Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "Oliveira do Bairro"

Tribunal de Menores de O. do Bairro é recordista


Um estudo sobre a morosidade da justiça, divulgado na penúltima quinta-feira, revela que juízes de alguns Tribunais de Famílias e Menores chegam a ter menos de três horas para analisar e decidir cada processo nesta área, incluindo o tempo da audiência. O tribunal de Oliveira do Bairro, distrito de Aveiro, é o que termina mais processos por juiz (565) mas o Porto finda abaixo da média (296). As taxas maiores de incumprimentos e alterações em relação ao número de regulações são de Aveiro (281%), Oliveira do Bairro (216%) e Porto (170%). Faro (545) e Loures (411) também terminam muitos processos, mas têm taxas abaixo da média (119%) e (96%).

Dados. O estudo da Associação Portuguesa para a Igualdade Parental e Direito dos Filhos, baseado em dados do Ministério da Justiça e do Conselho Superior de Magistratura, avaliou indicadores como o número de processos por juiz, tempos médios de decisão, número de “crianças pendentes”, tempos de resolução das pendências e avaliação do volume processual por tribunal.
Paulo Santos, da associação, disse que a nível nacional, em média, os juízes dedicam a cada processo seis ou sete horas, mas há casos como o do Tribunal de Família e Menores de Aveiro, em que esse tempo desce para menos de três horas.
A justificação baseia-se no facto deste tribunal encerrar mais de 700 processos por ano e ter apenas um juiz, explicou Paulo Santos.
O estudo verificou que os tribunais mais sobrecarregados não têm um reforço de meios ao longo dos anos, levando a que um só juiz tenha pendente sobre si até 500 crianças, enquanto noutros tribunais nem chega a 100, e que é “normal” cada criança voltar uma ou duas vezes ao tribunal.
“Tribunais com o mesmo número de processos pendentes podem ter o triplo de juízes, não se percebendo bem o critério de atribuição”, sublinha a associação, frisando que, em alguns casos, os tribunais demoram mais de um ano e meio para resolver os processos que entram.

Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

15000 pessoas em dez meses no Quartel das Artes


O Quartel das Artes Dr. Alípio Sol (QA) festejou no início de janeiro 10 meses, desde que em 6 de abril de 2014 abriu as suas portas, logo com um festival (MOB – Festa da Música e dos Músicos de Oliveira do Bairro) que, durante 3 dias, envolveu 650 músicos, em cerca de 35 concertos, com 20 horas de música. Esse foi o “pontapé de saída” para uma programação que já levou mais de 15.000 pessoas ao QA, que assistiram e/ou participaram em 45 espetáculos/iniciativas dos mais variados géneros e dirigidos a públicos distintos, democratizando e promovendo o acesso às artes do espetáculo em toda a sua diversidade.

Qualidade. Para Mário João Oliveira, Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, o balanço é francamente positivo. “Não tínhamos dúvidas de que o Quartel das Artes Dr. Alípio Sol seria o sucesso que está à vista de todos. Quinze mil pessoas em dez meses é um número bastante significativo que comprova, de forma insofismável, a necessidade que os nossos munícipes tinham de um equipamento como este, bem como a qualidade dos espetáculos apresentados, alguns deles da responsabilidade de associações e entidades do concelho, com artistas locais que tiveram a oportunidade de ‘pisar um palco’ que é elogiado por todos os artistas, de dimensão nacional e internacional, que têm por cá passado”, referiu o autarca.

Programação. No que diz respeito à programação dos primeiros 10 meses, a agenda do QA foi em grande parte orientada a partir do Programa Cultura em Rede, da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA), através da Rede Urbana para a Competitividade e Inovação (RUCI), e do Protocolo de Acolhimento da d’Orfeu – Associação Cultural. O programa Cultura em Rede, que terminou no final de 2014, uniu os 11 municípios da CIRA numa programação cultural conjunta, que privilegiou o apoio a criadores de artes performativas, nomeadamente na área da dança, teatro e novo circo, e a promoção de projetos comunitários. O protocolo com a d’Orfeu, que prossegue até 2016, trouxe a Oliveira do Bairro vários espetáculos, serviços e extensões de festivais organizados por esta associação.
Nos primeiros dez meses de existência, o auditório do QA recebeu 15 concertos, três com formações internacionais; um festival; dois musicais; cinco espetáculos de dança, dois deles resultado de residências artísticas que envolveram cerca de meia centena de participantes locais; duas peças de teatro; um espetáculo de Novo Circo e um espetáculo de “performance”. Em regime de acolhimento, o Quartel das Artes Dr. Alípio Sol foi palco para 18 iniciativas promovidas por 10 entidades diferentes, a quem cedeu gratuitamente o espaço (IPSS’s, associações, escolas, Agrupamento de Escolas de Oliveira do Bairro, Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro e Jornal da Bairrada).

Lotação. O auditório do QA teve casa completamente lotada em nove espetáculos. Foi palco de duas galas (Aniversário da Região de Aveiro e Gala do Basquetebol Aveirense); uma entrega de prémios de mérito a jovens estudantes, pelo Jornal da Bairrada; um Concerto de Homenagem a uma figura ímpar da cultura Oliveirense, o Eng.º António Dias Cardoso; duas apresentações de livros; uma conferência de imprensa de apresentação do Festim – Festival de Músicas do Mundo; três conferências/conversas na Cafetaria, com convidados de reconhecido currículo; e uma fase distrital de um concurso de leitura.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Núcleo da JSD da União de Freguesias entrega donativos


O Núcleo da JSD da União de Freguesias de Bustos, Troviscal e Mamarrosa entregou, no passado sábado, dia 3 de janeiro, na Loja Social de Bustos, os donativos recebidos a partir da campanha “Ajuda-nos a ajudar”. Esta iniciativa decorreu desde o dia 29 de novembro, tendo o intuito de recolher brinquedos, pijamas, roupas e lençóis de inverno para colmatar algumas das necessidades transmitidas pelas voluntárias que gerem a Loja Social.
Susana Nunes, presidente do Núcleo da JSD, congratula-se pela iniciativa, referindo que “o Núcleo da JSD está disponível para ajudar em todas as iniciativas de cariz solidário, de forma a contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas”, enquanto que Álvaro Ferreira, presidente da Concelhia da JSD, enaltece a iniciativa e destaca o “forte e o importante papel que as voluntárias que gerem a Loja Social de Bustos têm no seio das famílias mais carenciadas de Bustos”.

Posted in Bustos, Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Oliveira do Bairro na Feira de Natal de Lamballe


Uma comitiva de Oliveira do Bairro, de que fizeram parte o vice-presidente da Câmara Municipal Cristovão Batista e a vereadora Elsa Pires, esta na qualidade de presidente do Comité de Geminação com Lamballe, participou na Feira de Natal daquela cidade francesa, que decorreu entre 12 e 14 de dezembro. A embaixada bairradina contou ainda com a presença de Manuel Martins, vice-presidente do Comité de Geminação e um dos principais responsáveis e impulsionadores da ligação entre as duas cidades, bem como os artesãos do concelho Carlinda Santos, Cristina Soares e Horácio Fernandes, que participaram ativamente no evento.
Os responsáveis portugueses aproveitaram a presença em Lamballe para reunirem com o Comité de Geminação local, dando seguimento à preparação dos próximos projetos conjuntos. De salientar que esta viagem a França veio na sequência de um convite do Presidente da Câmara de Lamballe, Loïc Cauret, aquando da sua visita à cidade bairradina realizada em outubro último, que convidou os “amigos” de Oliveira do Bairro a visitarem e participarem na Feira de Natal.
Há cerca de 16 anos, a 18 de julho de 1998, o Município de Oliveira do Bairro e a Comune de la Ville de Lamballe (Bretanha – França) assinaram o Protocolo de Geminação entre as duas cidades, dando início a contactos, intercâmbios e iniciativas regulares, que criaram laços de fraternidade e amizade fundamentais para o desenvolvimento social, cultural e económico das duas comunidades.
A comunidade de Lamballe pertence à região da Bretanha e ao departamento de Côtes-d’Armor, uma região particularmente bela, hospitaleira, onde já se estuda português e se prezam muito os amigos de Oliveira do Bairro.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

“Trapos e Farrapos” e Mascote vencem Concursos de Montras de Natal da ACIB


A loja de roupa infantil Trapos e Farrapos e a papelaria Mascote Portuguesa foram as vencedoras dos Concursos de Montras de Natal em Oliveira do Bairro e Anadia, respetivamente, que a ACIB – Associação Comercial e Industrial da Bairrada promoveu, em parceria com as respectivas Câmaras Municipais, de 15 a 25 de dezembro.
O resultado do concurso de montras foi o seguinte:
Oliveira do Bairro:
1.º classificado – Trapos e Farrapos
2.º classificado – Ginóflorista
3.º classificado – Katem

Anadia:
1.º classificado – Papelaria Mascote Portuguesa
2.º classificado – Sapataria Salto Alto
3.º classificado – Papelaria Lita

Participaram no concurso de montras os seguintes estabelecimentos:
Anadia: Aliópticas, Bairrinformática, Boutique Nely, Casa das Meias, Central Ópticas, Farmácia Agrícola, Faz-me Festas, Florista Floral de Anadia, Lojas M. Silva, Maria Louro Cabeleireiros, Padaria Abílio Ribeiro, Papelaria Cesário, Papelaria Lita, Papelaria Mascote Portuguesa, Perfumaria Pó D’ Arroz, Salto Alto, Sweet Sugar, Vei-Gás e Yeap Store
Oliveira do Bairro: Atelier de Moda, ElectroSilvério, Óptica Pereira, Retrosaria Mãos Sábias e Retrosaria Rosel em Bustos; Ginóflorista, Glam, Katem, Naturadélia, Óptica Ruivo, Papelaria Saimeiro, Trapos e Farrapos em Oliveira do Bairro; Glorys, OiãKids e Supermercado Super Poupança em Oiã; e Lucyartes no Troviscal.

Além dos Concursos de Montras, encontra-se ainda a decorrer o Sorteio de Natal, até 31 de dezembro, com prémios aliciantes para os consumidores do comércio tradicional.
O sorteio de Natal do Comércio Local consiste na entrega de uma senha, ao cliente, por cada 10 euros de compras efetuadas durante esse mês, nas lojas aderentes, que o habilitará ao sorteio de vários prémios.
As senhas, depois de devidamente preenchidas e carimbadas pelas lojas, deverão ser depositadas nas caixas, devidamente lacradas, que serão distribuídas aos comerciantes.

Posted in Anadia, Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Oliveira do Bairro: Concerto de Natal no Quartel das Artes a 21 de dezembro


Seis coros, três maestros e um quartel – venha o público! O Quartel das Artes Dr. Alípio Sol vai acolher no próximo dia 21 de dezembro (domingo), às 15h30, mais uma edição do Concerto de Natal, promovido pela Câmara Municipal de Oliveira do Bairro e integrado na Programação Natal Brilhante.
Para além da habitual participação do Coro de Câmara da Bairrada, do Grupo Coral do Orfeão de Bustos, do Grupo Coral da Casa do Povo do Troviscal, do Orfeão Sol do Troviscal e do Grupo Coral de Oiã, a edição de 2014 traz algumas novidades que passam pelas presenças de um Coro Infantil, formado especificamente para este Concerto de Natal, do pianista Cláudio Vaz e do Quarteto de Trompetes da Escola de Artes da Bairrada.
De destacar ainda que será a primeira vez que o Concerto de Natal, espetáculo que tem vindo, desde 2006, a aumentar de forma significativa a sua qualidade, fruto do excelente trabalho que os cinco grupos corais do Concelho têm vindo a realizar, acontece no Quartel das Artes Dr. Alípio Sol, emprestando-lhe toda a solenidade e dimensão que este já tradicional concerto merece.
A entrada para o espetáculo é gratuita mas sujeita a levantamento de bilhete e à lotação do auditório.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Livro sobre os 40 anos de Abril lançado em 2015


O livro “40 Anos de Abril, Memórias de Oliveira do Bairro” vai ser lançado em abril de 2015, anunciou, na última Assembleia Municipal, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira, como resposta às preocupações do deputado socialista Armando Humberto Pinto.
Mário João Oliveira garantiu que, “depois de algumas reuniões que tivemos, tudo iremos fazer para avançar com o livro”.
Já Armando Humberto Pinto recordou que “foi aprovada, na última Assembleia, por unanimidade, uma proposta de recomendação no sentido da Câmara Municipal suportar as despesas de edição em papel desta obra, e foi até sugerido o dia 25 de novembro como um dia oportuno para o seu lançamento”.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Projetos Sorrisos Séniores


A Universidade Sénior de Oliveira do Bairro, em parceria com o Centro de Saúde de Oliveira do Bairro, proporcionou aos seus alunos um rastreio oral gratuito, englobado no projeto “Sorrisos Séniores”, que decorreu em dois dias nos finais de novembro.
Este rastreio contou com a participação do médico dentista Frias Bulhosa, do ACES Baixo Vouga e Membro do Conselho Deontológico e de disciplina da Ordem dos Médicos Dentistas, e da Higienista Oral do ACES Baixo Vouga, Fernanda Matias, que procederam ao diagnóstico de saúde oral, alertando para a importância das consultas, prevenindo assim situações de maior intervenção.
Este rastreio teve como objetivo a deteção de problemas do foro de saúde oral nos séniores, tendo em vista o aconselhamento e tratamento, bem como elucidá-los para boas práticas de higiene oral.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Conferência JB/CMOB dá pistas à economia bairradina


Abordar a economia numa altura de grandes mudanças e viragens nos mercados, aproveitar o momento menos favorável das finanças da maior parte das empresas para repensar objetivos e perspetivar novos rumos comerciais foram desafios colocados no 3.º Jantar Conferência do Jornal da Bairrada, organizado em conjunto com a Câmara Municipal de Oliveira do Bairro e subordinado ao tema “A Economia que Funciona”.

No restaurante D. Rogério, em Oiã, juntaram-se, no dia 4 de dezembro, cerca de duas centenas de participantes, numa plateia recheada de empresários, autarcas, líderes associativos, entre outras figuras proeminentes do desenvolvimento económico da Bairrada.

Daniel Bessa: Capitalização das empresas é prioritária

O ex-ministro de António Guterres, Daniel Bessa, abriu a conferência e deu enfoque ao facto de termos uma economia dicotómica no país, garantindo que “há um Portugal que está à margem da crise” e, por outro lado, “há meio país pendurado nas dívidas públicas e com a crise das finanças públicas, é o diabo”.
Para o agora diretor-geral da COTEC Portugal, dicotomia é também a marca no financiamento das empresas, argumentando que, por mais paradoxal que essa possa parecer, retrata a realidade do país, já que “há uma economia que funciona, que merece toda a confiança do sistema bancário”, mas também “há uma economia que não funciona, rejeitada pelo sistema bancário”.
Para o futuro, o ex-governante acredita que vai haver grandes dificuldades para os empresários, deixando como desafios a rentabilidade ou melhoria da balança comercial, elegendo a capitalização das empresas como “objetivo principal”, seguindo como tarefa “trabalhar a rentabilidade, depois de preocupações com a qualidade e a solidez”.

Rui Assis: Tecnologia permite testar mercado antes do investimento

Seguiu-se na conferência a intervenção de Rui Assis, responsável da área de Consultoria de Transformação de Negócios da PT Empresas, deixando o vinco de que a massificação da internet tem sido determinante para o sucesso da economia e, pegando no exemplo das empresas de hotelaria e turismo, o desenvolvimento da tecnologia levou à desintermediação, ou seja, “colocou as empresas em contacto direto com os clientes”, mas, por outro lado, criou um nicho de negócio de intermediários virtuais, que colocam novos desafios aos empresários do ramo, o que, para este responsável, faz funcionar a economia.

Carlos Coelho: Gerir uma marca é controlar uma metade e seduzir outra metade

O último orador foi Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas. Fundador e presidente da Ivity Brand Corp, este responsável arrancou sonoras gargalhadas da plateia, que por alguns minutos foi desafiada a pensar no valor do país, nas suas marcas e identidade. E começou pela cómica alegoria de “um cão a fazer xixi na roda de um automóvel, deixando uma marca e definindo território. Os territórios estão sempre a mexer, por isso temos que estar, no mínimo, sempre a fazer xixi”.
Numa intervenção proativa e positiva sobre Portugal e os portugueses, aquele responsável apelidou o país de “extraordinário” e não se cansou de deixar casos de sucesso, entre eles a famosa onda da Nazaré surfada por McNamara: “Uma onda ao final da rua pode mudar uma economia inteira”. Os três vinhos de Portugal no lote dos quatro melhores do mundo e outros exemplos foram também mote para a intervenção de Carlos Coelho, defendendo que, já que o mundo está rendido ao nosso valor, “é altura de subir preços”.
“Portugal é um país de pequenas coisas extraordinárias”, disse Carlos Coelho, almejando ver no futuro “um alemão a trabalhar muito para poder comprar um vinho baga português”. “Esta é a altura para sonhar, fazer coisas que os outros não fazem”, concluiu.
No encerramento da iniciativa, o presidente da Câmara de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira, congratulou-se com o elevado número de presenças, entre as quais os seus congéneres de Cantanhede e Vagos – e vereadores dos restantes municípios bairradinos – com a qualidade dos oradores e com o facto daquela noite ter permitido abordar melhor termos como “tecnologia, valor, competitividade e, sobretudo, falar bem das potencialidades do nosso país”.
O 3.º Jantar Conferência JB/CMOB contou com com o Alto Patrocínio da PT Empresas e os apoios da Associação Comercial e Industrial da Bairrada (ACIB) e da Associação da Empresarial de Águeda (AEA).

João Paulo Teles

Reportagem completa na edição impressa ou digital do Jornal da Bairrada de 11/12/2014

Posted in Destaque, Oiã, Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Orçamento de 23 milhões para Oliveira do Bairro aprovado com os votos contra do PS


O Plano e Orçamento para 2015 da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, no valor de 23.409.722 euros, foram aprovados, por maioria, com os votos contra do PS (dois) e sete abstenções do CDS/PP, na madrugada do último sábado.
O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira, começou por fazer uma breve apresentação do orçamento, sublinhando que “se trata de um orçamento diferente em relação aos últimos sete anos”. “Estamos no fim de um quadro de apoio e será, portanto, o arranque de um novo quadro, cujos regulamentos ainda não são conhecidos”, referiu Mário João Oliveira, afirmando estar “consciente das dificuldades e responsabilidades na abordagem das mesmas. Estamos capacitados para dar continuidade aos projetos já iniciados e, assim, consolidar o bom trabalho produzido nos anos antecedentes”.
O autarca de Oliveira do Bairro destacou que “além da condicionante conjuntural, merece relevo a comparticipação obrigatória do município para o Fundo de Apoio Municipal (FAM), no valor de 115.824,00 euros, por ano [durante 7 anos], para fazer face às graves dificuldades financeiras que vários municípios atravessam”.
Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Ad Code

Pergunta da semana

Acredita na Astrologia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com