O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou todos os distritos de Portugal Continental em aviso amarelo até ao meio dia de amanhã, sábado. Até porque são esperadas temperaturas mínimas entre os quatro e os seis graus negativos. Esta situação deverá manter-se até à próxima quinta-feira, dia 17.

Bragança e Guarda vão ser os distritos mais frios. Em Bragança os termómetros podem chegar aos quatro graus negativos e na Guarda a previsão é que a temperatura mínima seja de um grau negativo.

O IPMA prevê para esta sexta-feira uma pequena descida das temperaturas. “Temos todos os distritos do continente sob aviso amarelo. Este aviso deverá manter-se ao longo do fim-de-semana.” Esta sexta feira terá vento forte, que levará ao aumento do desconforto térmico.

Entretanto, a Proteção Civil alerta para os riscos das temperaturas baixas esperadas nas próximas horas, desde a formação de gelo ao perigo de intoxicações por causa de lareiras e braseiras sem ventilação adequada.

Num aviso à população, a Autoridade Nacional de Proteção Civil reitera as previsões mais recentes do IPMA, que antecipa temperaturas mínimas entre quatro graus negativos e seis graus e máximas que não deverão ir além dos 18 graus em todo o território continental na sexta-feira.

A situação deverá estender-se até à madrugada de sábado e a Proteção Civil recomenda cuidados especiais com crianças, idosos, doentes crónicos e pessoas sem-abrigo.

Recomenda que se ventilem as casas em que haja lareiras ou braseiras, que se desliguem os aparelhos de aquecimento durante as horas de sono e, na estrada, a adoção de condução defensiva com atenção a troços com gelo.

Em conjunto com a Direção Geral da Saúde, recomenda ainda que a população se resguarde da exposição prolongada ao frio e mudanças bruscas de temperatura, que se usem várias camadas de roupa e se prefira sopas e bebidas quentes para aquecer em vez de álcool, “que proporciona uma falsa sensação de calor”.