O festival de rock “Rock’Arte Bairrada” vai ter como palco, nos dias 10 e 11 de Setembro, o Parque da Estação, na Curia.
O projecto, apresentando em conferência de imprensa, no passado dia 25, parte da Associação dos Amigos da Música de Anadia que, agora renovada, quer ajudar a promover bandas musicais e artistas plásticos em ascensão.
Pelo evento, que começa nos dois dias às 21h, vão passar dez bandas (5 em cada dia), pretendendo a organização alcançar o mais variado leque de gostos musicais.
Com bilhetes bastante acessíveis (4 euros/dia), Licínio Pereira, da organização, diz que o festival “quer crescer de forma sustentável e no futuro ajudar a potenciar a actividade cultural da região”.
Razões suficientes para convencer a Câmara Municipal de Anadia e a Rota da Bairrada a apoiar o evento.
Jorge Sampaio, em nome da Rota da Bairrada e da Câmara Municipal de Anadia, considera a iniciativa interessante, inserindo-se o evento no programa de animação de Verão da estância termal da Curia, apoiado pelo Turismo Centro de Portugal.
Um projecto que considera “ter pernas para andar” e tudo o que é necessário para vir a crescer, pois acredita que “esta primeira edição vai dar alento para tornar este projecto num grande evento concelhio”, acrescentou.

Concursos. Tendo por tema “Região da Bairrada e sua cultura”, a organização está a promover dois concursos, um de pintura e outro de fotografia. Os melhores trabalhos serão expostos no evento e posteriormente em galeria do Centro Cultural de Anadia.
Com esta iniciativa, acreditam que novos talentos (amadores) serão revelados “na busca valorativa da arte, de forma dinâmica e multifacetada, daqueles que se dedicam de forma não profissional a este tipo de ocupação”.

Artesanato. Vão igualmente estar presentes expositores de artesanato que possibilitam a todos os que passem pelo festival contactarem com uma realidade artesanal distinta e única. O objectivo é reunir perto de uma dezena de artesãos (bijuteria, malas, vestuário, trabalhos em felpo, couro, cerâmica e vidro, etc), e permitir que os participantes mostrem os seus trabalhos e ao mesmo tempo possam dar um colorido diferente ao recinto, proporcionando aos visitantes a possibilidade de acompanharem o processo criativo dos artistas.
A organização acredita que, durante os dois dias, mais de meio milhar de pessoas irá passar pelo Parque da Estação, para apreciar as exposições e assistir a uma série de espectáculos musicais, num ambiente agradável, acolhedor e a preços muito acessíveis. É ainda disponibilizada uma zona de bar, com espaços para refeições, onde o espumante e o leitão vão marcar presença, mas também uma área de campismo com casas de banho e água corrente.

Catarina Cerca