Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "Oliveira do Bairro"

Volta a Portugal – alterações ao trânsito


Partida_Volta_ a_Portugal

O Concelho de Oliveira do Bairro vai receber, no dia 5 de agosto, pela oitava vez consecutiva, a maior prova nacional de ciclismo e um dos maiores eventos desportivos do país.
A partida da 6.ª etapa da 76.ª Volta a Portugal em Bicicleta vai ser realizada na cidade de Oliveira do Bairro, com um percurso que passará por todas as freguesias do concelho. Como tem acontecido nos últimos sete anos, são esperadas milhares de pessoas, oriundas de todo o país, num dia de grande festa, com muita animação e entusiasmo.
A partida da etapa será em frente aos Paços do Concelho, na Rua Conde Ferreira, a partir das 13h30, com segunda passagem pela partida às 15h15, o que obrigará a algumas alterações e constrangimentos ao trânsito. Na véspera, dia 4 de agosto, será encerrada a rua entre a “Rolha da Rota da Bairrada” e a Cascata. Ainda no mesmo dia, a partir das 19h30, serão encerrados os lugares de estacionamento público existentes na Rua Conde Ferreira e Travessa Conde Ferreira, que circundam a Câmara Municipal. No dia da prova, 5 de agosto, o trânsito será encerrado entre a rotunda da variante e a Igreja Matriz, na Rua Conde Ferreira, das 7h até à desmontagem da logística da Volta.
Como entradas e possíveis locais de estacionamento de viaturas, a autarquia sugere a entrada norte – nó de Oliveira do Bairro norte junto à Zona Industrial e LIDL, antiga nacional 235; a entrada poente – seguindo pela Rua da Estação até à zona do Mercado Municipal; o centro da cidade – Rua Acácio de Azevedo e Rua S. Sebastião; e a entrada sul – estacionamento na zona desportiva de Oliveira do Bairro e Urbanização Quinta Vale do Mouro.
Paralelamente à partida da etapa, Oliveira do Bairro vai acolher também o programa da RTP “Verão Total”, que decorrerá junto à Cascata entre as 10h e as 13h, com entrevistas e reportagens sobre o concelho, para além de muita música e animação.
A Câmara Municipal e a organização da Volta a Portugal agradecem a compreensão para estas alterações e deixam o convite para que a população se associe a esta iniciativa, assistindo ao vivo à partida dos ciclistas e ao programa da RTP.

Posted in Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

“Oliveira do Bairro tem gente empreendedora, capaz de criar empresas e de as manter”


Os 21 mil milhões de euros que virão para Portugal no âmbito do próximo quadro comunitário europeu vão ajudar a promover a competitividade das empresas. E, deste bolo, 6200 milhões de euros são reservados para as PME. Depois de um QREN (2007-2013) muito virado para infraestruturas e equipamentos públicos, a aposta do próximo (2014-2020) será no sentido de favorecer o investimento privado, confirmou em Oliveira do Bairro o Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional, Manuel Castro Almeida.
Presente, pelo segundo ano consecutivo, na inauguração da 28.ª Fiacoba, na última sexta-feira, o membro do governo destacou que “o problema mais estrutural que temos em Portugal é a falta de competitividade das nossas empresas”.

O secretário de estado elogiou a postura da Câmara de Oliveira do Bairro, que tem “um presidente muito sensível aos problemas das empresas e que se põe ao seu lado”, afirmando que é esta a atitude que deve ser seguida pelos poderes públicos.

Numa sessão inaugural muito virada para a dinâmica empresarial, o presidente da câmara de Oliveira do Bairro felicitou os empresários do concelho, “gente empreendedora, capaz de criar as empresas e de as manter”. Mário João Oliveira destacou o facto do concelho ter uma taxa de desemprego que se situa “a dois terços da média nacional” e de ter crescido dez por cento entre os dois últimos Censos.
Aproveitando a presença do secretário de estado, o presidente da câmara voltou a falar da necessidade de um novo nó da A1, “que servirá vários concelhos, ajudando a desenvolver as nossas zonas industriais e que foi eleito como uma das prioridades no plano intermunicipal de transportes”, bem como a urgência de dar continuidade à variante 235, ligação a Aveiro.

Um dos aspetos a destacar no certame pelo presidente Mário João Oliveira foi a mais valia de congregar vários eventos num só. Recorde se que, para além de ser a 28.ª Fiacoba, esta é também a 7.ª Feira do Cavalo, a 2.ª Feira Nacional do Pónei e o 5.º Festival do Kiwi.

Esta quinta-feira, dia 17, há a destacar a Gala Equestre, da Companhia das Lezírias; sexta-feira, dia 18, atuam os Expensive Soul; no sábado, Richie Campbell e, no domingo, decorre a 7.ª edição do concurso “Melhor Sobremesa com Kiwi” e a Corrida de Toiros.
A edição de 2014 da FIACOBA regista um aumento no número de expositores, que ascende aos 160, das mais variadas áreas económicas e comerciais. Para além das novas edições da Feira do Cavalo da Bairrada e da Feira Nacional do Pónei, destacam-se também o 5.º Festival do Kiwi e, como novidade, a iniciativa “À prova 2014 Bairrada – 1.ª Mostra de Vinhos”.
Para os mais novos, o que mais tem chamado a atenção é a “quinta pedagógica”.
Da Feira do Cavalo do Bairrada, que já vai na sua 7ª edição, destacam-se a realização de vários concursos nacionais de Saltos, de Modelo e Andamentos e ainda de Atrelagens, que decorrem ao longo dos 10 dias da feira. Todas as noites há desfiles de cavalos, póneis, cavaleiros e atrelagens na manga da feira.
No dia 19 de julho, o Festival é dedicado aos kiwicultores, com um seminário que se realiza no Auditório do Espaço Inovação.
As entradas para o certame variam entre 1 e 1,50 euros, com acesso a todas as zonas dos três eventos. Para crianças até aos 10 anos, a entrada é gratuita.
Oriana Pataco
oriana@jb.pt

Leia a reportagem completa na edição digital ou impressa de 17 de julho de 2014.

Posted in Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

Volta a Portugal do Futuro: 1.ª etapa liga Águeda a Oliveira do Bairro


Será em pleno coração da Bairrada, em Oliveira do Bairro, que se vai ficar a conhecer o primeiro Camisola Amarela Liberty Seguros. A 22.ª Volta Portugal do Futuro Liberty Seguros vai para a estrada de 17 a 20 de julho e a primeira etapa une Águeda a Oliveira do Bairro, num total de 146,7 km.

Trata-se da principal prova nacional dedicada aos corredores da categoria Sub 23, este ano antecipada no calendário e com caráter ainda mais internacional por fazer parte do ranking Continental Sub 23 UCI. O jovem pelotão tem pela frente 585,7 km divididos por quatro etapas a começar em Águeda e a terminar na Maia – Cidade Europeia do Desporto 2014.

Etapas

1.ª Etapa – 17 de julho

Águeda – Oliveira do Bairro – 146,7 km

Os primeiros quilómetros da Volta jovem vão ser cumpridos entre Águeda e Oliveira do Bairro.

A partida para os 146 km da jornada inicial vai ser dada às 12h20 junto ao Mercado Municipal de Águeda. Pelo caminho existem três Metas Volantes e, praticamente a meio da etapa, um Prémio de Montanha de 3.ª categoria.

Será em pleno coração da Bairrada, Oliveira do Bairro, que se vai ficar a conhecer o primeiro Camisola Amarela Liberty Seguros.

2.ª Etapa – 18 julho

Santa Maria Feira – Arouca – 133,1 km

3.ª Etapa – 19 julho

Castelo de Paiva – Montalegre – 148,4 km

4.ª Etapa – 20 julho

Montalegre – Maia – 157,5 km

Posted in Ciclismo, Desporto, Destaque Comentários

Secretário de Estado inaugura nova unidade industrial da CALCOB


Calcob

O Secretário de Estado da Agricultura, José Diogo Albuquerque preside, este sábado, pelas 15h, à inauguração da nova Unidade Industrial da CALCOB – Cooperativa Agrícola de Oliveira do Bairro e Vagos, CRL. Após esta inauguração e, no mesmo local, terá também lugar uma Sessão Solene Comemorativa do Dia Internacional das Cooperativas.

A CALCOB é constituída por cerca de 4.600 associados, gera cerca de 60 empregos e apresenta um volume total de negócios próximo dos 14 milhões de euros, incluindo a produção de todos os associados.

A sua principal atividade é a compra e venda de batata (semente e consumo) e produtos hortícolas frescos, procedendo à sua recepção, escolha, seleção, calibragem, embalamento e expedição.

Com vista a alargar o seu raio de ação e a sua gama de produtos, a CALCOB adquiriu na Zona Industrial de Vila Verde, um lote com aproximadamente 8500m2 para instalar esta nova unidade destina aos produtos hortícolas. Trata-se de um investimento PRODER, feito através da medida 1.1.1. Modernização e capacitação das Empresas.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

Comissão de utentes entra em luta contra falta de médicos


A falta de substituição de médicos de família que passaram à reforma está a provocar longas listas de espera nas unidades de saúde de Oliveira do Bairro, segundo a Comissão de Utentes, que realizou uma reunião, na última sexta-feira, na Junta de Freguesia de Oiã. O encontro foi convocado perante a ausência de resposta a um pedido de audiência à Administração Regional de Saúde, feito pela Comissão de Utentes. Entretanto, já foi posto a circular um abaixo-assinado com o objetivo de recolher o máximo de assinaturas, para que seja enviado aos organismos responsáveis.
Fernando Picanço, porta-voz da dita Comissão, começou por fazer um historial do surgimento da Comissão, afirmando que esta foi constituída em janeiro de 2014 e alargada a âmbito concelhio. “Surgiu impulsionada pelos múltiplos problemas ocorridos nos serviços públicos deste concelho, essencialmente na área da saúde”.

Reforma. Fernando Picanço referiu que a passagem à reforma de dois médicos é um dos problemas graves, já que “na Extensão de Saúde de Oiã, o médico José Rui foi substituído, mas no Troviscal, a médica Regina não foi substituída, causando sérias carências nas Unidades de Saúde do Troviscal e da Mamarrosa”.
Afirma ainda que “o mais grave ainda está para chegar, pois dentro de pouco mais de dois meses está prevista a passagem à reforma de mais três ou quatro médicos, o que faz prever que não seja assegurada a normalidade dos serviços”.
Fernando Picanço deu conta ainda que algumas “pessoas começam a fazer filas a partir das 5h para conseguir uma consulta e quase é preciso mendigar para ser atendido por um médico. Temos pessoas que se deslocam para fazer tratamentos e têm de comprar e levar os pensos, medicamentos e pomadas e são situações que se têm vindo a agravar”.

Preocupações. Nesta reunião, foi ainda manifestada a preocupação relativamente ao Hospital Distrital de Aveiro que, ao ser desclassificado, corre o risco de fechar muitas das principais valências, na sequência de uma Portaria recentemente publicada. “O Ministro da Saúde, em reunião de 6 de junho, sob pressão das Comissões de Utentes, dos Sindicatos e respetiva Ordem dos Médicos, aceitou a suspensão da Portaria 82/2014 e a sua reformulação, mas a suspensão não implica a revogação pretendida, pois o ministro insiste na reformulação da tão contestada Portaria”, esclarece este responsável.

Abaixo-assinado. Durante a noite, foi ainda posto a circular um abaixo-assinado dirigido às entidades competentes, que recolheu a quase totalidade de assinaturas dos presentes e irá prosseguir nas próximas semanas, pois só assim “se poderá travar a escalada de atrofia e desmantelamento do Serviço Nacional de Saúde, sentido pelos utentes deste concelho”. “Outras formas de luta estão equacionadas, se os problemas não forem devidamente resolvidos”, acrescentou este responsável.
No abaixo-assinado, é pedida “a substituição atempada e reforço dos profissionais de saúde, sobretudo os médicos das unidades deste concelho, que se reformaram, nos últimos meses, bem como daqueles que se irão reformar em breve”, assim como “lutar contra a carência de equipamentos, material clínico e de enfermagem, medicamentos e outros consumíveis”.
A Comissão de Utentes pretende ainda “opor-se ao encerramento (ou mau funcionamento) de unidades de saúde locais e regionais, inclusive de serviços hospitalares e respetivas urgências, que mal servem os utentes, sobretudo, relativamente ao tempo de espera”, como também “combater veementente a perspetiva economicista aplicada ao SNS, acabando por esquecer os utentes a quem se destina, o que até é reconhecido no relatório do Tribunal de Contas cujo aponta também múltiplas falhas de funcionamento”.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

Conselho Municipal de Educação está formado


O Conselho Municipal de Educação do concelho de Oliveira do Bairro está formado. Os elementos que o integram foram aprovados e dados a conhecer na última reunião de Câmara. Agora serão levados à aprovação da Assembleia Municipal.
O Conselho Municipal de Educação é uma instância de coordenação e consulta, que tem por objetivo promover, a nível municipal, a coordenação da política educativa, articulando a intervenção, no âmbito do sistema educativo, dos agentes educativos e dos parceiros sociais interessados, analisando e acompanhando o funcionamento do referido sistema e propondo as ações consideradas adequadas à promoção de maiores padrões de eficiência e eficácia do mesmo.
Os conselhos municipais de educação reúnem, ordinariamente, no início do ano letivo e no final de cada período escolar e, extraordinariamente, sempre que convocados pelo seu presidente.

Membros. Em Oliveira do Bairro, o Conselho Municipal de Educação ficou assim constituído: Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira; Presidente da Assembleia Municipal, Manuel Nunes; Vereadora da Educação, Elsa dos Reis Pires; Presidente da Junta de Freguesia eleito pela Assembleia Municipal em representação das freguesias do Concelho, Márcio Oliveira (Junta de Freguesia de Oliveira do Bairro); representante da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, Cristina Oliveira; representante do Pessoal docente do Ensino Secundário Público, Acácio Vieira Albuquerque; representante do pessoal docente do Ensino Básico Público, Júlia Gradeço; representante do pessoal docente da Educação Pré-escolar Pública, Educadora Maria da Graça Luzio; representante dos estabelecimentos de educação do ensino básico e secundário privados, Regina Vidal (IPSB); representantes das Associações de Pais e Encarregados de Educação, Octávio Oliveira (Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola do 1.º Ciclo e Jardim de Infância de Oiã) e Óscar Albuquerque Caldeira (Associação de Pais da Escola Secundária de Oliveira do Bairro); representante das Associações de Estudantes, Tiago Daniel Miranda (Associação de Estudantes da Escola Secundária de Oliveira do Bairro); representante das instituições particulares de solidariedade social que desenvolvem atividades na área da Educação, Luís Miguel (Centro Social e Paroquial de S. Pedro da Palhaça); representante dos serviços públicos de Saúde, Ana Oliveira (Coordenadora da Unidade de Saúde Pública do ACeS do Baixo Vouga); representante dos Serviços de Segurança Social, Fátima Helena (Instituto de Solidariedade e Segurança Social); representante dos Serviços de Emprego e Formação Profissional, José António Gomes (Instituto de Emprego e Formação Profissional – Águeda); representante dos Serviços Públicos da área da Juventude e do Desporto, José Cardoso; representante das forças de segurança, Comandante do Destacamento da GNR de Anadia – Tenente de Infantaria Rui Alves Silva e representante do Conselho Municipal de Juventude, Patrícia Alexandra Oliveira Nunes (Agrupamento de Escuteiros de Oiã.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

Movimento antitourada avisa Câmara de Oliveira do Bairro


Vítor Manuel, residente em Sangalhos, que, em 2013, encabeçou um movimento contra a realização da tradicional tourada da Feira do Cavalo que decorre em simultâneo com a FIACOBA, avisou, na última reunião da Câmara de Oliveira do Bairro, que vai preparar uma nova manifestação, em grande escala, contra este evento. “Estou aqui, novamente, para perguntar por que o presidente esbanja tanto dinheiro para promover espetáculos sanguinários, hediondos, macabros, quando tem tanta coisa para fazer aqui no concelho”. “Vou contar com todas as sociedades dos direitos de animais e o presidente vai ser conhecido pela pior forma”, avisou Vítor Manuel.
Vítor Manuel acusou ainda o presidente de estar a meter o vício das touradas nas crianças e a criar “futuros psicopatas”. “Estudos dizem que os psicopatas começam por aqui”, afirmou.
O Partido pelos Animais e pela Natureza (PAN) também esteve presente na reunião e sugeriu que o presidente da Câmara “pondere, em vez da tourada, a integração de um espetáculo cultural e pedagógico”.
O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira, explicou que “não se trata de uma atividade isolada e está enquadrada numa feira que já vai na sétima edição”, justificando que “a gestão do orçamento cabe à Câmara Municipal, sendo este aprovado pela Assembleia Municipal”.
O edil referiu ainda que já viu muitas médicas a levarem os filhos e os netos, pelo que “se calhar têm uma ideia diferente da sua”.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

Comissão de Proteção de Jovens regista aumento de casos em 2013


Em 2013, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Oliveira do Bairro (CPCJ) instaurou 53 novos processos que, somados aos processos em acompanhamento dos anos anteriores, resultou num volume processual total de 103 processos. Destes, foram arquivados 64, estando ainda ativos 39 processos.
A CPCJ tem como objetivo afastar o perigo em que crianças e jovens do concelho se possam encontrar, proporcionando-lhes condições de saúde, segurança, formação, educação, bem-estar e desenvolvimento integral.
Os dados foram revelados no dia 2 de junho, no Espaço Inovação em Vila Verde – Oliveira do Bairro, num encontro de reflexão entre Instituições Particulares de Solidariedade Social subordinada ao tema: “O Papel das IPSS no Sistema de Promoção e Proteção – Interpelações e Responsabilidades”, tendo como destinatários as Direções e Equipas técnicas de todas as IPSS do Concelho de Oliveira do Bairro.

Aumento de processos. Para Hélio Bento Ferreira, presidente da CPCJ de Oliveira do Bairro, é um facto que “temos vindo a observar um progressivo aumento de processos de promoção e proteção”. No entanto, este responsável entende que “é fundamental compreender que o aumento de processos não é necessariamente sinal de que os pais do nosso concelho se têm vindo a tornar mais negligentes ou maltratantes”. No entendimento do presidente da CPCJ de Oliveira do Bairro, existem três fatores essenciais que promovem este aumento contínuo: “em primeiro, o facto da Comunidade estar mais atenta para os problemas e perigos que afetam as crianças e jovens; em segundo, o reconhecimento da relevância da atuação da CPCJ na proteção das crianças e jovens do concelho, quer pelos serviços existentes na comunidade quer, mais diretamente, pelos próprios pais e jovens, e em terceiro, os problemas socioeconómicos que o país atravessa e que, inevitavelmente, afetam as famílias, sobretudo as socialmente mais vulneráveis”.
Hélio Bento Ferreira acredita que esses problemas económicos “podem repercutir-se na prestação de cuidados ou na capacidade dos pais em garantirem um ambiente familiar saudável e propiciador de um crescimento harmónico dos seus filhos.”

Apelo. Mesmo com este aumento de processos, a CPCJ de Oliveira do Bairro continua a apelar para que as pessoas que, tendo conhecimento de casos de abandono, maus tratos físicos e/ou psíquicos, abuso sexual, negligência física e emocional, exploração de trabalho infantil, testemunhas de violência, consumo de estupefacientes, abandono escolar, que envolvam crianças e jovens, façam chegar à entidade essa informação, através de carta, e-mail, telefone ou pessoalmente na sua sede. Essa sinalização poderá, inclusivamente, ser feita de forma anónima. Para o presidente da CPCJ de Oliveira do Bairro, “mais do que um dever cívico, é uma obrigação denunciar as situações que coloquem em perigo as nossas crianças”.
Este encontro, organizado pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Oliveira do Bairro (CPCJ), teve como principal objetivo definir estratégias que melhorem a articulação entre as diferentes instituições e a CPCJ local, garantindo uma melhor eficácia na promoção e proteção dos direitos das crianças e jovens do concelho. A 12 de junho, no mesmo local, a CPCJ reuni-se com as Associações de Pais, num encontro com o mesmo objetivo.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

Rãs tiram o sono a dezenas de moradores


Há muito que dormir no silêncio da noite é proibido nos prédios do Vale do Junco, nas proximidades dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Bairro. Os moradores queixam-se que as rãs, que “habitam” numa lagoa, formada devido à extração de inertes, nas traseiras dos prédios, não lhes dão sossego, nem de dia nem de noite. Um abaixo-assinado já circula com o objetivo de ser enviado às entidades competentes.

Saúde pública. Os moradores argumentam que é um caso de saúde pública e que já pediram, há muito tempo, ajuda às entidades competentes, nomeadamente à Delegação de Saúde, mas que até hoje nada foi feito.
Por outro lado, nos dias mais quentes, os moradores também estão impossibilitados de abrir as janelas, devido aos milhares de mosquitos que por lá vivem e que também servem de alimento às rãs.
Os moradores estão conscientes de que a situação não é fácil de ser resolvida, até porque a lagoa é pertença do empreiteiro que, entretanto, faliu e, mais recentemente, faleceu.
Dorindo Briosa, um dos moradores, conta que, ao longo dos últimos seis anos, “a situação tem vindo a piorar e agora ninguém consegue dormir descansado”. “O pior mesmo são os mosquitos que entram pelas janelas dentro. Isto é terrível, como se pode ver pelo número de pessoas que assinaram o abaixo-assinado”, afirma.

Barulhos. João Neto também se queixa dos “barulhos” provocados pelas rãs, sublinhando que “este é um problema que se arrasta há muito tempo e que o condomínio tem estado a fazer diligências no sentido de resolver”.
Este morador explica ainda que “o problema dos mosquitos é outra preocupação nos dias mais quentes, uma vez que o lago existente tem as águas paradas, pelo que toda a ajuda nesta altura é bem-vinda”.

Posted in Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

Jantar dos Bombeiros junta 400 convivas


Mais de 400 pessoas, no passado dia 17 de maio, sábado, marcaram encontro no Espaço Inovação para um Jantar inserido nas comemorações dos 40 anos da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Oliveira do Bairro (AHBVOB).
Além de proporcionar uma excelente noite de convívio entre os presentes, permitiu uma atualização do posicionamento da Associação nos dias de hoje no concelho, e num âmbito mais alargado no Distrito de Aveiro, no que concerne aos seus recursos, à sua atividade, e às suas expectativas.
O Comandante da corporação oliveirense, Marco Maia, destacou os três veículos operacionais adquiridos desde o início do ano de 2013, totalizando um investimento total na ordem dos 350 mil euros, dos quais, sublinhou o presidente da direção da Associação, a parcela de 120 mil euros destinada ao investimento no mais recente num Veículo Tanque Tático Urbano que não beneficiou de qualquer comparticipação ou apoio financeiro.
O Presidente da Câmara Municipal enalteceu o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelos atuais dirigentes da AHBVOB, comprometendo-se a levar à consideração do atual Governo Autárquico, os apelos que ultimamente têm sido endereçados à Câmara Municipal por parte da AHBVOB.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

Pergunta da semana

Vai a algum festival de verão este ano?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com