Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "Oliveira do Bairro"

Oliveira do Bairro: Concerto de Natal no Quartel das Artes a 21 de dezembro


Seis coros, três maestros e um quartel – venha o público! O Quartel das Artes Dr. Alípio Sol vai acolher no próximo dia 21 de dezembro (domingo), às 15h30, mais uma edição do Concerto de Natal, promovido pela Câmara Municipal de Oliveira do Bairro e integrado na Programação Natal Brilhante.
Para além da habitual participação do Coro de Câmara da Bairrada, do Grupo Coral do Orfeão de Bustos, do Grupo Coral da Casa do Povo do Troviscal, do Orfeão Sol do Troviscal e do Grupo Coral de Oiã, a edição de 2014 traz algumas novidades que passam pelas presenças de um Coro Infantil, formado especificamente para este Concerto de Natal, do pianista Cláudio Vaz e do Quarteto de Trompetes da Escola de Artes da Bairrada.
De destacar ainda que será a primeira vez que o Concerto de Natal, espetáculo que tem vindo, desde 2006, a aumentar de forma significativa a sua qualidade, fruto do excelente trabalho que os cinco grupos corais do Concelho têm vindo a realizar, acontece no Quartel das Artes Dr. Alípio Sol, emprestando-lhe toda a solenidade e dimensão que este já tradicional concerto merece.
A entrada para o espetáculo é gratuita mas sujeita a levantamento de bilhete e à lotação do auditório.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Livro sobre os 40 anos de Abril lançado em 2015


O livro “40 Anos de Abril, Memórias de Oliveira do Bairro” vai ser lançado em abril de 2015, anunciou, na última Assembleia Municipal, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira, como resposta às preocupações do deputado socialista Armando Humberto Pinto.
Mário João Oliveira garantiu que, “depois de algumas reuniões que tivemos, tudo iremos fazer para avançar com o livro”.
Já Armando Humberto Pinto recordou que “foi aprovada, na última Assembleia, por unanimidade, uma proposta de recomendação no sentido da Câmara Municipal suportar as despesas de edição em papel desta obra, e foi até sugerido o dia 25 de novembro como um dia oportuno para o seu lançamento”.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Projetos Sorrisos Séniores


A Universidade Sénior de Oliveira do Bairro, em parceria com o Centro de Saúde de Oliveira do Bairro, proporcionou aos seus alunos um rastreio oral gratuito, englobado no projeto “Sorrisos Séniores”, que decorreu em dois dias nos finais de novembro.
Este rastreio contou com a participação do médico dentista Frias Bulhosa, do ACES Baixo Vouga e Membro do Conselho Deontológico e de disciplina da Ordem dos Médicos Dentistas, e da Higienista Oral do ACES Baixo Vouga, Fernanda Matias, que procederam ao diagnóstico de saúde oral, alertando para a importância das consultas, prevenindo assim situações de maior intervenção.
Este rastreio teve como objetivo a deteção de problemas do foro de saúde oral nos séniores, tendo em vista o aconselhamento e tratamento, bem como elucidá-los para boas práticas de higiene oral.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Conferência JB/CMOB dá pistas à economia bairradina


Abordar a economia numa altura de grandes mudanças e viragens nos mercados, aproveitar o momento menos favorável das finanças da maior parte das empresas para repensar objetivos e perspetivar novos rumos comerciais foram desafios colocados no 3.º Jantar Conferência do Jornal da Bairrada, organizado em conjunto com a Câmara Municipal de Oliveira do Bairro e subordinado ao tema “A Economia que Funciona”.

No restaurante D. Rogério, em Oiã, juntaram-se, no dia 4 de dezembro, cerca de duas centenas de participantes, numa plateia recheada de empresários, autarcas, líderes associativos, entre outras figuras proeminentes do desenvolvimento económico da Bairrada.

Daniel Bessa: Capitalização das empresas é prioritária

O ex-ministro de António Guterres, Daniel Bessa, abriu a conferência e deu enfoque ao facto de termos uma economia dicotómica no país, garantindo que “há um Portugal que está à margem da crise” e, por outro lado, “há meio país pendurado nas dívidas públicas e com a crise das finanças públicas, é o diabo”.
Para o agora diretor-geral da COTEC Portugal, dicotomia é também a marca no financiamento das empresas, argumentando que, por mais paradoxal que essa possa parecer, retrata a realidade do país, já que “há uma economia que funciona, que merece toda a confiança do sistema bancário”, mas também “há uma economia que não funciona, rejeitada pelo sistema bancário”.
Para o futuro, o ex-governante acredita que vai haver grandes dificuldades para os empresários, deixando como desafios a rentabilidade ou melhoria da balança comercial, elegendo a capitalização das empresas como “objetivo principal”, seguindo como tarefa “trabalhar a rentabilidade, depois de preocupações com a qualidade e a solidez”.

Rui Assis: Tecnologia permite testar mercado antes do investimento

Seguiu-se na conferência a intervenção de Rui Assis, responsável da área de Consultoria de Transformação de Negócios da PT Empresas, deixando o vinco de que a massificação da internet tem sido determinante para o sucesso da economia e, pegando no exemplo das empresas de hotelaria e turismo, o desenvolvimento da tecnologia levou à desintermediação, ou seja, “colocou as empresas em contacto direto com os clientes”, mas, por outro lado, criou um nicho de negócio de intermediários virtuais, que colocam novos desafios aos empresários do ramo, o que, para este responsável, faz funcionar a economia.

Carlos Coelho: Gerir uma marca é controlar uma metade e seduzir outra metade

O último orador foi Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas. Fundador e presidente da Ivity Brand Corp, este responsável arrancou sonoras gargalhadas da plateia, que por alguns minutos foi desafiada a pensar no valor do país, nas suas marcas e identidade. E começou pela cómica alegoria de “um cão a fazer xixi na roda de um automóvel, deixando uma marca e definindo território. Os territórios estão sempre a mexer, por isso temos que estar, no mínimo, sempre a fazer xixi”.
Numa intervenção proativa e positiva sobre Portugal e os portugueses, aquele responsável apelidou o país de “extraordinário” e não se cansou de deixar casos de sucesso, entre eles a famosa onda da Nazaré surfada por McNamara: “Uma onda ao final da rua pode mudar uma economia inteira”. Os três vinhos de Portugal no lote dos quatro melhores do mundo e outros exemplos foram também mote para a intervenção de Carlos Coelho, defendendo que, já que o mundo está rendido ao nosso valor, “é altura de subir preços”.
“Portugal é um país de pequenas coisas extraordinárias”, disse Carlos Coelho, almejando ver no futuro “um alemão a trabalhar muito para poder comprar um vinho baga português”. “Esta é a altura para sonhar, fazer coisas que os outros não fazem”, concluiu.
No encerramento da iniciativa, o presidente da Câmara de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira, congratulou-se com o elevado número de presenças, entre as quais os seus congéneres de Cantanhede e Vagos – e vereadores dos restantes municípios bairradinos – com a qualidade dos oradores e com o facto daquela noite ter permitido abordar melhor termos como “tecnologia, valor, competitividade e, sobretudo, falar bem das potencialidades do nosso país”.
O 3.º Jantar Conferência JB/CMOB contou com com o Alto Patrocínio da PT Empresas e os apoios da Associação Comercial e Industrial da Bairrada (ACIB) e da Associação da Empresarial de Águeda (AEA).

João Paulo Teles

Reportagem completa na edição impressa ou digital do Jornal da Bairrada de 11/12/2014

Posted in Destaque, Oiã, Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Orçamento de 23 milhões para Oliveira do Bairro aprovado com os votos contra do PS


O Plano e Orçamento para 2015 da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, no valor de 23.409.722 euros, foram aprovados, por maioria, com os votos contra do PS (dois) e sete abstenções do CDS/PP, na madrugada do último sábado.
O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira, começou por fazer uma breve apresentação do orçamento, sublinhando que “se trata de um orçamento diferente em relação aos últimos sete anos”. “Estamos no fim de um quadro de apoio e será, portanto, o arranque de um novo quadro, cujos regulamentos ainda não são conhecidos”, referiu Mário João Oliveira, afirmando estar “consciente das dificuldades e responsabilidades na abordagem das mesmas. Estamos capacitados para dar continuidade aos projetos já iniciados e, assim, consolidar o bom trabalho produzido nos anos antecedentes”.
O autarca de Oliveira do Bairro destacou que “além da condicionante conjuntural, merece relevo a comparticipação obrigatória do município para o Fundo de Apoio Municipal (FAM), no valor de 115.824,00 euros, por ano [durante 7 anos], para fazer face às graves dificuldades financeiras que vários municípios atravessam”.
Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Cerca de 1200 pessoas passaram este fim de semana no QA


Cerca de 1200 pessoas, em dois espetáculos com lotação esgotada e outro com a plateia praticamente cheia, passaram este fim-de-semana pelo Quartel das Artes Dr. Alípio Sol.

Na 6ª feira, Ana Brito e Cunha, Fernanda Serrano e Maria Henrique apresentaram a peça “40 e Então?”, provocando inúmeros sorrisos e muitas gargalhadas no público que esgotou o auditório. Depois de terem vindo em 2005 ao Silveiro apresentar “Confissões das mulheres de 30″, as três atrizes regressaram ao concelho para nos falar da “ternura feminina dos 40″.

No sábado, o auditório voltou a esgotar com a Grande Noite de Fado, evento que o QA recebeu em regime de acolhimento, organizado pelo Centro Paroquial de Oliveira do Bairro. A iniciativa, que se saldou num enorme êxito, teve como objetivo angariar fundos para o restauro e reabilitação da Igreja Matriz de Oliveira do Bairro. Em palco estiveram as fadistas Mónica Jesus e Maria do Rosário, acompanhadas por João Mário Grave, na guitarra portuguesa, e Armando Lopes, na viola.

A tarde de domingo ficou marcada por mais um magnífico concerto da Orquestra Filarmonia das Beiras, desta vez no âmbito da Homenagem ao Eng. António Manuel Dias Cardoso. No auditório do QA ouviram-se obras de Mozart, Haydn e Locheur, sob a direção do Maestro Jean-Sébastien Béreau.

O Quartel das Artes Dr. Alípio Sol continua, assim, a apresentar todas as semanas uma programação eclética de grande qualidade, trazendo a Oliveira do Bairro espetáculos de inquestionável valor cultural e proporcionando às associações concelhias a possibilidade de realizarem, em regime de acolhimento, eventos de grande qualidade.

Da agenda do Quartel das Artes Dr. Alípio Sol para as próximas semanas destaca-se a VIII Gala do Basquetebol Aveirense, organizado pela Associação de Basquetebol de Aveiro, através do Atómicos Sport Clube, no dia 29 de novembro, e em dezembro o concerto dos Txarango, no âmbito do festival OuTonalidades, no dia 5, o espetáculo de música e dança “E…ternamente Dezembro”, do Conservatório Artes e Comunicação – Filarmónica União Oliveira do Bairro, no dia 6, e um espetáculo de tributo a Steve Wonder pelos Big Band of Friends, a 19 de dezembro. Através do site (www.quarteldasartes.com) ou da página de facebook do QA (www.facebook.com/quarteldasartes), pode conhecer os próximos espetáculos e saber como adquirir os bilhetes.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Respeitar os Sinais é Sinal de Civismo


A Câmara Municipal de Oliveira do Bairro e a SUMA (Serviços Urbanos e Meio Ambiente), dando seguimento a investimentos conjuntos no âmbito da educação ambiental, concluíram no dia 6 de novembro a implementação da mais recente campanha “Respeitar os Sinais é Sinal de Civismo!”. Estima-se que, em 2 dias de ação no terreno, a campanha, dirigida à população do pré-escolar, tenha atingido cerca de 300 sujeitos.
De acordo com a SUMA, “o principal objetivo da campanha – reforçar os procedimentos de correta utilização de espaços e equipamentos públicos – foi difundido através da realização de sessões de formação em contexto de sala de aula”. “Como complemento e forma de disseminar os conteúdos da ação, foram ainda distribuídos pelas crianças e educadores cadernos de atividades com jogos pedagógicos e mensagens de sensibilização”, acrescenta em comunicado a SUMA, sublinhando que “a universalidade dos símbolos utilizados para ilustrar as principais obrigações e proibições, sobretudo no âmbito da limpeza urbana e do acondicionamento e deposição de resíduos, resultou numa fácil leitura e apreensão das informações que se pretendiam veicular, transversal às várias faixas etárias”.
Para este ano, está ainda prevista a concretização de uma ação, versando sobre as temáticas de redução de resíduos na origem.

SUMA. Com quase duas décadas de experiência consolidada ao serviço do Ambiente e das populações, a SUMA detém, desde a sua origem, a posição de liderança no setor, e mais de três dezenas de empresas dedicadas a assegurar a excelência na gestão integrada do ciclo de vida dos Resíduos. A sua estratégia de crescimento sustentado e de implantação geográfica dentro e fora de Portugal materializa-se num ambicioso projeto de internacionalização, já iniciado nos mercados da Europa Central e África. Reconhecida publicamente como “Empresa de Gestão Exemplar”, a SUMA reinventa-se numa Política de compromisso para a Sustentabilidade, estruturando-se num sólido percurso de investimento em Qualidade Incremental, Formação Profissional, Dignificação do Setor de Atuação, Responsabilidade Social e Educação para a Cidadania.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Os segredos do Comandante Bastos


Na última sexta-feira, decorreu mais uma das previstas entrevistas do ciclo “Tem a Palavra”, uma organização conjunta da Junta de Freguesia de Oliveira do Bairro e da ANOB. O início ficou em suspenso até que chegasse o fim do jogo Portugal-Arménia. Até aí, o público não era muito, mas com uma vitória no coração, começaram a chegar mais pessoas e a Cafetaria do Quartel das Artes compunha-se.

O entrevistado da noite foi o ex-comandante dos Bombeiros, António Mário Bastos, com rico e imenso currículo. A entrevista foi conduzida por Armor Pires Mota, durante 90 minutos. Falou de um longo percurso como comandante, 31 anos, e 35 de bombeiro, e já havia chegado à conclusão de que deveria ter saído mais cedo, há sempre um tempo certo. Confidenciou que um dos Inspectores do Porto lhe chamava “o comandante sorridente”, dado que se criara uma grande empatia e amizade entre ambos nos primeiros anos e, sendo assim, quando se lhe dirigia, tinha sempre a porta aberta. Efectivamente, António Bastos tem o ADN do sorriso, desde muito novo, assim sempre foi. Quanto a boas recordações, disse que as melhores, que guarda, são do tempo do primeiro quartel.

Além de empresário e sócio do grupo RECER, fundador do Núcleo da Cruz Vermelha de Oliveira do Bairro e do Rotary, foi também político. Fez quatro mandatos na Assembleia Municipal, três no tempo de Alípio Sol e um no tempo de Acílio Gala. Lembrou o respeito como decorriam as assembleias no tempo de Alípio Sol por quem, confessou, nutria muita admiração, porque, disse, era um “homem que amava o concelho” e que as duas maiores obras que deixou foi a criação (no papel) da Zona Industrial de Oiã e a criação da Comarca de Oliveira do Bairro. Reconheceu que estudava sempre muito bem os dossiers e era muito esforçado e trabalhador, sempre em defesa de Oliveira do Bairro, concelho. Mas fez uma revelação: quem primeiro foi convidado pelo deputado do PSD, o inesquecível Dr. Antídio Costa, foi ele próprio que recusou o convite, para se candidatar ao lugar nas primeiras eleições livres, porque sempre reconheceu que não tinha vocação política”, sobretudo para aquele cargo. E mais, confessou que jamais se arrependera de ter assumido essa posição, num tempo em que havia pouco dinheiro. Que faria mais de que Alípio, confessou não saber. Era tempo de pouco dinheiro…
APM

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Secretário de Estado e Embaixador Espanhol visitam concelho empresarial


O secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Luís Campos Ferreira, e o Embaixador de Espanha, Eduardo Junco, visitaram, na penúltima quinta-feira, o concelho de Oliveira do Bairro e algumas das suas principais empresas, a Kiwicoop, a Modicer e a Recer. A iniciativa, denominada “Embaixadoria”, terminou com um jantar no Quartel das Artes, reunindo mais de três dezenas de empresários do concelho com interesse no mercado espanhol. Com a iniciativa “Embaixadorias”, Luís Campos Ferreira pretende levar Embaixadores acreditados em Lisboa a visitar diversas regiões nacionais, realçando a diversidade cultural e as potencialidades do tecido empresarial do nosso país, de modo a promover as exportações e a internacionalização das empresas portuguesas.

Crescimento. No Quartel das Artes Dr. Alípio Sol, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira, começou por fazer uma breve caraterização do concelho de Oliveira do Bairro. “Este é um concelho com uma localização geográfica privilegiada e dos que mais cresce em termos populacionais – cerca de 10%. De acordo com dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), Oliveira do Bairro é uma das cidades que mais cresceu a nível nacional (15%), facto que espelha a capacidade de atratividade do nosso território.”
“O aumento da população e do tecido empresarial fazem de Oliveira do Bairro um concelho em franco crescimento, moderno, dinâmico, empreendedor, com empresas sólidas e com uma taxa de desemprego que rondará os 8%, percentagem muito inferior à média nacional”, disse Mário João Oliveira, afirmando que “é um concelho que apetece visitar, onde apetece viver e onde vale a pena investir”. Até porque, no concelho “temos empresas sãs, económica e financeiramente equilibradas que promovem emprego estável, salários justos e condições de trabalho seguras, assegurando uma economia local dinâmica e empreendedora”.
Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

3.º Encontro de antigos Bombeiros


O 3.º Encontro de antigos Bombeiros de Oliveira do Bairro realiza-se, no próximo dia 8 de dezembro.
Trata-se de um evento sem qualquer fim lucrativo, destinando-se apenas a promover a confraternização entre os elementos do atual Corpo de Bombeiros e antigos elementos, que terá o seguinte programa: 10h – Receção no Quartel; 10h30 – Porto de Honra; 11h – Exercício/Demonstração no Quartel; 12h15 – Escadaria da Igreja de Oiã para Foto de Grupo e pelas 12h30 – Almoço no Restaurante Garden (Parque do Vieiro) em Oiã.
As inscrições poderão ser feitas até ao dia 3 de dezembro, através dos seguintes contactos: 915 277 180, 910 031 015 e 915 255 087.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Ad Code

Pergunta da semana

Acredita na Astrologia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com