Contra factos não há argumentos. No jogo de repetição da 12.ª jornada devido a um erro técnico do árbitro, o Padroense voltou a ganhar. E não teve grande dificuldade para somar os três pontos. O Oliveira do Bairro, bastante limitado pelas lesões, antes do intervalo perdeu a sua única referência no ataque, Cílio Souza, por expulsão, e não mais conseguiu contrariar o futebol mais fluído dos nortenhos. A equipa de Padrão da Légua soube sempre controlar o jogo e construir uma goleada que não sofre contestação.
A arbitragem não esteve isenta de erros, acabando por prejudicar o Oliveira do Bairro em algumas situações.
Manuel Zappa
zappa@jb.pt

FICHA DO JOGO

Estádio Municipal de Oliveira do Bairro
Árbitro: Fernando Lopes, auxiliado por Carlos Carneiro e Rui Dias. Equipa do CA da AF Bragança.
OBSC: Renato; Paulo Costa, Ruben Ramalho, Zé Miguel e Leandro; Hugo Paulo, Daniel (Joel, 57m; Nelson Rato, 67m) e André Aranha; Jiapeng (Rafael, 46m), Cílio Souza e Alexis.
Treinador: Rui França
PADROENSE: Marco; Tonel, Ricardo (Bruno, 81m), Vítor Lobo e Miguel; Paulinho, Nuno Paulo e Mariano (Brandão, 85m); Seabra, Bruninho e Penantes (Gazela, 73m).
Treinador: Augusto Mata
Ao intervalo:0-1
Marcadores: Bruninho (28 e 83m), Nuno Paulo (78m) e Gazela (88m).
Disciplina: cartão amarelo a Zé Miguel (15m), Cílio Souza (43m), Paulo Costa (50m), Ricardo (53m), André Aranha (65m) e Rafael (87m). Cartão vermelho direto a Cílio Souza (43m).