A junção da EB 2/3 com a Escola Secundária, ambas de Anadia, foi o último ponto em discussão na Assembleia Municipal, realizada sexta-feira. O tema foi apresentado pela bancada do CDS-PP que apontou alguns problemas decorrentes do desenvolvimento do projecto.
No âmbito do Programa de Modernização do Parque Escolar do Ensino Secundário, vai ser construída uma nova Escola Secundária em Anadia. A previsão é feita pela Parque Escolar – Entidade Pública Empresarial. A incorporação da EB 2/3 no projecto foi sugerida por Arménio Felício, representante da Parque Escolar, a quem Dino Rasga (PSD) apelidou de “pai da junção”.
O primeiro problema levantado pelo CDS-PP tem como base a “decisão” tomada “sem a auscultação prévia da direcção do Agrupamento de Escolas de Anadia, dos docentes que o integram, da Associação de Pais e Encarregados de Educação e de toda a comunidade educativa”, adiantou o deputado João Tiago Castelo-Branco (CDS-PP).
Facto confirmado pelo director do Agrupamento de Escolas de Anadia que “desconhecida o projecto até Novembro”, afirmou Elói Gomes, acrescentando que “a então directora regional, Engrácia Castro, numa reunião de 28 de Julho de 2009, ficou de marcar uma reunião, em Anadia, com as escolas e o Parque Escolar para apresentação do projecto, que nunca se realizou”.
O segundo problema prende-se com a inquietação manifestada pelo Agrupamento de Escolas de Anadia, docentes e Associação de Pais, que mostraram “preocupação assente na envolvência, no mesmo espaço físico, de alunos do 2.º ciclo, com alunos de 3.º ciclo, Ensino Secundário, Cursos de Educação e Formação para Adultos (EFA) e Cursos Novas Oportunidades”, todos em “diferentes estádios de desenvolvimento”, argumentou João Tiago Castelo-Branco.
O deputado do CDS-PP disse ainda que Litério Marques “garantiu sempre a construção de um edifício novo, independente e edificado de raiz, e nunca a junção da EB 2/3 com a Escola Secundária”. Em resposta, o edil afirmou que “não é ao presidente da Câmara que compete definir se há uma ou duas escolas”, pois “temos responsabilidades na Educação, mas até às EB 2/3, o resto é da competência do Ministério da Educação e dos Agrupamentos”. Reafirmando que “não tenho rigorosamente nada a ver com este processo”.
Perante os problemas levantados, Dino Rasga (PSD) questionou se “os nossos alunos são diferentes?”, pois “no país há dezenas de Agrupamentos com EB 2/3 e Ensino Secundário”, acrescentando que “o ataque à Câmara é descabido”.
A nova infra-estrutura está projectada para um terreno municipal, junto ao parque desportivo.
Segundo JB apurou, na última segunda-feira (dia 1), realizou-se uma reunião na EB 2/3 de Anadia onde esteve presente o director, subdirector, adjunta e presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Anadia; director, subdirector e professores da Escola Secundária de Anadia; representantes da Associação de Pais do Agrupamento de Escolas de Anadia e da Parque Escolar. O tema da junção das escolas foi novamente colocado em cima da mesa.

Rita de Freitas Gomes
ana.rita@jb.pt