A ordenação das listas concorrentes às eleições legislativas de 05 de Junho no distrito de Aveiro, apurada por sorteio e hoje divulgada, apresenta 14 partidos e movimentos em disputa pelos 16 deputados elegíveis.

O primeiro lugar nos boletins de voto em Aveiro cabe ao Partido Nacional Renovador (PNR), seguido do Partido Socialista (PS), Partido da Terra (MPT) e Partido Popular Monárquico (PPM).

Na quinta posição surge a CDU, coligação entre o Partido Comunista Português e o Partido Ecologista Os Verdes, em sexto o Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses (PCTP/MRPP), ocupando o Partido Pelos Animais e Pela Natureza (PAN) e o Partido Democrático do Atlântico, respectivamente, os sétimo e oitavo lugares.

O Portugal Pro Vida é nono, o Partido Social Democrata (PSD) décimo e, no 11.º lugar, o Movimento Esperança Portugal (MEP).

O 12º lugar é do Partido Trabalhista Português (PTP), o Bloco de Esquerda (BE) surge em 13º lugar e o CDS-PP encerra a lista, na 14ª posição.

Aveiro volta a eleger 16 deputados a exemplo de 2009 (mais um do que em 2005) e PS e PSD deverão reeditar a luta pelo partido mais votado, favorável aos sociais democratas nas últimas legislativas.

Em 2009 o PSD obteve 34,5 por cento dos votos e elegeu sete deputados, mais um do que em 2005 e o PS (33,7 por cento) elegeu seis mas perdeu dois deputados face a 2005.

A maior subida eleitoral em Aveiro coube ao Bloco de Esquerda – atingiu mais de 35 mil votos em 2009 e elegeu um deputado pela primeira vez – seguido do CDS-PP, cuja votação cresceu 12 mil votos ultrapassando os 50 mil e garantindo dois deputados eleitos.

Paulo Portas, líder do CDS/PP volta a encabeçar a lista do partido em Aveiro, a exemplo do antigo ministro da Educação Couto dos Santos, novamente cabeça de lista pelo PSD.

Bloco de Esquerda (Pedro Filipe Soares) e a CDU (Miguel Viegas) repetem, igualmente, os cabeças de lista de 2009 e, dos partidos com assento parlamentar, só o PS aposta na mudança de cabeça de lista, candidatando a ministra do Trabalho, Helena André em vez de Maria de Belém Roseira.