A ACIB (Associação Comercial e Industrial da Bairrada assinou, na tarde do último sábado, o protocolo referente ao contrato de arrendamento com a Câmara Municipal de Anadia, para a ocupação, por parte da ACIB, de duas salas no rés-do-chão no Edifício Proximidade, na Praça da Juventude.
A cerimónia, que contou com a presença de vários autarcas, empresários e comerciantes, associados da ACIB, é mais um importante passo na vida desta Associação que, desde 2004, tem em Anadia uma delegação.
Cientes de que as atuais instalações já não respondiam às necessidades da associação, nomeadamente para ações de formação e dada a dificuldade em encontrar instalações compatíveis com as suas necessidades, a Câmara Municipal estabeleceu um protocolo que visa instalar a ACIB neste novo espaço. Esta associação passa, assim, a ser a primeira a instalar-se neste Edifício de Proximidade, construído no âmbito da regeneração urbana da cidade.
Servir os munícipes. Aos presentes, Litério Marques referiu isso mesmo, sendo certo que outros serviços de proximidade para o cidadão possam vir aqui a instalar-se no futuro, nomeadamente serviços no âmbito social, conservatórias e cartórios. “Nada impede que aqui se instale um conjunto de serviços que passam a estar concentrados num mesmo espaço”, referiu o edil anadiense que, ao disponibilizar no centro da cidade “uma espécie de loja do cidadão”, pretende evitar que os munícipes sejam obrigados a deslocações desnecessárias para concelhos vizinhos.
“Este protocolo marca, assim, o início de um projeto que a autarquia tem desenhado para este espaço”, disse, dando conta de que, hoje, Anadia, “já não é uma cidade qualquer”.
“Estas instalações, estes equipamentos testemunham a importância que passam a ter para as populações”, já que “Anadia é uma cidade que para além da sua beleza natural, tem acessibilidades, infraestruturas que dignificam o município e vão ao encontro das necessidades das populações, sendo, hoje, um exemplo extraordinário para os municípios vizinhos”. Daí que para Litério Marques estes equipamentos, no âmbito da regeneração, “confirmam que esta foi a melhor coisa que poderíamos ter feito no centro de Anadia.”

Missão. Emília Abrantes, presidente da ACIB, mostrou-se bastante agradada com o novo espaço, embora reconheça que para a ACIB começa agora um novo desafio. “É missão da ACIB estar mais próximo dos associados. Hoje, estamos num mundo e mercado global, as empresas têm de ser altamente competitivas, dar formação aos seus quadros”, sendo este um espaço privilegiado para tal. As novas instalações, ao serviço de todos, podem ainda servir os empresários da região que aqui podem reunir e receber delegações convidadas, sublinhou aquela responsável, ao mesmo tempo que defendeu a necessidade de “construir sinergias e comunicar mais”. Por isso, defende a partilha de conhecimentos, saberes e de espaços, a bem do desenvolvimento da própria região.
CC