O Dia Mundial do Ambiente, celebrado todos os anos a 5 de junho, foi a data escolhida pela autarquia anadiense para inaugurar o novo Ecoparque de Anadia.
Num dia que começou nublado, o sol acabou por se juntar à festa, proporcionando a mais de mil crianças, dos jardins de infância e do 1.º CEB da rede pública, um dia inesquecível passado nesta infraestrutura de desporto e lazer.
Durante toda a manhã e tarde, as crianças – repartidas por dois grupos (cerca de 530) – participaram, juntamente com professores e auxiliares de ação educativa, num conjunto de atividades (jogos, ateliês) que envolveram ainda os alunos da Universidade Sénior da Curia.
O aparato foi grande e ao ato inaugural não faltaram vereadores, presidentes de Juntas de Freguesia, entre muitas outras entidades convidadas.

Promover hábitos de vida saudáveis. Na ocasião, a autarca Teresa Cardoso avançou que este equipamento se enquadra numa série de investimentos que a autarquia vem realizando no âmbito da promoção de hábitos de vida saudáveis, no quadro geral da melhoria da qualidade de vida.
Uma obra que considerou ser “para todos”, já que corresponde a um velho anseio da população. Daí que a Câmara Municipal tenha projetado e construído este Ecoparque, um espaço de ar livre onde a atividade física e o lazer são possíveis, num estreito contacto com a natureza.
Este novo espaço público ficou orçado em 350 mil euros e estende-se por uma área de 25 mil metros quadrados.
Abrangente e transversal a diversos públicos, a presidente Teresa Cardoso não deixou de destacar o facto de “promover o convívio intergeracional, originando benefícios diretos e indiretos óbvios para a qualidade de vida da população, que terá ao seu dispor um circuito de manutenção, equipamento geriátrico, um polidesportivo, um parque infantil, um campo de malha e um parque de merendas”.
A edil anadiense destacou ainda o facto deste Ecoparque ter sido dotado de zonas de circulação pedonal e ciclável, referindo-se ainda a esta infraestrutura como uma forma de potenciar e valorizar as características naturais do local, na procura de um equilíbrio entre as suas componentes funcional, ecológica e paisagística.

Crianças fizeram a festa. Neste dia dedicado à natureza, as crianças foram convidadas a plantar 69 árvores, enquanto que os alunos da Universidade Sénior da Curia levaram a cabo a plantação de outras 28.
No local, de dimensão considerável, foram ainda previamente plantadas pela Câmara Municipal cerca de 50 árvores de diversas espécies (carvalho, tília, faia, liquidamber, ácer, entre outras).
Presentes no dia da inauguração estiveram ainda vários parceiros como o Centro de Saúde de Anadia, o Agrupamento de Escolas de Anadia e a Clínica do Cértoma que proporcionaram alguma animação e sensibilização das crianças no que respeita a questões de saúde, nomeadamente Higiene, Saúde Oral, entre outras.
Também o CDOS, os Bombeiros Voluntários de Anadia e a GNR de Anadia estiveram presentes nesta iniciativa para sensibilizar as crianças para a preservação do ambiente e salvaguarda dos recursos naturais, e fazer a demonstração de algumas ações de proteção e socorro.
A edil apelou ainda à preservação deste espaço público, por forma a evitar atos de vandalismo. Por isso, deixaria a todos um apelo para a necessária proteção deste espaço, que é de todos.
Paralelamente, teve lugar uma performance do Teatro Útero, com base num texto de José Luís Peixoto e cenografia de Jorge Moreira.
Acrescente-se que o Ecoparque de Anadia confina com o Complexo Desportivo de Anadia (que inclui as Piscinas Municipais, o Pavilhão de Desportos, courts de ténis, campos sintéticos para futebol de 7 e de 11, e estádio municipal) e com a obra da nova Escola EB2/3 e Secundária de Anadia.

Catarina Cerca