Chamam-se b – AND e, a partir do dia 1 de outubro, já estarão a circular pelas ruas de Anadia.
A apresentação do projeto “1 – AND 20 – 14 mobilidade em bicicleta no município de Anadia” teve lugar no salão nobre da Câmara Municipal de Anadia na última quinta-feira, dia 18.
Foram dadas a conhecer as bicicletas públicas e as estações/parqueamentos que, a partir do dia 1 de outubro, vão estar à disposição da população, ainda que de uma forma experimental.
O projeto surge no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade e segundo o vice-presidente da autarquia, Jorge Sampaio, a bicicleta b-AND insere-se num projeto mais abrangente e ambicioso que pretende ligar através de uma ciclovia a estância termal da Curia ao centro de Anadia e ao Velódromo Nacional, em Sangalhos.
Também para um concelho marcadamente ligado ao fabrico de bicicletas, a autarquia decidiu, no desenvolvimento desde projeto, estabelecer uma parceria com a Esmaltina, empresa de fabrico e comercialização de bicicletas localizada em Sangalhos, desde a década de 70, e que agora que ajudou a desenvolver a b-AND que vai andar por aí.
Um projeto vai ser instalado gradualmente, até porque para além de se pretender criar um hábito na população – andar mais de bicicletas – é preciso aferir a recetividade da população à ideia.
Nesta primeira fase serão 50 as bicicletas – numeradas e identificadas – e cinco as estações (Velódromo, Rota da Bairrada, Praça da Juventude, Curia Tecnoparque e Piscinas Municipais, locais onde existem funcionários para realizar o respetivo controle) onde podem ser levantadas (check-out) ou entregues (check-in).

Catarina Cerca