A Câmara Municipal de Anadia, promotora da 8.ª edição da Feira da Vinha e do Vinho, faz um balanço muito positivo do certame que decorreu, em Anadia, de 18 a 26 de Junho.
A autarquia contabiliza que, durante nove dias de certame, tenham passado 130 mil visitantes pelo Vale Santo, ultrapassando o número atingido na edição do ano transacto. O último dia, com a actuação do artista Tony Carreira foi, sem dúvida, o ponto alto, testemunhado por uma moldura humana sem precedentes.
“É com satisfação que, em vista do trabalho realizado, constatamos o êxito do certame, êxito esse que, em grande medida, se pode atribuir à diversidade e qualidade das acções levadas a cabo pelas organizações que nela participaram, bem como ao programa de animação delineado”, refere a Câmara, em comunicado enviado à comunicação social.
A autarquia anadiense não deixa de sublinhar que esta edição ficou assinalada com algumas acções inovadoras, tais como o lançamento do Roteiro Gastronómico do Turismo Centro de Portugal; o encontro com Hoteleiros; Mini-Curso de Iniciação à Prova, organizada pela Confraria dos Enófilos da Bairrada.
“Foram plenamente alcançados os objectivos traçados pela Câmara Municipal na fase de planeamento desta acção, e a mesma revelou-se profícua para os produtores aderentes, nomeadamente em termos de divulgação da qualidade dos seus produtos, da sua imagem e do seu potencial no contexto do sector, em particular numa edição da Feira que contou com a presença de grande quantidade de visitantes de fora da região”, é avançado no comunicado.
A marcar presença no certame estiveram também as Juntas de Freguesia e as Associações culturais do concelho, que dinamizaram a “Praça do Espumante” com as suas “tasquinhas”, onde decorreram diversos espectáculos de animação cultural e que em muito contribuíram para o sucesso deste certame.
“A Feira da Vinha e do Vinho continua a ser uma forte aposta por parte da Câmara de Anadia, para a divulgação dos costumes, produtos e cultura da região e é considerado como um cartão de visita para muitos produtores, empresas e associações do município”, lê-se ainda.

Catarina Cerca