A Expofacic, que se realiza em Cantanhede, de 25 de julho a 3 de agosto, apresenta um orçamento de 1,3 milhões de euros e será mais uma vez autossustentável. Este ano, conta, entre outros, com um concerto conjunto dos GNR e da Banda Sinfónica da GNR. Este concerto, que se realiza no dia 30, será o único do género em 2014 em Portugal e juntará mais de 100 músicos em palco.
Na tarde da última segunda-feira, a vice-presidente da autarquia, Helena Teodósio, começou por apresentar o certame, afirmando que “este traz importantes benefícios ao concelho, que são resultado, nomeadamente, da enorme projeção que o evento proporciona na divulgação do seu potencial económico e da sua dinâmica social”. “É uma festa da cultura e das tradições do património”, afirmou, sublinhando que “a Expocic já faz parte do roteiro de férias do país”.
Helena Teodósio realçou “o excelente programa de espetáculos, com atuações tão diversas nos diferentes palcos”, realçando ainda a importância das tasquinhas, que “se afirmaram como um dos setores mais atrativos da feira”.

Autossustentabilidade. António Patrocínio Alves, que integra a comissão organizadora de feira em representação da empresa municipal INOVA, sublinhou que em 2013, “ano em que a crise mais se sentiu, a Expofacic foi a maior e melhor feira de sempre”.
À semelhança do que tem acontecido nos últimos anos, “a autossustentabilidade da Expofacic vai manter-se”, afirmou António Patrocínio Alves.
Dando seguimento às queixas de alguns expositores – “porque os expositores estão em primeiro lugar” – “serão substituídas as coberturas e alguns estrados dos stands que são propriedade da Câmara”. Estes melhoramentos custarão cerca de 20 mil euros, estimou António Patrocínio Alves, destacando toda a equipa que organiza a Expofacic e que “é imbatível”. “Na verdade, temos todo um corpo unido à volta da organização. Há pessoas que, durante 15 dias, poucas horas dormem”, acrescentou.
Referiu ainda que “em ano em que decorre o Rock In Rio, a contratação dos artistas é mais complicada e os preços inflacionados”.
Já o vereador Pedro Cardoso, vice-presidente da Comissão Organizadora, destacou a importância do setor da educação na feira, afirmando que, “ano após ano, este setor tem vindo a crescer de forma contínua e também em termos de qualidade”.
Pedro Cardoso referiu ainda “a importância que é dada ao artesanato na Expofacic, transformando este setor numa das maiores mostras do género da região centro”.
O programa abre no dia 25 de julho, feriado municipal, com as atuações de Anselmo Ralph e Kura, encerrando no dia 3 de agosto com os concertos das bandas Xutos & Pontapés e Ultraleve. Passarão também pelo palco 1, entre outros, Tony Carreira, Pedro Abrunhosa, Richie Campbell, Rudimental DJ Set, António Zambujo, Ana Moura, GNR + GNR, Michael Calfan, 5-30, Klingande, Mastiksoul, Buraka Som Sistema, DJ Ride, We Trust, Kaiser Chiefs e Borgeous.
A feira continuará a ter os dias temáticos, sendo que o dia 25 de julho é feriado, o dia 26 será dedicado ao agricultor; 27, dia da dixieland; 28, dia do ambiente; 30, dia da floresta, 31, dia do expositor, 1 de agosto, dia da biotecnologia e 3 de agosto, dia do expositor.
Em 28 de julho e 2 de agosto, os ingressos custam nove euros, mas nos restantes dias os bilhetes têm o preço de 3,50 euros, sendo o bilhete geral, para todo o programa, vendido a 40 euros.
As portas da feira abrem no dia 25 de julho, às 18h e no dia 27 às 12h e de segunda a sexta às 19h. No fim de semana, pelas 16h.