A Câmara Municipal de Cantanhede manifestou ao Instituto de Segurança Social a intenção de aderir ao Programa de Contratos Locais de Desenvolvimento Social de 4.ª Geração (CLDS-4G), tendo em vista o desenvolvimento de ações de intervenção social no concelho, nos termos definidos para o efeito.
Aprovada por unanimidade pelo executivo camarário liderado por Helena Teodósio, a manifestação de interesse é o primeiro passo para o Município poder vir a dispor do financiamento de 480.000 euros atribuído ao território de Cantanhede.
Este montante foi definido em função das vulnerabilidades sociais identificadas nos termos do previsto do Programa CLDS-4G, devendo o projeto a implementar incidir no desenvolvimento de todas as ações obrigatórias previstas para o Eixo 3 e para o Eixo 4, no âmbito da “promoção do envelhecimento ativo e apoio à população idosa” e no “auxílio e intervenção emergencial às populações inseridos em territórios afetados por calamidades e/ou capacitação e desenvolvimento comunitários”, respetivamente.

 

Ler mais na edição impressa ou digital