Anadia: “O Baluarte”  e jovens talentos em palco na Praça da Juventude

Anadia: “O Baluarte” e jovens talentos em palco na Praça da Juventude

Teatro e música preenchem a noite de sexta-feira, 8 de julho, na Praça da Juventude, em Anadia, com as atuações, a partir das 22h, do grupo “O Baluarte” e de jovens que disputaram a final do concurso “Anadia’s Junior Talents”.
“O Baluarte” homenageia o cinema português dos anos 40 do século passado e apresenta um quadro da sua encenação do filme “O Pai Tirano”, escrito por Ribeirinho e realizado por António Lopes Ribeiro. Em palco estarão Jorge Miguel, Paulo Peixoto, Francisco Silva, Márcio, João e Carla, do grupo de teatro desta associação, sediada em Amoreira da Gândara, e em atividade há 35 anos.
A segunda parte do espetáculo será preenchida com a atuação de concorrentes da primeira edição do “Anadia’s Junior Talents”, que chegaram à final do certame com números musicais: “Anothers”, do Colégio Nossa Senhora da Assunção (CNSA), “The ACS”, da Escola de Viticultura e Enologia da Bairrada (EVEB), Verónica, dos Salesianos Mogofores, Beatriz Pereira da Silva, do Agrupamento de Escolas de Anadia (AEA), Mariana Cerveira, também do AEA, Luís Monteiro e Maria Gonçalves, do CNSA, Beatriz Gouveia Coelho, Marta Sofia Santos Mota (3ª classificada no concurso), e Margarida Costa Pereira, todas do AEA.
“Às Sextas na Praça” é um projeto de dinamização e divulgação cultural organizado pela Câmara Municipal de Anadia, que decorre ao ar livre, na sede do concelho, nas noites de sexta-feira, com o objetivo de dinamizar o centro da cidade. A edição deste ano teve início a 20 de maio.
Na noite de 15 de julho, será a vez da Orquestra Filarmonia das Beiras, que traz à praça o concerto “Reviver Carlos Paião”.

Posted in Destaque0 Comentários

Atraso na edição do Jornal da Bairrada

Devido a constrangimentos técnicos na nossa infraestrutura de dados, a edição do Jornal da Bairrada, tanto na sua versão em papel, como na edição digital, chegará com atraso aos nossos leitores, pelo que pedimos desculpas e apelamos à vossa compreensão. Obrigado.

Posted in Águeda, Bairradinos no Mundo, Cantanhede, Desporto, Destaque, Mealhada, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada, Região, Vagos0 Comentários

“Excomungados” da Concelhia do PSD exigem demissão do seu presidente Henrique Fidalgo

Os quatro deputados municipais, eleitos pelo PSD, nomeadamente, José Manuel Carvalho (líder da bancada municipal), João Nogueira de Almeida, Ricardo Manão e Sara Seabra dos Reis, a quem lhes foi retirada a confiança política pela Comissão Política de Secção do PSD de Anadia, exigem que o presidente daquela estrutura partidária local, Henrique Fidalgo, se demita.
Recorde-se que os quatro elementos receberam, há duas semanas, uma carta da estrutura local a dar conta da retirada da confiança política, bem como dos argumentos que estiveram na sua base, acusando-os de, em várias situações, perante outros militantes do partido, não aceitarem indicações de voto, nem qualquer orientação política ou definição de estratégia por parte da Comissão Política.
Na penúltima quinta-feira, em conferência de imprensa, os três presidentes de junta eleitos pelo PSD aliaram-se aos quatro deputados e disseram estar complementamente solidários com estes e assumiram uma postura contra a decisão da Concelhia do PSD, que apelam de “caciquista” e “infundamentada”. Os três autarcas das juntas também defendem a demissão do presidente da Concelhia. Os presidentes de Junta – Manuel Veiga (Avelãs de Cima), César Andrade (Avelãs de Caminho) e Fernando Fernandes (Arcos e Mogofores) – dizem-se desagradados com a tomada de atitude e com a comunicação que a Concelhia fez ao presidente da Assembleia Municipal (AM), dando conta dos elementos que constituem o novo grupo parlamentar (Artur Salvador, Carlos Gonçalves, Graciete Castro e Henrique Fidalgo). “É com muito desagrado que tomei conhecimento da comunicação que foi feita ao presidente da AM. Estamos desprezados e não sabemos a que grupo municipal é que pertencemos perante esta comunicação”, afirmou o presidente da Junta de Avelãs de Cima, Manuel Veiga.

Caciquismo. O presidente de Arcos e Mogofores, Fernando Fernandes, defende que “o tempo do caciquismo já desapareceu e que estas atitudes deixam em baixo o PSD”, relembrando que “os três presidentes, únicos eleitos pelo PSD em todo o concelho, estão solidários com os quatro autarcas a quem lhes foi retirada a confiança política”.
Os visados, ao longo de hora e meia, rebateram todos os pontos em que eram visados pela concelhia, desmontando “uma lógica de má-fé”, como a deputada Sara Reis apelidou e que João Nogueira de Almeida disse ser típica dos tempos da União Soviética e da PIDE.
João Nogueira relembrou que só os três presidente de Junta representam cerca de 40% de toda a votação que o PSD obteve no concelho, pelo que não resta ao presidente da Concelhia outro caminho senão a demissão.
José Carvalho, outro dos deputados visados, também defendeu a demissão do presidente da Concelhia, sublinhando que “há muita coisa que tem que ser explicada” e que defenderá sempre Anadia e não orientações políticas. “Como podemos votar contra as contas da Câmara de Anadia, se estas expressam uma boa gestão”, questionou.

Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Plenário de militantes do PSD retira confiança política ao presidente da Câmara de Oliveira do Bairro

Plenário de militantes do PSD retira confiança política ao presidente da Câmara de Oliveira do Bairro

mario joao oliveira_entrevista

O plenário de militantes do PSD de Oliveira do Bairro retirou, na madrugada de sábado, a confiança política ao presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira. A moção da retirada de confiança política – o que aconteceu pela primeira vez na história do concelho de Oliveira do Bairro com um presidente de Câmara – foi aprovada em plenário do PSD com 33 votos a favor, três contra e dois em branco.
A moção foi apresentada pelo militante do PSD que também é deputado na Assembleia Municipal, Marcos Martins. Entre outras imputações, o Presidente da Câmara é acusado de inércia, desprezo e de desrespeitar causas maiores.

Leia a reportagem completa na próxima edição do Jornal da Bairrada.

Posted in Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Mealhada: Duas listas à ACB disputam gestão e localização do Carnaval

Mealhada: Duas listas à ACB disputam gestão e localização do Carnaval

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

São já conhecidas duas candidaturas para as eleições da Associação do Carnaval da Bairrada (ACB) que deverão acontecer a 30 de junho próximo ou, caso não seja possível, na primeira quinzena de julho, segundo previsão do atual presidente da assembleia-geral, João Peres. Certa, para já, é a disponibilidade de dois antigos dirigentes (Alexandre Oliveira e Fernando Saldanha) para encabeçarem outras tantas listas ao referido ato eleitoral, depois de conhecida a indisponibilidade para uma recandidatura dos atuais dirigentes.
Será a 30 de junho ou então numa data a acordar na primeira quinzena de julho que acontecerão as eleições para os órgãos sociais da ACB. O presidente da assembleia-geral, João Peres, disse ao JB que ainda não há uma data exatamente definida. Questionado sobre a hipótese de concorrerem duas listas, frisou que “é salutar e mostra que o Carnaval da Mealhada está vivo”. “É importante este interesse, em pôr o Carnaval a mexer”, destacou.
Para já, são conhecidas duas listas prontas a formalizar as respetivas candidaturas, uma dessas liderada pelo anterior presidente da ACB, Fernando Saldanha, defensor do modelo tradicional do Carnaval, a acontecer no Sambódromo Luís Marques com um rei brasileiro no trono. A outra candidatura, encabeçada também por um antigo elemento da ACB, Alexandre Oliveira – curiosamente da equipa de Fernando Saldanha – que defende o regresso dos desfiles ao centro da cidade.

João Paulo Teles

Leia a notícia completa na edição de 23 de junho de 2016 do Jornal da Bairrada

Posted in Destaque, Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Blogues recomendados


Cagido

"DE MÃO EM MÃO!"
   “De mão em mão!” é um projeto promovido pela Câmara Municipal de Anadia, …


Notícias de Bustos

A. C.Arrais – Portugal na Eurocopa – 2016 (O orgulho de ser Português). MARÉ ALTA – 12.07.2016
                                                        Foi um final emocio …


Portal de Nariz

RECORTES do QUOTIDIANO – A nova etapa do Portal de Nariz
RECORTES do QUOTIDIANOPara uma Imensa Minoria… by BASTIÃO

Pergunta da semana

É assinante do Jornal da Bairrada?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com