O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, vai presidir às cerimónias militares e protocolares das comemorações dos 200 anos da Batalha do Bussaco, que se realizam na manhã do dia 27 de Setembro, no monumento comemorativo da batalha. O Chefe de Estado deverá chegar ao Bussaco por volta das 10h para presidir às cerimónias, constando ainda no programa uma visita ao Museu Militar do Bussaco e a inauguração de uma exposição no Convento de Santa Cruz do Bussaco.

As cerimónias militares e protocolares do Exército Português vão contar ainda com a presença do Ministro da Defesa, Augusto Santos Silva, do Chefe do Estado-Maior do Exército, General José Luis Pinto Ramalho, do Bispo de Coimbra, D. Albino Cleto e do Duque de Kent, em representação da Coroa Britânica.

Tendo em conta a afluência de espectadores prevista, o trânsito vai estar interrompido durante as cerimónias, nomeadamente nas vias de acesso à Cruz Alta, ao monumento comemorativo da batalha e à Mata Nacional do Bussaco.

Programa de 27 de Setembro:
8h45 – Hastear das Bandeiras Nacionais (Portugal, Reino Unido e França), junto ao monumento comemorativo da Batalha do Bussaco
9h – Missa Campal no jardim do Palace Hotel do Bussaco
9h30 – Chegada das entidades convidadas ao Palace Hotel do Bussaco (até às 10h)
10h30 – Cerimónia Militar, junto ao monumento comemorativo da Batalha do Bussaco, presidida por Sua Excelência Presidente da República, Prof. Doutor Aníbal Cavaco Silva
– Prestação de Honras Militares à Alta Entidade
– Cerimónia de Homenagem aos Mortos
– Discursos (Presidente da Câmara Municipal da Mealhada, General Chefe do Estado-Maior do Exército e Presidente da República Portuguesa)
– Desfile das Forças
11h20 – Evocação da Batalha do Bussaco, pelo Coronel de Infantaria Américo Henriques
12h – Visita ao Museu Militar do Bussaco e inauguração do sistema multimédia
12h30 – Inauguração da Exposição “Linhas de Defesa de Lisboa durante a Guerra Peninsular – a Arte e o Engenho de Fortificar parou a Invasão de Massena”, apresentada pelo Tenente-Coronel José Berger, no Convento de Santa Cruz do Bussaco