A candidata do PSD, Helena Teodósio, que era vice-presidente de João Moura na autarquia cantanhedense, arrecadou 61% dos votos no passado domingo, dia 1 de outubro.
Ao obter a maioria absoluta nas eleições autárquicas de 1 de outubro, Helena Teodósio torna-se, também, a primeira mulher a ser eleita presidente da Câmara Municipal de Cantanhede.
A eleita sucede a João Moura, anterior edil, também eleito pelo PSD impedido de se recandidatar, devido à limitação de mandatos.
O seu mais direto adversário,  o candidato do PS, Luís Silva, não foi além dos 26% de votos e, apesar da vasta experiência política, Luís Silva piorou o resultado do PS em relação a 2013.
Numa noite eleitoral que voltou a vestir o concelho de Cantanhede de “laranja”, contas feitas, fica praticamente tudo na mesma, ou seja, o PSD elege cinco mandatos para o executivo e o PS apenas dois – Luís Silva e Gonçalo Magalhães, mantendo-se a mesma divisão de cadeiras registada nas eleições de 2013.
Assim, o PSD em Cantanhede venceu em toda a linha:  Câmara Municipal, Assembleia Municipal e só não faz o pleno nas 14 freguesias e uniões de freguesia porque o PS conseguiu vencer na Cordinhã, arrecadando 51% dos votos.

Ler mais na edição impressa ou digital