Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "Oliveira do Bairro"

Novas Unidades de Saúde são meras intenções, diz presidente


A construção de uma Unidade de Saúde Familiar na União de Freguesias de Bustos, Troviscal e Mamarrosa, e de uma Extensão de Saúde na Palhaça não passam de meras intenções e não “existem projetos”. A garantia foi dada, na última reunião de Câmara, realizada na penúltima quinta-feira, pelo presidente da autarquia Mário João Oliveira, respondendo, desta forma, a uma preocupação da vereadora do CDS/PP, Lília Ana Águas, que citou uma notícia publicada no Jornal da Bairrada, onde demos conta que foram apresentadas pela autarquia oliveirense duas candidaturas aos fundos do Centro 2020, no valor global de um milhão de euros.

Dimensão. A vereadora do CDS/PP, Lília Ana Águas, alertou ainda o presidente da Câmara Municipal, Mário João Oliveira, para “as discrepâncias populacionais da União de Freguesias (6500 pessoas) e da Palhaça (2500)”, questionando o presidente sobre “a localização e a dimensão”.
Mário João Oliveira justificou que “o novo Quadro Comunitário de Apoio ainda agora se iniciou e com patamares muito distintos dos anteriores. Com regras mais apertadas e mais difíceis, tendo a CIRA apresentado candidatura no âmbito do pacto de desenvolvimento”. “O elencar das necessidades e lutar por elas é um dever de qualquer autarca, devendo os valores ser analisados a seu tempo, para se ter mais e melhores recursos na área da saúde, tanto mais que as competências da autarquia neste domínio são praticamente nulas”.

Posted in Oliveira do BairroComments (0)

PDM aprovado, 15 anos depois, por maioria, com abstenções do PS


O novo Plano Diretor Municipal (PDM) do concelho de Oliveira do Bairro foi aprovado, 15 anos depois, por maioria, com duas abstenções do PS, na última sexta-feira, durante a Assembleia Municipal. Agora será publicado em Diário da República.
O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira, sublinhou que “o PDM é algo que permite levar por diante uma visão estratégica para o concelho”, afirmando que “por estar em curso há vários anos, não significa que houvesse muito trabalho feito”. Contudo, o que “importa é que passado este tempo – e foi demais -, as dificuldades foram ultrapassadas, assim como as burocracias. Neste processo houve discussão pública, participação e foram ponderadas situações, tendo merecido, em sede de executivo, a aprovação por unanimidade”. “Este é um documento que tenta corrigir a nosso ver o que desvirtuava o território, permitindo a ampliação de equipamentos existentes e mantendo as aldeias, mais aldeias”, referiu Mário João Oliveira, dando a conhecer que “nem todas as participações foram contempladas. Algumas foram parcialmente aceites e outras foram resolvidas em toda a sua totalidade”.
Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

De pequenino se sensibiliza para a violência contra idosos


O desafio consiste em tricotar “uma manta pelos direitos dos idosos”. A ideia nasceu no Centro Comunitário Paroquial de Nossa Senhora das Dores, em Caxias. Rapidamente se espalhou e já chegou a Oliveira do Bairro. Na quinta-feira, 28 de maio, oito avós aceitaram ir ao Centro Escolar tricotar e ensinar a tricotar.
“Trata-se de uma campanha que visa a sensibilização para os maus tratos contra idosos e que começou a ser divulgada pela Câmara Municipal de Oeiras”, explicou a JB a coordenadora do Centro Escolar de Oliveira do Bairro, Helena Soares. A campanha foi lançada a nível nacional no dia 9 de maio de 2014 e a primeira aparição pública da manta realizou-se nos Paços do Concelho de Oeiras, no dia 1 de outubro, assinalando o Dia Internacional do Idoso. Em março, a ideia chegava ao Centro Escolar de Oliveira do Bairro através da autarquia local. “Há muitas câmaras, instituições, empresas e escolas a aderir à campanha, em todo o país. A manta já foi até exposta na escadaria da Assembleia da República. O objetivo é entrar no Guiness, como a maior manta tricotada do mundo”, adiantou Helena Soares.
Os quadrados de tricot ou renda, de 30cm por 30cm, de várias cores, desenhos e pontos, vão aparecendo e alguns estão expostos à entrada do Centro Escolar. “Há professores que aprenderam naquele dia [28] a fazer tricot”, contou a coordenadora, dizendo ainda que, desde então, continuam a surgir verdadeiras obras de arte em tricot, “feitos pelas avós, mas também por mães, tias…” No final do ano letivo, seguirão para o Centro CP N.ª Sra. das Dores. “Aderimos à campanha porque verificamos que há crianças que são agressivas para com os seus avós. Abordámos, não apenas a violência, mas também a solidão, a falta de afeto. As crianças não estão ainda muito sensíveis a estas questões, mas tem de se lançar a sementinha.”

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Autarquia distribui kits de poupança de água


No Dia Mundial do Ambiente, celebrado a 5 de junho, a Câmara Municipal de Oliveira do Bairro distribuiu a 400 alunos do 2.º, 3.º e 4.º anos, de cinco escolas do concelho, kits de redutores de caudal de água.
A iniciativa, que passou pelos Polos Escolares de Oliveira do Bairro, Vila Verde, Troviscal, Bustos e Palhaça, teve como objetivo sensibilizar os mais novos, e por arrasto as suas famílias, para a importância da redução do consumo de água, num quadro de sustentabilidade da região mas também do país e do próprio planeta. Na ocasião foram transmitidas dicas de poupança de água, a forma de se instalar o redutor de caudal entregue a cada criança e sugeridos gestos diários que promovem a melhoria do ambiente, como a separação dos resíduos, não deitar lixo para o chão, etc..
Esta ação de distribuição de kits que permitem poupar água (redutores de caudal) integra-se no projeto da Agência para a Sustentabilidade e a Competitividade da Região de Aveiro, que tem como objetivo dotar a Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA), que inclui 11 municípios, de um conjunto de práticas inovadoras, no contexto nacional e internacional, promovendo-a como uma região de excelência, dinâmica e competitiva, com práticas e metodologias diferenciadas, nomeadamente no que diz respeito à sustentabilidade.
Atuando em sete eixos temáticos (economia verde, eficiência energética, eficiência hídrica, construção sustentável, valorização dos resíduos, alterações climáticas e mobilidade suave e ecoturismo) o projeto procura contribuir para a identificação e promoção de oportunidades geradoras de mais-valias e crescimento para a região, a criação de postos de trabalho e a difusão de conhecimento e boas práticas.
Os projetos e ações que estão a ser desenvolvidas no âmbito da Agência pretendem também auxiliar as 11 autarquias da CIRA a cumprirem os objetivos nacionais e internacionais no domínio do desenvolvimento sustentável.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Empresário de restauração condenado por não respeitar ordem de fecho da ASAE


Um empresário do ramo de restauração, de Oliveira do Bairro, foi condenado, na última sexta-feira, a uma pena de 80 dias de multa à taxa de 7 euros, ou 53 dias de prisão subsidiária, pela prática de um crime de desobediência. A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), por motivos higiénicos, fechou uma empresa de restauração, localizada em Oliveira do Bairro, e passados três dias, o empresário, à revelia da ASAE, voltou a abrir as portas ao público.
De acordo com a sentença, no dia 18 de maio, após uma ação de fiscalização efetuada pela ASAE, foi dada ordem de encerramento pelo incumprimento de regras de higiene. O empresário foi advertido de que incorria num crime de desobediência caso não acatasse a ordem. No dia 21 de maio, os inspetores regressaram ao local e verificaram que o empresário resolveu abrir ao público o estabelecimento sem que tenha havido uma nova inspeção, tendo incorrido na prática de um crime de desobediência.

Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Água no município é das mais caras do país e não tem tarifa social


preco-agua-anadia-oliveira-do-bairro

O município de Oliveira do Bairro é acusado pela Associação de Defesa do Consumidor (Deco) de praticar a tarifa mais elevada da água e ainda de não aplicar um tarifário social. A Deco explica que Oliveira do Bairro faz parte de um lote de dez municípios, a nível nacional, que aplica as tarifas mais elevadas.
Segundo a Deco, “a simulação do valor para um consumo de 120 metros cúbicos anuais, em Oliveira do Bairro, é de 350,95 euros. Em contrapartida para Anadia, é de 167,64 euros.
De acordo com a Deco, que cita os resultados de um estudo publicado na revista Proteste, “de norte a sul e do litoral para o interior, os tarifários continuam a pautar-se pela desigualdade”.
O estudo da Proteste analisou cerca de 450 tarifários aplicados ao consumidor final, em 150 municípios, incluindo as tarifas de abastecimento, saneamento e resíduos sólidos urbanos em abril de 2015.
“Entre os 10 municípios com fatura mais alta, seis são do distrito do Porto”, adianta a Deco, que dá o exemplo de Santo Tirso e da Trofa, onde se paga respetivamente 431,23 euros e 492,91 euros, por um consumo de 120 metros cúbicos anuais para os três serviços. Em contrapartida, segundo a associação, Barrancos regista uma fatura de 76,50 euros.
“Passados seis anos sobre a recomendação da Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos nesta matéria, existem ainda muitas entidades gestoras que não a cumprem”, avisa a associação.
Por outro lado, uma vez que se espera a aprovação da agregação dos sistemas multimunicipais em alta (captação e tratamento assegurados pelas entidades gestoras), a Deco acrescenta que “encara com apreensão o efeito no preço final dos serviços de água e saneamento”.
Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Bustos, Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Cem mil euros para as camadas jovens


A Câmara Municipal de Oliveira do Bairro aprovou, na penúltima feira, por unanimidade, a atribuição de 99.534 euros de subsídios às camadas jovens, prosseguindo “a determinação num apoio mais forte à formação iniciado em 2004”, segundo Mário João Oliveira, presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro.
Mário João Oliveira recordou que em 2004 os apoios às associações cifravam-se em 27.330 euros e, passado 11 anos , ascendem a quase 100 mil euros, apoiando mais de 1200 atletas.
O autarca deu ainda conta que “este ano foi introduzida uma majoração nos apoios, que terá em atenção o número de treinos e o mérito dos atletas, evidenciado através do número de provas ganhas”. “Esta valoração vai ser mais visível no atletismo, nomeadamente na ADERCUS e na ADREP”, acrescentou.
Relativamente ao pagamento, Mário João Oliveira adiantou que a primeira tranche deverá ser paga num prazo de um mês.
Já António Mota, vereador, disse não ter dúvidas que “a formação no concelho passou a ser muito especializada, o que se deveu ao investimento da Câmara Municipal”. “O pontapé na bola ou uma simples corrida acabou. Temos aqui uma formação que vai dar grandes atletas olímpicos, já que a formação não pode ser vista só por formação, mas formação com grande nível de especialização”.
O vereador do desporto, Cristóvão Batista, reforçou que “este ano houve uma análise criteriosa às camadas jovens”, sublinhando que “se trata do maior valor de sempre que entregamos”.
Cristóvão Batista esclareceu que “a majoração foi atribuída a duas coletividades, ADERCUS e ADREP, atendendo à boa época desportiva e ao alto nome que tem levado por este país fora”.

Subsídios
ADREP: 23.234,20 euros
Frei Gil Voleibol: 23.086,70 euros
OBSC: 17.853,06 euros
G. D. Águas Boas: 9.883,01 euros
ADERCUS: 9.801,00 euros
A. D. Oiã: 5.732,44 euros
Atómicos Sport Clube: 5.506,15 euros
APECOB: 2.754,15 euros
U. D. Silveiro: 744,98 euros
A. P. Wing Chun: 583,73 euros
A. D. Vilaverdense: 354,75 euros
Total 99.534,16 euros

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Municipalização aprovada em Oliveira do Bairro


A descentralização de competências na área da educação e formação municipal no município de Oliveira do Bairro foi aprovada, por unanimidade, na última reunião de Câmara, realizada na passada quinta-feira.
Não foram dados pormenores sobre o contrato que, após aprovação da Assembleia Municipal, vai ser assinado entre o município de Oliveira do Bairro, Ministério da Educação e Ciência, e a presidência do Conselho de Ministros.
O presidente da Câmara Municipal, Mário João Oliveira, referiu que se trata de um assunto que “tem vindo a ser trabalhado há muitos meses”. “Obtivemos a unanimidade do Conselho Geral e do Conselho Municipal de Educação, apenas registámos uma abstenção”, referiu o autarca, sublinhando que, “estando mais próximos, conseguimos fazer no mínimo igual, mas potencialmente melhor do que à distância”.
O edil reforçou ainda que “se não tivéssemos assumido a responsabilidade da gestão do 1.º ciclo não sei se tínhamos feito a remodelação da Escola Acácio Azevedo”, mostrando-se esperançado que “esta negociação nos dê mais força em termos de intervenção na nossa escola secundária”.
Sobre a remodelação da Escola Acácio Azevedo, o edil acrescentou que estará concluída este mês.

Posted in Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Encontro dos antigos alunos das escolas de Oliveira do Bairro


Realizou-se, no passado dia 9, 8.ª Encontro dos Antigos Alunos do Externato de Oliveira do Bairro, do Colégio do Infante e da Escola Secundária de Oliveira do Bairro.
Os antigos alunos destas escolas reuniram-se, com a presença dos ex-professores Rosalina Filipe, Leontina Novo, Assis, Prado e Castro e Henrique Tomás, nas instalações da Escola Secundária, a exemplo de anos transatos, para um franco convívio e despertar de emoções e de lembranças, seguido de almoço na cantina do Polo Escolar de Oliveira do Bairro, onde também decorreram momentos de bela música e canções, interpretadas pelos ex-alunos Victor Almeida e Silva, Silas Granjo e António Dias Cardoso, e a declamação de algumas frases soltas em tom poético, pela Alda Garcês.
Foi um momento de encontro de velhos amigos, de ex-colegas de carteira e de muitos anos de partilha e também de avivar as suas memórias dos bons e menos bons momentos que passaram juntos nestas escolas, assim como prestar uma singela homenagem a todos quantos foram importantes nas suas vidas de estudante e, que, de algum modo, contribuíram para a sua formação inicial da vida de cada um, assim como na formação como cidadãos, como profissionais e, essencialmente, como seres humanos que partilharam ou continuam a partilhar, com a sociedade em que estão inseridos.

Datas. Foram celebrados os 65, os 50 e 40 anos da criação destas três escolas do concelho de Oliveira do Bairro. Três enormes pilares do desenvolvimento cultural, educativo e formativo de milhares de jovens deste concelho e dos limítrofes, que, ao longo de décadas se cruzaram e cresceram como pessoas e iniciaram aqui o seu rumo e percurso de vida e onde se alicerçaram amizades e se prepararam para a vida, com o rigor, a autoridade, o saber estar e liderar, a irreverência, a modernidade, o profissionalismo e a competência dos professores, assim como o papel fundamental do corpo não docente.
Relembraram-se as várias dificuldades e problemas existentes ao longo dos tempos e as peripécias emocionantes vividas por alguns que deliciaram os presentes.

Plêiade. Evocou-se a importância que tiveram na criação destas escolas, em especial os dois colégios, dum grupo de pessoas que se empenharam no processo educativo e que iniciaram a plêiade do ensino básico e secundário deste concelho. Salientaram-se as figuras preponderantes de Acácio Azevedo, Manuel Filipe, Leonildo Rosa, Manuel Grangeia, Assis, José Moura, Lina Alves, Teresa Lemos, Valdemar, Henrique Tomás e de outros, não menos importantes na vida de todos.
Destas figuras que marcaram o destino do ensino básico e secundário desta sede do concelho e/ou o papel fundamental no crescimento e desenvolvimento das personalidades de muitos os que frequentaram estes estabelecimentos de ensino, salientaram-se os professores Acácio Azevedo, Manuel Filipe, Leonildo Rosa e Henrique Tomás.

Maria da Graça Tomás
Pela Comissão dos Antigos Alunos 2015

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Edifícios públicos sem estacionamento para deficientes


Nenhum dos edifícios públicos na cidade de Oliveira do Bairro, exceto a Biblioteca Municipal, disponibiliza lugares de estacionamento reservado a pessoas com mobilidade reduzida. A falha já foi reconhecida pelo presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira, que promete resolver estes problemas de acessibilidade e mobilidade para todos os munícipes, seguindo as “boas práticas” do Programa Municipal de Promoção da Acessibilidade. Por outro lado, durante uma visita que fizemos pela Alameda da Cidade de Oliveira do Bairro, onde existem alguns estacionamentos para deficientes, deparamo-nos com mais de 50% dos mesmos ocupados indevidamente por outras viaturas que não respeitam a sinalização.

Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

SFImobiliaria

Pergunta da semana

Portugueses praticam cada vez mais exercício ao ar livre. É o seu caso?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com